Tag Archives: Jenson Button

o “lapso” de Hamilton

Longe vão os tempos em que a McLaren e a Mercedes constituíam uma equipa oficial de f1. Apesar da McLaren (conduzida este ano pelo antigo campeão do mundo Jenson Button e pelo estonteante Sérgio Perez) ter motor Mercedes, a Mercedes constituiu-se como uma equipa e contratou Lewis Hamilton. O piloto Britânico ainda não se habituou à mudança de equipa e ontem, no Grande Prémio da Malásia, parou na box da sua antiga equipa em vez de parar na correspondente à sua nova equipa.

Todavia não foi dos maiores erros da prova de Sepang. Alonso tentou passar webber à 2ª volta e acabou a varrer a escapatória e à 7ª volta, os dois carros da modesta Force India (Adrian Sutil e Paul Di Resta) entraram em conjunto na box devido a um problema de uma porca na roda que de resto iria obrigar a equipa a retirar os dois pilotos da corrida.

No final da prova, polémica na Red Bull. A relação entre Mark webber e Sebastien Vettel não chegaram bem (segundo rumores) à Malásia e depois do Grande Prémio do país asiático pioraram. O australiano dominava a prova e era seguido pelo seu colega de equipa. Perante ordens da equipa que iam no sentido do australiano vencer a prova sem desgastar o jogo de pneus que estava a utilizar por via de uma diminuição do ritmo, o Alemão não se fez rogado e ultrapassou o seu colega de equipa. O Australiano queixou-se do comportamento do campeão mundial em título, afirmando que a equipa dá “protecção” a todas as atitudes de Vettel, numa situação em que o team radio da equipa aqui captado verifica as ordens da equipa. (como é bom haver o youtube para verificar destas coisas).

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O toque de Button a Hamilton

Jenson Button venceu o Grande Prémio do Canadá, disputado no domingo em Montreal.

Sob investigação dos comissários da F1 continua o toque (ver video) que deu ao seu colega Lewis Hamilton quando este o pretendia ultrapassar na recta da meta.

Dada a rivalidade entre os dois colegas de equipa da McLaren e a estratégia deliberada da equipa em não fazer distinção entre piloto principal e piloto secundário, creio que se trata de um desvio de direcção claramente voluntário para que Hamilton não só não ultrapassasse Button como (dada a próximidade de Hamilton do muro de protecção) propositada para o fazer desistir.

A luta entre pilotos da mesma equipa por vezes é marcada por este tipo de incidentes. Lewis Hamilton já é um repetente neste tipo de quezílias – durante um ano andou às turras com Fernando Alonso, na altura seu colega de equipa. O resultado dessa quezília haveria de ser o campeonato perdido na última prova para Kimi Raikkonen, na altura ao serviço da Ferrari.

Já Button também não é um piloto com feitio fácil de lidar. Até 2009, Button era um piloto de escuderias de meio da tabela. O melhor que tinha conseguido era então um 3º lugar na geral do campeonato em 2004 ao serviço da extinta BARHONDA. Após o título vencido pela Brown (actual Mercedes) Button também tem protagonizado acesas discussões com outros pilotos, inclusive Rubens Barrichello e Felipe Massa.


Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , ,