Tag Archives: Jorge Martinez

Sobre as contratações do Sporting

Pela primeira vez em muitos anos estou a gostar da política do Sporting.

Depois de 2 anos completamente frustrantes, a aposta num treinador que a pouco e pouco volta a devolver a esperança aos adeptos é em primeiro lugar uma aposta ganha. Domingos Paciência pode ainda não ter ganho nada, mas o seu discurso é motivador e inspira confiança aos adeptos. Dirigiu-se para o clube certo para ganhar.

Em segundo lugar, estou a gostar da política de contratações do Sporting. Não há um nome neste novo lote de jogadores que eu não dúvide das suas capacidades e qualidades para envergar a camisola do Sporting. Nem o de Ricky Van Wolfswinkel, até agora a contratação mais cara (5,7 milhões de euros).

Há que dar tempo para esta equipa ganhar maturidade e rotina sobre as ordens de Domingos. Varreu-se algum do cancro que não tinha talento e qualidade para ostentar o verde e branco no peito, contratou-se matéria prima para se fazer um plantel a sério sem exceder os targets e limitações financeiras de que o clube sofre. 

Começando pela defesa, Santiago Arias é um jogador bastante interessante para fazer concorrência a João Pereira. Será um talento a explorar a longo prazo. No centro da defesa (grande problema do Sporting nas últimas épocas) as contratações dos experientes Rodriguez e Oneywu vem dar altura a uma defesa que era muito baixa, experiência, espírito de luta, força no jogo áereo e dois jogadores que gostam de mandar nos terrenos onde pisam. À esquerda, a possível contratação de Turan (defesa-esquerdo do Grenoble internacional sub-19 pela França) será a concorrência de um Evaldo que foi diminuindo de qualidade ao longo da época devido à pouca concorrência de Leandro Grimi. O lateral Francês esteve bem cotado em Barcelona. É essencialmente um lateral de ataque que gosta de subir, centrar e bate muito bem livres.

No meio campo, perante a possível não continuidade do trio Maniche-Zapater-Pedro Mendes (creio que o clube deveria aproveitar a força do Espanhol e a inteligência de Pedro Mendes) Fabian Rinaudo vem rotulado como um jogador que se entrega totalmente ao jogo, é inteligente a sair com jogo nos pés e imperioso no desarme. Já Schaars, contratado por 850 mil euros ao AZ Alkmaar é um autêntico patrão do meio-campo: é muito forte fisicamente, gosta de assistir e remata com alguma facilidade. Podem ser bons companheiros de sector para André Santos e para Izmailov, que regressa esta época com muita fome de bola e em melhores condições físicas.

Na frente, as contratações de Carrillo (um mágico que precisa de sofrer para vencer) e Ricky Van Wolfswinkel vem fazer companhia a um Matias Fernandez que poderá render bastante com Domingos, a um Yannick Djaló que vai melhorando com o tempo e um Hélder Postiga que está novamente moralizado. Talvez seja esta a minha opinião mas creio que Domingos deveria dar mais uma oportunidade a Simon Vukcevic: o montenegrino pode render mais com um treinador a sério e com um plantel competitivo ao nível de soluções.

Para finalizar, falta a contratação de mais um extremo: existem nomes interessantes no mercado como Guardado, Giovanni dos Santos, Jorge Martinez, Bryan Ruiz, César Delgado, Artur ou Miralem Sulejmani – qualquer um deles encaixaria no Sporting e são jogadores ao alcance dos cofres de Alvalade e de mais um avançado (o tal pinheiro) onde Niklas Bendtner poderia ser a opção se o negócio estivesse ao alcance do Sporting.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nani por 13 milhões?

O jornal desportivo Italiano Tuttosport adianta que a Juventus está disposta a oferecer 13 milhões pela transferência do internacional português Nani.

Só posso concluir 3 premissas desta notícia: 1. Ou a Juventus está com fé em transferir o internacional português por esse valor 2. Ou o Manchester aceita essa proposta de 13 milhões em notas de monopólio e vende o jogador ao desbarato 3. Não passa de especulação da imprensa italiana (em particular desse referido jornal, que teima em colocar dezenas de reforços na Juventus como Aguero, Pastore, Vucinic, Gokhan Inler, a compra definitiva do passe de Alberto Aquilani, Alexis Sanchez, Lichsteiner, Lassana Diarra e Michel Bastos)

É certo que a Juventus terá que reforçar muito mais a sua equipa, após o insucesso expresso da equipa nas últimas 3 épocas. Não é que a Juve não se tenha reforçado muito nos últimos anos, porque de facto reforçou-se bem (Candreva, Simone Pepe, Milos Krasic, Felipe Melo, Jorge Martinez, Alessandro Matri, Marco Motta). A questão é que os resultados não aparecem e a família Agnelli parece disposta a sacar dos cordões à bolsa para adquirir o máximo número de jogadores que possam devolver a Juve ao título italiano e à alta roda do futebol europeu.

Mas 13 milhões por Nani só pode ser brincadeira. Se o Manchester United pagou 25 milhões pelo jogador ao Sporting e se com a saída de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid o jogador tornou-se evidentemente um dos maiores desiquilibradores do ataque da equipa de Manchester (para mim o jogador mais desiquilibrador das últimas duas épocas dos Red Devils) não será um erro vender o jogador por menos de uns 3035 milhões?

Por outro lado, se o Manchester United necessita urgentemente de contratar um jogador de talento mundial para a posição de Paul Scholes, qual seria a lógica de colocar Nani no mercado a um valor baixíssimo quando há poucas semanas atrás o Manchester rejeitou uma contra-proposta do Inter de Milão sobre Wesley Sneijder que previa a transferência do Holandês por 40 milhões mais o passe do internacional português?

Se o Manchester United pretende reforçar as alas com a contratação de Ashley Young do Aston Villa, porque é que não coloca António Valência no mercado visto que o Equatoriano foi um jogador com baixíssimo rendimento tendo em conta os 22,5 milhões que o Manchester pagou pelo seu passe?

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,