Tag Archives: Santiago Bernabéu

notas sobre o superclássico

1. Impressionou-me o Piqué pelas três certinhas que tirou ao Ronaldo.

2. Meteu-me impressão o Ricardo Carvalho pelo estado lastimável em que se encontra. Mal fisicamente, mal colocado, uma aposta de risco de Mourinho fruto da escassez que o Real atravessa ao nível de centrais.

3. Varane, não pelo golo mas sim por ter feito o seu trabalho e o de Ricardo Carvalho. Já escrevi aqui e volto a escrever que será o melhor central do mundo da sua geração.

4. Modric. Ter saído de Londres foi um erro crasso que futuramente será pago. O Madrid é o clube mais profícuo do mundo a destruir grandes carreiras.

5. O Daniel Alves e o Busquets continuam a dar lenha no Ronaldo como se não houvesse amanhã e a reclamar com o árbitro como se ainda tivessem razão.

6. A falta que faz um Falcao num ataque como o do Real Madrid.

7. Creio que no último lance do jogo Carles Puyol corta o remate de Sami Khédira com o braço.

8. Messi fez o que quis e só não fez mais porque ainda existia um Varane implacável pela frente, Ronaldo esteve perdulário.

9. Diego Lopez cumpriu aquele que vai ser o seu primeiro e único jogo pelo Real Madrid. Amanhã será apresentado outro guarda-redes no Bernabéu de nome Rui Patrício.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

No pasa nada!

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/wEHZy3Lpio6iF9w3rstn/mov/1

Do “rally de clássicos” como já lhe chamam em Espanha, este era o menos importante dos quatro.

Exceptuando a expulsão de Albiol e o respectivo penalti convertido por Messi e o penalty “com cheiro a pechisbeque” de Daniel Alves que Ronaldo converteu, “no pasa nada na Liga de nuestros hermanos”

Se na semana passada vimos a equipa do Porto a festejar o título nacional às escuras em pleno relvado do Estádio da Luz, pode-se dizer que o Barça festejou ontem o seu no relvado de Santiago Bernabéu, perante um Real que deu boas indicações para o confronto de quarta-feira e para a eliminatória da Champions.

O Barça voltou a demonstrar o seu enorme poderio na circulação de bola mas não foi tão acutilante na habitual jogada que costuma desmarcar Villa ou Messi nas costas das defesas adversárias. Mérito porém deve ser dado às arrojadas saídas de Casillas aos pés do Espanhol e do Argentino por duas vezes.

O Real pelo seu lado executou um bom jogo defensivo, manchado apenas pelo penalti claro cometido por Albiol, perfeito no controlo defensivo do meio campo com um Pepe a todo o gás, e interessante no ataque com Ronaldo (fez um excelente jogo na medida dos possíveis) e Ozil na segunda parte, que saltou do banco para dar mais criatividade à ala direita do ataque madrileno.

Benzema esteve bastante escondido, tendo em conta o que Adebayor acrescentou ao ataque do Madrid na 2ª parte. O Togolês pode ser lento, pode ser tosco, mas dá uma combatividade (principalmente no jogo aéreo) aos centrais condais que o francês jamais dará. Pode ser que nas próximas partidas, essa combatividade sofra a ajuda de Higuaín, que ontem já se sentou no banco de suplentes de José Mourinho.

Com 8 pontos de diferença, o Barça poderá encomendar as faixas de campeão. Quarta, espera-se um jogo bem mais aberto para a final da Taça do Rei, competição que o Real não vence desde 1990.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , ,

Futebol Espectáculo

http://videa.hu/flvplayer.swf?v=CXcCSbbgk6O0aons

http://videa.hu/flvplayer.swf?v=IRc327wTo8SdHhbA

Em Milão, o campeão europeu foi completamente humilhado pelo Schalke 04 por 5-2.

Para a retina dos amantes de futebol fica o golão do Sérvio Stankovic na inauguração do marcador da partida.

Raúl voltou a marcar, ampliando a sua liderança como melhor marcador de sempre da Liga dos Campeões. Aos 35 anos, o craque ainda está dado para os grandes momentos em grandes palcos.

Na 2ª mão, prevê-se um grande jogo em Gelsenkirchen. O Inter, ferido no orgulho, fará de tudo para recuperar desta humilhação e continuar a acalentar o sonho do bicampeonato europeu de clubes.

http://videa.hu/flvplayer.swf?v=GE8dn5D9Akkd3ODY

No Santiago Bernabéu em Madrid, o Real de Mourinho aniquilou o sonho dos homens do Tottenham Hotspurs.

Num jogo marcado pela expulsão precoce de Peter Crouch na 1ª parte, os merengues deram uma exibição de gala perante um Tottenham onde Gareth Bale foi o único jogador capaz de remar contra a maré de ataque dos homens de Madrid.

Utilizado contra a vontade do departamento médico do clube de Madrid, Cristiano Ronaldo fez uma excelente exibição (assim como Di Maria) tendo o Português e o Argentino marcado o 3º e o 4º golo do Real nesta vitória.

Com o campeonato espanhol hipotecado devido à derrota caseira frente ao Sporting de Gijón, Mourinho quererá alcançar a gloria na Taça frente ao Barcelona e repetir a vitória na Champions nesta primeira época ao comando dos Merengues. Espera-se um passeio em White Hart Lane na 2ª mão.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,