Tag Archives: Inverfutbol

Será que existe assim tanta confiança?

Um empresário Iraniano aparece do nada e desde Outubro que pensa em injectar capital no Beira-Mar caso os sócios aprovem a possibilidade de se constituir uma sociedade anónima no clube (SAD)

António Regala afirma publicamente que existe “mútua confiança entre as partes negociantes” e conclui que caso os sócios aprovem na próxima quinta-feira a constituição de uma SAD (facto que acho difícil) esta terá um capital inicial de 1 milhão de euros distribuída “a 80% pelo tal empresário de nome quase impronunciável, 15% ao clube e 5% aos sócios” que eventualmente decidirem adquirir acções da sociedade desportiva.

Esta informação é confirmada dias após a notícia que dava conta que uma antiga investidora do clube, a Inverfútbol, chegou a acordo com o clube no que respeita ao pagamento que os espanhóis reclamavam no valor de 1,3 mihões e que a direcção do clube considerava ser de 340 mil euros.

Será que existe assim tanta confiança? Será que os actuais dirigentes do clube não aprendem com os erros do passado? Será que qualquer dia esse tal empresário Iraniano não aparece por aí a reclamar uma verba à semelhança do que têm feito a Inverfútbol no último ano?

E já agora, que futuro pretende a direcção para o clube? Vendemos o Kanu por meia dúzia de trocos, deixamos sair o Ronny por dois tostões, deixou-se sair o Leonardo Jardim quando se deveria obrigá-lo a cumprir o contrato que tinha perante o clube até ao final, deixou-se sair o Djamal de borla e o Leandro Tatu, Rui Sampaio e Artur também deverão estar perto de sair por meia dúzia de tostões. O Beira-Mar acaba a época dizimado. Financeira e Desportivamente. Desportivamente, com a necessidade de construir uma equipa nova para a próxima época sob a égide de um treinador que na minha opinião não tem estaleca para treinar este clube. Financeiramente refém da hipotética construção de uma SAD que estará em 80% das acções de um possível charlatão. Sim, porque nesse tipo de negócios, o futebol está cheio de charlatões.

Será que existe assim tanta confiança entre as partes?

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Beira-Mar: Que presente? Que futuro?


Estou altamente solidário com a atitude de Mário Costa. Apesar do facto de reconhecer que este presidente falou de mais em alturas indevidas (os comunicados no intervalo dos jogos; as afirmações feitas à Rádio Terranova no intervalo do jogo contra o Fátima) creio que teve toda a legítimidade em bater com a porta na quarta-feira. É impossível trabalhar desta forma num clube onde os fantasmas das antigas direcções teimam em querer mandar mais que a actual direcção do clube.

As declarações de Mário Costa podem ser ouvidas aqui.

Já alguém parou para pensar porque é que as grandes colectividades da região de Aveiro estão a morrer lentamente? A resposta é simples: pelos mesmos motivos e acontecimentos como os que ocorreram na passada quarta-feira na Assembleia-Geral do Sport Clube Beira-Mar.

Nesse campo, já tivemos a experiência da desistência do projecto Aveiro Basket há alguns anos atrás. Agora temos a experiência actual do Beira-Mar.

Os fantasmas dos antigos dirigentes do clube reapareceram em força. Até os espanhois da Inverfutebol, a antiga parceira invísivel do clube reapareceu… na pele de credores. Mário Costa demitiu-se e deixou novamente o clube mergulhado em nova crise directiva. Aliada a uma crise financeira que parece insuperável. Porque os sanguessugas não deixam ninguém trabalhar em prol do bem-estar da colectividade. Porque os sanguessugas que outrora se denominavam como os salvadores do clube, reapareceram com um comportamento digno de quem se está a borrifar para as actividades do clube. Querem simplesmente fazer retornar o investimento que a título pessoal fizeram no clube.

O clube não necessita deste tipo de amigos.

3 milhões é a cifra que estes senhores reclamam: 108 mil euros para Artur Filipe (ex-presidente) 1,096 milhões para José Cachide (ex-dirigente) 1,2 milhões para a Inverfutbol pela bela merda que foram Dédé, Edgar e Delibasic, 100 mil euros para António Sousa, o mercenário…Os outros 600 mil pertencem a dívidas legítimas de antigos jogadores, que de acordo com as possibilidades do clube foram negociadas pela direcção liderada por Mário Costa.

Cachide quer os passes dos jogadores? Talvez também queira começar a penhorar o património dos sócios para pôr fim à divída que reclama não?

Serão Artur Filipe, José Cachide, Mano Nunes,  e os invisíveis responsáveis da “SA Lavagem de Dinheiro Inverfutebol” capazes de fazer melhor pelo clube? Então, dia 4 de Dezembro terão a oportunidade clara de ir a eleições e mostrarem no futuro que são melhores que Mário Costa… Por agora, fica a ideia que não o são e que noutros tempos nunca o foram…

Visto que não convém a estes senhores que o clube encerre portas, o clube terá todo o gosto que o próximo presidente seja alguém iluminado que consiga arrastar 30 mil pessoas para o estádio quando o clube jogue em casa, que consiga negociar contratos publicitários milionários, e que ao mesmo tempo consiga ser alguém capaz de liderar um clube perante a pressão de opositores chatos que estão sempre a agoirar e a reclamar dinheiro..

Com estas atitudes o que é que se espera do futuro do Beira-Mar? Que seja um clube que vá 1 época à Liga por cada 5 de 2ª Liga? Que tenha de abrir falência, mude de nome e recomece actividade nos distritais? Que o Estádio Municipal se transforme numa pista de motocrosse para os amigos dos credores?

Apesar disto, só lanço o meu apelo ao Leonardo Jardim e aos jogadores para que continuem a dar o seu melhor pelo clube. Amanhã há jogo em Paços de Ferreira. Queremos brio, queremos atitude, raça, espírito de sofrimento. Queremos os 3 pontos.

Com as etiquetas , , , , , , , ,