Tag Archives: Marxismo

uau!

O Bloco de Esquerda, aquele partido que congrega maoístas, trotskistas, marxistas, anarcas, ecologistas, marxistas-leninistas e afins, partido cuja ideologia se deve definir pelo símbolo matemático de x ou melhor, pela rotatividade de ideologias consoante o que dá jeito ao partido, descobriu o “socialismo” (entre aspas, está claro!!)

Espectáculo! Penso que em Portugal não havia uma descoberta tão inovadora desde 1500 aquando da descoberta do Brasil por Pedro Álvares Cabral.

Com as etiquetas , , , , , ,

adoro

quando o senso comum que caminha aí pelas ruas apelida o regime Norte-Coreano como comunista. não passa de um erro histórico passado de boca em boca para que a ocidentalização do pensamento continue a vigorar nos nossos dias e para que possamos catalogar os nossos regimes democráticos como bons e os outros como maus ou bárbaros. pensava que esse tipo de raciocínio tinha morrido na era do império romano. é claro que não defendo o regime norte-coreano. não é marxista, não é nada. é autocrata. é violento. é primitivo. é populista. como muitos outros exemplos de estados asiáticos e africanos, também a Coreia do Norte teve o prejuízo de entrar num regime autocrata (em que existe um líder ou uma família que controla todos os recursos naturais e económicos do país assim como o controlo da violência do Estado) pela via do marxismo. querem outros exemplos? A Birmânia, Laos, Vietname, Angola (sim, por mais estranho que pareça), o Zimbabwe de Mugabe, o Zaire de Mobutu, a Líbia de Kadhafi entre outros. Movimentos de revolução popular (alguns deles iniciados para descolonizar) que acabaram por resultar na entrega dos recursos do estado nas mãos dos seus líderes. consideram-nos marxistas? governaram ou governam de acordo com a doutrina marxista? não.

faz paralelismo com os que pensam que o regime chinês é um regime comunista e não leram nada sobre a acumulação prévia de capital, sobre a acumulação prévia do capital do estado chinês nas últimas décadas do século XX e a sua importância na constituição do sistema capitalista. a ideia da revolução cultural já lá vai meus amigos. o confucionismo é coisa importante de se constatar. e sempre esteve presente nas culturas asiáticas.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

Menos um

Acredito no Marxismo. Acutilante, puro e democrático. Não acredito nos países e nos líderes que usaram e abusaram da teoria marxista para instaurar regimes autocráticos e totalitários. O regime Norte-Coreano é um dos exemplos que não se deve citar como Marxista, mas como repressivo, autocrático e totalitário.

Morreu Kim Jong Il, aos 69 anos em Pyongyang. As atrocidades e barbaries provocadas pelo seu regime são uma amostra de como a civilização humana pode ser gananciosa e cruel quando o que está em disputa é o poder sobre algo, neste caso sobre um povo. A Coreia do Norte não é se pode assinalar como exemplo para nada: é um regime fechado ao mundo, repressivo internamente e que coloca o seu povo na mais profunda miséria humana e no mais profundo terror.

A única conjugação de palavras que me ocorre neste momento é “menos um”. Menos um ditador. Menos um ganancioso. Menos um ser humano totalmente imperfeito.

Esperemos que esta morte seja o clique que o país necessita para se abrir a uma realidade mais saudável para a segurança internacional.

Com as etiquetas , , , , ,