Tag Archives: Neil Lennon

:)

Momentos de humor no Celtic Park com o treinador Neil Lennon!

Com as etiquetas , , , , , , ,

aquele momento em que ouço e faço um awwwwww

Ouço David Maclean, baterista e produtor dos Django Django aos microfones da BBC Radio 1 no programa do Zane Lowe, dizer que a “hail bop” é afinal uma música dedicada a Neil Lennon, antigo jogador internacional Norte-Irlandês e actual treinador do Celtic.

A história de Lennon é impressionante. Em 2002, quando era capitão dos Hoops, depois de uma partida internacional contra Chipre, começou a receber ameaças de morte contra si e contra a sua família vindas de um grupo radical norte-irlandês que defende uma Irlanda unida. Na Escócia, como se sabe, a rivalidade entre Celtic e Rangers dá-se em derivado de ódios religiosos: o Celtic foi um clube fundado por irlandeses católicos enquanto o Rangers é um clube de protestantes anglicanos. Farto de ameaças Lennon decidiu renunciar à sua selecção em 2002, mantendo-se apenas como capitão do Celtic até 2007. Hoje é o admirável treinador do clube que conseguiu bater um Barcelona de 990 passes em Celtic Park para a Liga dos Campeões.

Fica o registo.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

isto sim é inacreditável

955 passes!

Eu costumava gozar com o futebol do Barcelona afirmando que quando tinha insónias via um jogo contra o BATE Borisov na edição da Champions 2010\2011 que tinha gravado na minha box de tv cabo em que basicamente era o Barcelona contra 11 pobres Bielorussos que não tocaram na chicha. Nesse jogo os catalães fizeram se não estou em erro 77o passes. Isto é demais. Dá uma média de 110 passes por minuto de jogo, mais se considerarmos 70 minutos o tempo de jogo útil de uma partida.

mas… perderam…

Muito graças a este senhor: Victor Wanyama. O 3º talento do Quénia no futebol europeu, depois de McDonald Mariga (Inter) e Dennis Oliech (Auxerre). Mais um talento para ser delapidado. Aquele típico trinco africano cheio de pulmão que se adequará muito facilmente à Premier League dentro de pouco tempo.

No dia em que Rod Stewart chorou no Celtic Park Stadium com a vitória do seu clube, louros para o eterno Neil Lennon! O Celtic já tinha merecido sair de Nou Camp com o empate num jogo em que Samaras andou o verdadeiro diabo à solta. O futebol por vezes é injusto. Hoje foi justíssimo. 

Com as etiquetas , , , , , , , , ,