Tag Archives: Musica Portuguesa

midnight feed

Com as etiquetas , ,

Com as etiquetas , ,

este também merece ser visto

o microcosmos da música portuguesa, contada desde os primeiros passos do rock de Daniel Bacelar ao punk dos Parkinsons.

parabéns a Eduardo Morais e ao resto da sua equipa por nos brindarem com uma hora de pura cultura.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Mão Morta — “Barcelona (encontrei-a na plaza real) — Álbum: Mutantes S.21 (1992)

Com as etiquetas , , , , ,

e mais uma vez “all togheter now”

Vitorino ao Jornal de Leiria: “Quanto um Português canta em Inglês fica tristemente ridículo”

A resposta de Paulo Furtado não poderia ser melhor: “Senhor Vitorino, por quem até tinha alguma estima, pegue lá este recado: verdadeiramente ridículo é quando um Português canta em Inglês só porque uma marca lhe põe dinheirinho no Bolso. Acho que se os artistas se preocupassem mais com a sua arte e integridade e deixassem a dos outros em paz teríamos melhor música em Portugal. Pois trabalhem, que logo colhem frutos”

Com as etiquetas , , , , , , ,

Fossanova (sabe tão bem)

Belle Chase Hotel — “Fossanova” — Álbum: Fossanova (1998)

Com as etiquetas , , , , , , , ,

mudemos de assunto

Sérgio Godinho e Jorge Palma — “Mudemos de assunto” — Álbum: Irmão do Meio (2003)

Com as etiquetas , , ,

Quem és tu azeiteiro?

Um país cuja comunicação social dá interlúdio ao Boss AC só pode ser um país sem notícias.

Um país cuja populaça dá 3 milhões de visitas a um single do Boss AC só pode ser um país de iletrados, dementes ou analfabetos.

Um artista (artista?), neste caso o Ângelo, que pensa que o seu single é “o novo hino de uma geração” só pode pertencer a uma geração muito rasca. (não me estou a apropriar da propriedade intelectual do Vasco Pulido Valente porque o Vasco Pulido Valente não percebe nada de nada sobre a nossa geração).

Boss pá, toda a gente sabe que és um G e que és um grande artista (artista?) mas pá, por favor, retira-te, não havia necessidade.

Com as etiquetas , , ,

Nice Weather for Ducks

Nice Weather for Ducks — “Back To The Future” — Álbum: Quack (2012)

Today @ estúdio do CITAC no festival Santos da Casa da Rádio Universidade de Coimbra – fotos nos próximos dias.

Com as etiquetas , , , , , , ,

Foi por ela

Fausto Bordalo Dias — “Foi por ela” — Colectânea: 18 canções de amor e uma de ressentido protesto (2007)

Com as etiquetas , ,

you should never leave me

Slimmy — “You should never leave me before I die” — Álbum: Beatsound Loverboy (2008)

Com as etiquetas , ,

Nova Musica Portuguesa

Por sugestão enviada por email pelo leitor Leo Ramos, aqui ficam mais duas bandas portuguesas:

Indignu — “Duzentas Promessas para um mundo melhor” — Álbum: Fetus In Fetu (2010)

Indignu, um dos novos projectos da Cidade de Barcelos, cidade que nos tem brindado com bons projectos como os Glockenwise ou Black Bombaim.

O poema que serve de letra a este tema foi escrito por valter hugo mãe.

Guta Naki — “Novo mundo” – Álbum: Guta Naki (2010)

Os Lisboetas Guta Naki, aposta clara da editora meifumado de Vila Nova de Famalicão, a mesma que ficou responsável pela gravação do primeiro álbum de We Trust.

O trabalho deste novo label pode ser visto aqui.


Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

We Trust; I Like

We Trust – Time (better not stop) – single de avanço para álbum a editar em Setembro

Mais um exemplo de musica nacional com qualidade. Selo reconhecido. A primeira experiência musical editada pelo realizador André Tentúgal, criada com o objectivo de fazer boa musica saíndo dos padrões convencionais.

O realizador é desde logo responsável pelos videoclips de bandas e projectos como X-Wife, Mind Da Gap, Old Jerusalem, Os Tornados e Teratron.

O álbum, gravado em Famalicão contou com a participação nos instrumentais do conhecido Rui Maia dos X-Wife e de outros musicos, que à medida que iam passando pelo estúdio iam inventando novos instrumentais para os temas deste álbum.

Aguarda-se com expectativa a edição do álbum, sabendo que pessoalmente poderei desvendar mais do que este single no concerto em Paredes de Coura.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , ,

Trauliteiros AAC

Um gentil amigo comunicou-me que propôs o meu nome para um grupo secreto na rede social Facebook constituído por malta da AAC chamado “Trauliteiros AAC”.

Consta que todas as entradas nesse grupo tem que ser “ratificadas” por todos os membros do grupo. Todos os membros concordaram, excepto Samuel Vilela. Sim, esse mesmo.

O jovem aguedense, perdão, não gosta efectivamente de mim. Que se torne público que eu efectivamente também não gosto dele.

Resta-me então a consideração prática inscrita na pedra de ser terrorista em demasia para sua excelência.

Como tal, até tenho a benessezinha de lhe dedicar uma grande musica aqui do meu extenso repertório musical:

Com as etiquetas , , , , , , ,

X-Wife – Keep on Dancing

X-wife – “Keep on Dancing” – Álbum: Infectous Affectional (2011)

A música portuguesa continua a dar cartas. Está a ser um ano de excelência, pela qualidade dos álbuns que estão a ser apresentados.

Aqui fica o single dos Portuenses X-Wife, trio que há muito já nos tinha posto a dançar com este grande tema:

“Ping Pong” — Álbum “Taking Control” Side Effects (2009)

Com as etiquetas , , ,

Dose dupla de Linda Martini

“Amigos mortais”

“100 metros sereia”

Ainda o álbum “Casa Ocupada” dos Portugueses Linda Martini, para mim um dos melhores álbuns do século XXI da música portuguesa. A instrumentalização é do melhor que se fez até hoje em Portugal.

Com as etiquetas , , ,

Deus, Pátria e Família

B Fachada — Deus, Pátria e Família.

O novo tema de B Fachada que pode ser descarregado gratuitamente no MySpace do músico.

Com as etiquetas , ,

Toques do Caramulo ao Vivo (streaming)

Para quem não ouviu na passada quinta-feira, aqui fica o streaming do concerto que os Toques do Caramulo deram no Teatro da Luz e que foi gravado em directo para a Antena 1 no âmbito do programa “Viva a Música” de Armando Carvalhêda.

http://www.rtp.pt/play/?prog=1054

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Nova música portuguesa

Sean Riley & the Slowriders — “This Woman” — Álbum: Farewell (2007)

Os Conimbricenses são definitivamente para mim um dos mais interessantes projectos do novo século da nova música portuguesa em conjunto com os Linda Martini, PAUS, Legendary TigermanWraygunn, NAD, Toques do Caramulo, Danças Ocultas e My Tie (que infelizmente nunca mais lançaram nada).

Por falar em Linda Martini, vale bem a pena ouvir este hino à la Sonic Youth:

Linda Martini — “Juventude Sónica” – Álbum: Casa Ocupada (2011)

Aproveito também para deixar aqui, a faixa que mais me impressionou do álbum de estreia dos NAD (demorou mas o resultado é bastante aceitável):

NAD — “Motivação” ft Twism e ArtofGhetto — Álbum: Tá Feito (2011)

Aproveito para deixar o recado ao Zim, que também gostaria de ver a “Nódoa” neste álbum. Seria espectacular, pelo êxito regional que a malha causou há uns anos atrás.

Para finalizar, deixo a informação que os meus conterrâneos Toques do Caramulo actuam no Teatro da Luz em Lisboa (entrada gratuita) na próxima quinta-feira dia 2 de Junho num concerto que será gravado em directo para a Antena 1 através do programa “Viva a Música”

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,