Tag Archives: Piermario Morosini

do Atleti Azzurri d´Italia

Addio, Morosini: intitolata a Piermario la Curva Sud dello stadio dell’Atalanta

Anúncios
Com as etiquetas , , ,

Que gesto de Di Natale

Sempre adorei António Di Natale. As suas cavalgadas pela ala esquerda valeram-lhe o título de melhor marcador da Serie A por duas vezes e o título de campeão do mundo pela Itália no Mundial de 2006.

É uma felicidade vê-lo ainda hoje, aos 34 anos, a ziguezaguear nas alas e a finalizar como ninguém. É sem sem dúvida um dos jogadores mais mortíferos que conheço em contra-ataque.

Em 2004 estacionou na Udinese vindo do Empoli e de Udine nunca mais saiu. Foram muitas as propostas que o extremo recebeu para continuar a sua carreira noutro patamar. Di Natale preferiu continuar a jogar num clube sem pressão onde é idolatrado pelos adeptos.

Sempre adorei Antonio Di Natale. Hoje, ficará eternamente gravado no meu coração.

Antonio Di Natale é um Homem com H grande. Decidiu requerer a custódia da irmã de Piermario Morosini, jogador falecido no sábado, para que esta possa viver consigo até ao resto dos seus dias. Isto porque Morosini era o representante legal da irmã (pessoa com deficiências físicas) depois de falecidos os pais e o irmão.

“Foi um excelente companheiro. Apesar de todos os problemas que tinha, estava sempre à disposição da equipa e dava todas as suas forças por ela. Ele queria viver e encontrar o êxito, para ele, para a família e para a irmã”afirmou o internacional Italiano.

A Udinese, clube que emprestou Morosini ao Livorno também já criou um projecto para ajudar Maria Carla, irmã do malogrado.

Está decidido. A cada ano que este blog dure, a cada 17 de Abril, ficarão apenas as imagens de Morosini e Di Natale. A Udinese também ganhou um especial carinho no meu coração!

Com as etiquetas , , , , ,

Piermario Morosini

Piermario Morosini. 25 anos.

O futebol viveu um dia triste, hoje, no jogo da Série B entre o Pescara e o Livorno.

Prefiro não colocar as imagens que alguns fotógrafos presentes no local tiraram nem os vídeos que as televisões mostraram por considerar que são demasiado chocantes e atestam de forma errada a memória da pessoa.

Uma tarde onde tudo correu mal. Uma história envolta em alguma polémica. O jogador do Livorno caiu inanimado no relvado do Estádio, corria o minuto 31 da partida. Do que se pensava ser uma queixa física transformou-se rapidamente no pânico entre colegas de equipas e colegas de profissão.

Nas bancadas, o chefe de cardiologia do hospital de Pescara: “Quando cheguei ao relvado, Morosini estava em paragem cardíaca e respiratória. Fizemos massagem cardíaca por hora e meia, primeiro manualmente e, depois, utilizando vários instrumentos. Mas não havia nada a fazer. Não podemos dizer a cem por cento se a causa da morte foi devido a problemas cardíacos ou cerebrais, isso só pode ser confirmado após a autópsia.”

Ernesto Sabatini, médico do Pescara refutou que a existência de um desfribilhador no estádio pudesse salvar a vida do atleta: “Num caso de paragem cardíaca, que foi o que aconteceu a Morosini, nos primeiros minutos deve fazer-se reanimação. Depois, se existirem sinais elétricos, o desfibrilhador entra em ação. Neste caso, o desfibrilhador não podia ser usado porque deteta automaticamente os impulsos elétricos. Se estes não existirem, a máquina não ativa. Por momentos, o jogador reanimou, na ambulância continuámos a tentar mas sem sucesso. Quando chegámos ao hospital, a primeira coisa que fizeram foi introduzir um pacemaker para dar impulsos elétricos ao coração.” – no entanto, afirmam que o Pescara não estava dotado de um desfribilhador no seu estádio.

Morosini foi encaminhado já sem vida para o hospital. Relatos afirmam que existiu um atraso na chegada da ambulância ao estádio e outros relatos afirmam que um carro de polícia ainda bloqueou a saída da mesma. Outros relatos em Itália afirmam que Morosini poderia ser um caso de doping no Livorno.

Piermario Morosini deixa-nos aos 25 anos, depois de ter representado Atalanta, Bolonha, Vicenza, Reggina e Padova e Udinese. Profissional desde 2005, tinha 21 jogos na Liga Italiana e tinha sido presença regular nas selecções jovens italianas, estreando-se nos sub-21 da Squadra Azurra com 16 anos. Efectuou 51 jogos pelas camadas jovens do seu país, marcando 1 golo.

A Federação Italiana suspendeu automaticamente a jornada marcada para este fim-de-semana.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , ,