Tag Archives: Noruguês

Edvald Boasson Hagen vence 6ª etapa do Tour

Mais um dia difícil no Tour. Uma longa etapa (226 km) marcada pela chuva e pelas dificuldades adstritas e por uma etapa com uma 3ªcategoria bem perto da meta que poderia eliminar alguns sprinters da luta pela vitória na etapa resultou numa enorme vitória do Noruguês Edvald Boasson Hagen, em nova queda de Alberto Contador (o espanhol saiu sem um único arranhão) e de Levi Leipheimer, causando mais azar para a Radioshack que já tinha perdido nas etapas anteriores Janez Brajkovic. O Americano perdeu tempo e atrasou-se na geral, o que me indica que a liderança da equipa passará definitivamente para Andreas Kloden.

Depois de uma fuga que durou até aos quilómetros finais, o Noruguês obteve sem dúvida a maior vitória da sua carreira. Não é que Boasson Hagen seja um ciclista qualquer pois aos 24 anos é uma das mais promissoras promessas do ciclismo mundial e já venceu provas como a prova de estrada do campeonato do mundo de juniores em 2004 e 2005 (em 2005 também venceu a prova de contra-relógio), já foi campeão de contra-relógio da Noruega por cinco vezes em 2007, 2008, 2009, 2010 e 2012.

Em 2006 venceu 2 etapas no Tour da Bretanha e 1 no Tour da Normandia, em 2007 , 8 etapas na Volta à Grã-Bretanha nas edições de 2007 e 2009. Em 2009 venceu a clássica Gent-Welwegen (uma das mais duras das clássicas da primavera) 3 etapas à Volta ao Benelux e 2 etapas no Giro de Itália.

Em 2010 venceu 1 etapa do critério Dauphiné-Libère, juntando agora uma vitória no Tour.

Boasson Hagen superiorizou-se no sprint a Matthew Goss (a opção da HTC-Columbia perante uma etapa que não estava talhada para Mark Cavendish) Thor Hushovd, Rojas, Phillipe Gilbert e Gerald Ciolek.

O Noruguês Thor Hushovd mantem a amarela, sendo que na classificação geral apenas há a registar a perda de 1 minuto e 5 segundos nesta etapa devido à queda. Luis Leon-Sanchez também perdeu 26 segundos, chegando junto a Rui Costa.

Também foi um dia para esquecer para o líder da Quickstep Sylvain Chavanel, que só nesta etapa acumulou 12 minutos de perda e estará irremediavelmente afastado da luta pelo top 10. Restará ao Francês tentar uma fuga para vencer uma etapa, quem sabe no dia 14 de Julho dia nacional de França, onde no ano passado a vitória sorriu ao nosso compatriota Sérgio Paulinho.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,