Tag Archives: Hosni Mubarak

Tinha dito

A 3 de Agosto , neste mesmo blog, no post que pode ser visto aqui, disse acerca da primeira sessão do julgamento do antigo ditador Egípcio Hosni Mubarak: “É um sério aviso para Mohammar Khadafy e para Bashar Al-Assad da Síria.

Ao verem as imagens deste julgamento, ficaram com a noção que se não defenderem a sua posição, terão o mesmo fim trágico do ditador egípcio. Claro que este sentimento irá dar mais força aos dois regimes para conseguirem dominar o seu território, se bem que no caso Líbio, a NATO já está no terreno.”

Enganei-me por pouco nos factos.

Mubarak continua vivo e continua a ser julgado no Cairo. Já Khadafi caiu num ataque de guerrilha.

Confirma-se o ditado: Quem pelos ferros mata, pelos ferros morre.

Al-Assad será o próximo.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

O julgamento de Hosni Mubarak

Hosni Mubarak e os seus dois filhos começaram a ser julgados hoje no Cairo por crimes de corrupção e de ordem de assassinato de 800 pessoas nos confrontos da Praça Tahrir no passado mês de Fevereiro.

Como se pode ver pelas imagens deste vídeo, o julgamento do antigo ditador egípcio foi preparado na mais alta escala de segurança. Caça bombardeiros do exército egípcio sobrevoavam os céus do Cairo, Mubarak chegou de maca numa ambulância e permaneceu todo o julgamento deitado na maca, com os seus dois filhos ao lado, todos dentro de uma enorme jaula de ferro.

Nas alegações iniciais promovidas pelo tribunal, o antigo ditador refutou todas as acusações que pendem sobre si. Se as acusações forem provadas pela justiça, o ditador e os seus filhos poderão ser condenados à morte.

Dado estranho para o mundo ocidental, foi a transmissão em directo por parte da televisão egípcia desta primeira sessão do julgamento.

Na capital Egípcia, a Praça Tahrir encheu-se de gente e o exército foi novamente obrigado a intervir. Durante o dia, registaram-se várias escaramuças na capital entre os apoiantes do ditador e os revoltosos da revolução. Uma das quais, fora do edíficio onde se realizava o julgamento como se pode ver no video em baixo, entre os opositores de Mubarak e a polícia.

É um sério aviso para Mohammar Khadafy e para Bashar Al-Assad da Síria.

Ao verem as imagens deste julgamento, ficaram com a noção que se não defenderem a sua posição, terão o mesmo fim trágico do ditador egípcio. Claro que este sentimento irá dar mais força aos dois regimes para conseguirem dominar o seu território, se bem que no caso Líbio, a NATO já está no terreno.

Como sabem, não defendo qualquer intervenção da NATO. Muito menos intervenções que não respeitam os trâmites decididos pelo Conselho de Segurança da ONU. Por outro lado, pelo fim da violência, pela democracia e pela liberdade nos países árabes espero que os conflitosmassacres acabem o mais rapidamente possível. Que o povo Líbio e o povo Sírio não precise de ajuda de terceiros para sacudir opressores.


Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

Serás o próximo?


Oportuna, a fotografia!

O regime autocrata de José Eduardo dos Santos e do MPLA em Angola já conheceu dias melhores…

Finalmente, o povo Angolano começa a aperceber-se das injustiças do seu país. De um lado, o comum trabalhador angolano, mal pago… De outro lado, os estrangeiros a receberem fortunas, com o apoio do Estado… Perdão, do líder, que nos processos também vai buscar algo para a sua conta pessoal.

Tantos capitais, tanto crescimento e nada é aplicado nos bens sociais a que o povo tem direito e nas infra-estruturas básicas de que o país ainda carece…

Aqui, Aqui e Aqui.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

As revoluções desgastam e de que maneira…

O antigo ditador Tunisino Zine al-Abidine Ben Ali está (segundo as agências noticiosas francesas) em coma há dois dias num Hospital na Arábia Saudita devido a um acidente vascular cerebral.


No Egipto, Hosni Mubarak descansa na sua casa na estância turística de Sharm El-Sheik depois de ter abanadonado o poder no passado sábado.

Fontes próximas ao antigo ditador Egípcio garantem que está bem e que tem passado dias bastante calmos.

Por seu lado, a Comunicação Social de todo o mundo já especula sobre o estado de saúde do estadista. Aqui e aqui, vários relatos confirmam que o antigo ditador está deprimido, pode sofrer de cancro ou de um problema relacionado com a vesícula biliar.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

Mubarak quer ficar até Setembro

Ao 17º dia seguido de manifestação no Cairo, o povo esperava com ansiedade o discurso de Hosni Mubarak. A Comunicação Social internacional destacava relatos em que o povo Egípcio presente na Praça Tahrir já festejava a demissão de Mubarak.

O discurso acabou por ser diferente daquilo que o povo pensava. Mubarak voltou a afirmar que não se demite até às novas eleições de Setembro. Por detrás das suas razões, os argumentos de sempre: assegurar a estabilidade do país com vista à transição para a democracia.

Depois do seu discurso, o Cairo voltou a estar a “ferro e fogo”. Com este cenário, temem-se mais confrontos. Teme-se a guerra civil.

Com as etiquetas , , , , ,

As opções de Mubarak

Perante o caos social que tem marcado a vida no Cairo na última semana, creio que Mubarak só pode optar por um de dois caminhos: ou sai do poder a bem ou sai do poder a mal. Agora. Para que não se derrame mais sangue e para evitar uma guerra civil que poderá dizimar milhares de pessoas.

Deixar que o ditador permaneça no poder até Setembro com o pressuposto de “estar a trabalhar para uma transição para um regime democrático” é dar-lhe um voto de confiança para que se mantenha no poder e como tal, alimentar um foco constante de instabilidade política e social na região. O que não é benéfico para os Estados Unidos da América e para os países europeus que são parceiros comerciais do Estado Egípcio.

Manter Mubarak no poder também pode ser uma oportunidade para que o fundamentalismo Islâmico cresça e transforme as posições externas de um país que ao longo das décadas sempre manteve uma postura neutra perante os conflitos entre o mundo ocidental e o mundo árabe (excepto nas questões regionais que teve com Israel) e que sempre desempenhou um papel de mediação nas tensões políticas que aconteceram ao longo dos anos na região.


Com as etiquetas , , , , , ,

Mundo árabe a ferro e fogo

(New York Times)


(Daily Telegraph)

Mubarak ordenou a ida do exército para as ruas para se fazer respeitar o recolher obrigatório decretado pelo governo a partir das 19 horas.

O povo Egípcio continua a desafiar o seu líder e não recolhe às suas casas. Pode estar para breve o golpe de Estado do histórico líder que está no poder há 3 décadas.

Até agora, os confrontos no Egipto já tiveram 20 vítimas.

O assunto já chegou a Washington. Há poucas horas atrás, Hilary Clinton pediu calma ao povo Egípcio.


Na Jordânia, o povo saiu à rua pedindo ao Rei Abdullah II que demita o Primeiro-Ministro Samir Rifai pela enorme inflacção que fez subir o preço dos produtos básicos e combustíveis.

Aproveitando a ocasião, também pediram ao rei a possibilidade de eleger governo, o que não acontece no país visto que o Governo é nomeado pelo Rei.


Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

As revoluções das redes sociais

Na Tunísia, a revolta popular conseguiu depor Ben Ali. Agora, o mesmo acontece no Egipto contra Mubarak.

O Magreb está a ferro e fogo, à custa dos protestos e revoltas populares causadas (segundo especialistas) pelo facebook, twitter e Al-Jazeera.

Hosni Mubarak está a ser convidado a renunciar ao poder que exerce no país desde 1981. Como medida de prevenção aos fortes conflitos entre manifestantes contra o governo e a políciaexército Egípcio, Mubarak decretou recolher obrigatório após as 19 horas nas 3 cidades mais importantes do país: Cairo, Alexandria e Suez. Recorde-se que hoje em Suez, um homem foi baleado por um polícia.

As revoltas combinadas pelo facebook e pelo twitter estão a surgir efeito. A Líbia de Kadafi e a Argélia poderão ser os próximos alvos da revolta popular.

Quem sabe se a moda também não pega a alguns países da Europa.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,