Tag Archives: José Manuel Pinto

O penalty à Panenka de Pirlo já não funcionou

Torneio Joan Gamper 2010 – Barcelona vs Milan – Pirlo falha uma grande penalidade à Panenka frente a José Manuel Pinto, suplente do Barcelona.

Mais lhe gabo a audácia de ter sido capaz de o realizar ontem!

Com as etiquetas , , , , ,

Segue para a Catalunha

http://videa.hu/flvplayer.swf?v=CZdiyTOGtZsrzda1

Mourinho têm alguma razão, mas fala demais. Cristiano Ronaldo poderá ter alguma razão, mas joga de menos.

Para bater este Barcelona, é preciso fazer muito mais daquilo que o Real Madrid fez ontem. No ataque foi uma equipa inofensiva. Na defesa, a combinação de uma dupla de centrais composta por Sérgio Ramos e Raúl Albiol foi um autêntico suicídio de Mourinho.

É certo que o Barça já obteve alguns favores das arbitragens, alguns desses fulcrais para as conquistas europeias dos últimos anos.

Pepe é bem expulso. A entrada é dura. Daniel Alves até se pode ter aproveitado da situação, mas o que é facto é que Pepe poderia ter acertado em cheio na perna do Brasileiro ao ponto de lhe causar uma enorme lesão. A sua expulsão é estupida. Para além de estúpida, pôs em causa a estratégia defensiva que estava a resultar na perfeição. Messi apareceu quando Pepe desapareceu. Se em vez de um Sérgio Ramos taralhoco estivesse um Ricardo Carvalho, nada daquilo tinha acontecido.

No ataque, o Real mete-me pena. Cristiano Ronaldo afirmou que Mourinho tinha uma estratégia para os 20 minutos finais: colocar um Kaka 20 kilos acima do normal para desiquilibrar. Um jogo de futebol não têm duração de 20 minutos, têm duração de 90. E nos 90, Ronaldo esteve tão desaparecido como São Sebastião na batalha de Alcacer Quibir. Di Maria foi completamente abafado. Adebayor andou na 2ª parte às turmas com os centrais do Barcelona, mais que avídos neste tipo de situações, favorecidos pelo facto do Togolês ser lento e pouco ágil de movimentos. Ozil não distribuiu jogo como costuma distribuir.

Está decidida esta eliminatória. O Real que se ponha a pau: em Nou Camp ainda leva mais. Mourinho têm que ser mais comedido nas palavras: este Real ainda precisa de ser muito trabalhado para estar à altura de uma equipa rotinada, cujo treinador pensa em tudo o que necessita para ver vencidas as equipas adversárias. Até nas contratações, Guardiola é meticuloso. Se duvidas haviam quanto a Mascherano, prova-se agora que o tempo em que o argentino andou escondido, andou-o para aprender as rotinas dos companheiros e entrar no onze titular sem quaisquer tipo de problemas. Afellay é outro. Está talhadinho para entrar no onze numa posição que ficou um pouco deficitária com a passagem de Messi para o miolo do terreno. Pedro e Bojan não conseguem juntos dar a solidez que dava Messi aquela posição – já o Holandês, está nas suas sete quintas.

Nota final: Pinto pode não ser um guarda-redes de eleição, mas cumpre a sua tarefa quando lhe é pedido o abono das balizas catalãs. Ontem, merecia bem a distinção de luvas de ouro da Federação Internacional de Boxe. Não é para isso que um guarda-redes suplente também serve?

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,