Tag Archives: Jugoslávia

lá pelas ucrânias da periferia europeia e democrática

Pelos vistos nos arredores dos Estádios ucrânianos do euro 2012 não é permitida a manifestação.

Já nas últimas semanas, a recolha e abate de cães abandonados era a ordem do dia por parte dos funcionários municipais e da polícia.

A UEFA passa impune a toda esta polémica. Percebe-se o porquê. Platini está mais interessado em festejar golos da selecção Alemã com Frau Merkel do que por exemplo utilizar a Ucrânia como palco para aliar o futebol a causas sociais ou ao desenvolvimento de uma democracia que respeite os mais básicos Direitos do Homem.

O exemplo da prisão da antiga presidente da república Iulia Tymoschenko é só mais um a juntar ao role de um país minado pela pobreza, pela máfia, por uma justiça que não funciona e quando funciona actua sempre em favor dos mais poderosos da sociedade e pela corrupção na altas esferas da governação.

A UEFA deverá começar a ter mão pesada e a ter critérios mais abrangentes para a escolha de países organizadores de fases finais de europeus. Um desses critérios deverá ser o respeito pelos Direitos Humanos. Se em 1992 se puniu a Jugoslávia com a proibição de participação na fase final devido ao genocídio que os sérvios estavam a levar a cabo na Croácia e na Bósnia, porque é que em 2012 se vai entregar a organização de uma fase final a um país que castra a liberdade de expressão e opinião aos seus cidadãos? Onde é que se posiciona o tal “respeito” que é proclamado nos spots televisivos da UEFA e que é apregoado como pedra basilar do futebol europeu?

Platini não está deveras preocupado com o assunto. Quer é um Espanha vs Alemanha na final. Quer receitas a entrar nos cofres do organismo. Quer um futebol tristonho, manipulado. Deve sair.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,