Tag Archives: Joaquin

O tango segue para Paris

Os Emires tentam reavivar o PSG, aquele mega grande Francês cuja história apenas conhece 2 títulos na Liga Francesa.

Javier Pastore acaba de ser contratado por 43 milhões ao Palermo, após muita expeculação acerca do seu futuro. Esta transferência apenas é superada pela do seu compatriota e colega de selecção Aguero para o City por 45 milhões.

O PSG é sem dúvida um dos animadores do mercado. Gastou com Pastore a maior verba numa transferência na Ligue 1, record que já lhe pertencia quando em 2000 comprou Anelka ao Real Madrid por 33,5 milhões de euros.

Numa europa onde contratar não está a ser pera doce (para além dos 3 que vou enunciar apenas 5 clubes gastaram mais que 30 milhões de euros, a saber – Juventus, Real Madrid, Manchester United, Liverpool e Barcelona) são os árabes quem animam o mercado: o PSG , o Málaga e o Manchester City são os recordistas no mercado de transferências deste ano.

Os Franceses treinados por Anthony Koumbouaré e comprados recentemente pelo Sheikh Tamim bin Hamad Al Thani preparam o assalto à Ligue 1 (prova que já não vencem desde o longínquo ano de 1994) tendo já assegurado as contratações de jogadores como Pastore (um mago) o defesa Bisevac (ex-Valenciennes3,5 milhões de euros) o extremo Jeremy Menéz (ex-Roma8 milhões de euros podendo a transferência chegar ao total de 10) Blaise Matuidi (ex-Saint Ettiène10 milhões de euros) Momo Sissoko (ex-Juventus7 milhões de euros) e o avançado luso-gaulês Kevin Gameiro que saiu do Lorient para a equipa parisiense por 15 milhões de euros. As contas são simples: o Sheik já gastou qualquer coisa com 86,5 milhões de euros na equipa Parisiense.

Já o City continua na sua jinga-joga do compra-despede-compra ainda mais caro. Os Citizens de Mancini e da Abu Dhabi Entertainment Group contrataram Aguero ao Atlético de Madrid por 45 milhões de euros, o defesa Stefan Savic ao Partizan por 12 milhões de euros,e  o Francês Gael Clichy ao Arsenal por 8 milhões de euros gastando até agora 65 milhões de euros.

Os novos ricos do futebol espanhol, o Málaga, agora possuído pelo Emir Abdullah bin Nasser Al Thani (primo do proprietário do PSG) para além do “gratuito” Joris Mathisen e Ruud Van Nistelrooy (ex-Hamburgo) e Enzo Maresca (Sevilha contrataram o defesa esquerdo Nacho Monreal (ex-Osasuna) por 6 milhões de euros, Ignácio Camacho (ex-Atlético de Madrid) por uma verba a rondar os 5 milhões de euros, Joaquin (ex-Valência) por 4 milhões de euros, Jeremy Toulalan (ex-Lyon) por 10 milhões de euros, o extremo Santi Cazorla (ex-Villareal) por 20 milhões de euros, e Diego Buonanotte por uma verba a rondar os 5 milhões de euros ao despromovido River Plate. 

No total o Málaga já gastou 50 milhões de euros.

Mais contas nos próximos dias, onde começarei a escrever antevisões da Liga Portuguesa e das 5 principais ligas da europa.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

“Caíram que nem tordos em Londres”

http://videa.hu/flvplayer.swf?v=tUhAZ5OlfYFR5StM


O AC Milan foi hoje eliminado nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões pelo Tottenham, tal e qual eu ansiava na antevisão desta ronda.

Depois do 0-1 em Milão, o nervosismo era bem evidente nas bancadas de White Hart Lane nos rostos dos fans do Tottenham. No entanto, a equipa de Londres controlou muito a 2ª mão desta eliminatória e nem sequer levantou suspeitas de a qualquer momento ceder perante o líder da liga italiana. Pelo contrário, os Spurs foram a melhor equipa em campo e incomodaram muito mais na área Milanesa do que os italianos a baliza defendida por Gomes.

Por duas ou três vezes, Modric serviu bem Aaron Lennon na direita e o mesmo em velocidade ganharia a linha para centrar para a área, onde Peter Crouch dava trabalho aos centrais Nesta e Thiago Silva, sempre bem acompanhados pela ajuda de Clarence Seedorf que hoje (devido à ausência de Pirlo e Gattuso) precisou de fazer um pouco o papel dos dois.

Na frente, o ataque da equipa italiana esteve completamente desinspirado. Boateng esteve péssimo. Ibrahimovic, Robinho e Pato estiveram bastante encolhidos e sem fantasia. Apenas Alexandre Pato haveria de assustar a baliza de Gomes já na 2ª parte com um belo remate de fora da área.

Na outra partida, o Schalke passou aos quartos-de-final depois de ter derrotado o Valência por 2-1. Pelo pouco que vi da partida, o Valência entrou melhor a abriu o marcador por intermédio do central Português Ricardo Costa, num lance algo confuso em que após a marcação de um canto a bola parece bater na cara do Português e entrar na baliza de Manuel Neuer.

A partir daí, o Schalke a jogar em casa e com 1-1 da primeira volta, tomou conta dos cordelinhos do jogo. Ainda na primeira parte Jefferson Farfán haveria de empatar a partida. Na 2ª parte, o Schalke virou o jogo aos 52″ com um golo estranho de Gavrancic onde o guarda-redes do Valência Guayta tem culpas.

O Valência ainda tentou reagir e pouco a seguir, Aduriz teve duas grandes oportunidades para colocar a eliminatória de volta para o lado dos valencianos. Na primeira situação, o avançado passou o guarda-redes mas desenquadrou-se e atirou ao lado. No segundo lance, foi isolado até à área rematando em arco para uma excelente defesa de Neuer. Poucos minutos mais tarde seria Joaquim a rematar de fora-da-área com o insolito a acontecer: o árbitro posicionou-se mal à frente do médio espanhol, acabando por cortar a bola.

No último minuto, Jefferson Farfán apontou um livre de belo efeito e colocou o resultado final em 3-1.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,