Tag Archives: Processo Face Oculta

Ele é que sabe andar nisto!

Conheci uma turma em Paredes de Coura em 2010 que repetia em tons de gozo sempre que alguém fazia uma coisa espantosa algo como “ele é que sabe andar nisto!”

José Sócrates vê constado o seu nome em 3 mega processos: Face Oculta, Freeport, Universidade Independente. Um como testemunha de um arguido (que acabou por prescindir da sua presença em tribunal) e com escutas que acabaram por ser dadas como irrelevantes para o processo e consequentemente destruídas, outro como prova de acusação (a referida licenciatura que ficou bem guardadinha a 7 chaves numa gaveta) e outro como acusado de acto ilícito por parte de dois arguídos.

É caso para dizer que “José Sócrates é que sabe andar nisto” – 3 processos e ainda não colocou os pés em Portugal. Cá para mim já nem se considera como cidadão português. 3 processos. Costuma-se dizer que onde há fumo há fogo. Será que este caso foge à regra? Ou será que José Sócrates tem bons anjos da guarda?

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Se…

Se as escutas de Armando Vara foram validadas pelo juiz Raul Cordeiro do Tribunal de Aveiro “com vista à descoberta da verdade e boa decisão da causa” porque é que as que envolvem José Sócrates foram destruídas por ordem do Supremo Tribunal de Justiça?

Ah, já sei. Temos dois critérios distintos dentro da Justiça Portuguesa. O critério de “quando se é primeiro-ministro” e o critério de “quando não se é primeiro-ministro”.

Com as etiquetas , , , , , , ,

Face Oculta ao rubro

Penedos pai renega Penedos filho.

Godinho sente-se incomodado com as escutas e beliscado com a forma com que o processo judicial está a ser trilhado e promete falar.

Creio que haverão jornalistas corrompidos com robalos e magistrados que irão fazer jogging com a camisola do Esmoriz.

Com as etiquetas , , , , , , , ,

E Vara respondeu com alheiras…

Quando Godinho foi a Vinhais.

Mas Vara e Penedos tremem que nem varas verdes quando se fala das escutas que envolvem José Sócrates.

De resto, tudo dentro da ordem. Dizem eles.

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Gozo

Armando Vara declarou hoje no Tribunal de Aveiro ter recebido “robalos e pão de ló e um equipamento de futebol do Esmoriz para o filho” de Manuel Godinho, o rei das sucatas.

Só pode ser gozo não.

Com as etiquetas , , , , ,

Tem toda a razão

http://tv2.rtp.pt/noticias/player.swf?image=http://img0.rtp.pt/icm/noticias/images/d3/d397c62d4f2da8cbfc72e1fa2b3340c7_N.jpg&streamer=rtmp://video2.rtp.pt/flv/RTPFiles&file=/nas2.share/informacao/2011/wMomentoVaraJTCdo09wwtp_WWW_91199.mp4

“Todos os nossos políticos deviam ser julgados, porque a nossa geração e a dos meus filhos estão a pagar pela classe política”

E acrescento mais: ainda há de vir outro de Paris responder pelo seu envolvimento na negociata.

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Justiça eficaz!

Manuel Godinho.

Usou-se das mais variadas influências e dos mais variados truques para enriquecer. Colocou em xeque antigos ministros e grandes executivos de grandes empresas nacionais, num processo de corrupção impar em Portugal.

Mas vai ser solto hoje…

A isto é que eu chamo uma justiça eficaz!

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Que raio de justiça é esta?

A justiça Portuguesa não tem emenda. Se por um lado quer ser mais rigorosa, por outro lado continua a ser demasiado permissiva. Quem pretende demonstrar respeito perante uma sociedade, terá forçosamente que fazer imperar esse mesmo respeito. Custe a quem custar.

Arrancou hoje a fase de instrução do Processo Face Oculta no Campus de Justiça de Lisboa. Começam-se a ouvir as primeiras testemunhas do processo. No entanto, não houve sinal da presença de nenhum arguído. 36 são os faltantes à primeira audiência.

Nem mesmos enterrados até aos ossos num caso de tremenda corrupção, Manuel Godinho, Armando Vara ou o Engenheiro Penedos tiveram o displante de aparecer nas festividades. Pouco parece interessar à justiça Portuguesa a obrigatoriedade dos arguidos no decorrer dos processos. A lei obriga a que a todos os interessado num processo judicial estejam presentes nas audiências. No entanto, pune de forma pecuniária quem falte. Se o cidadão normal tem que ir às audiências dos processos em que está envolvido por falta de capital para pagar as multas, a estes senhores tais sanções são mais favoráveis do que enfrentar a própria justiça.

Lamentável…

Com as etiquetas , , , , , , , , ,