Tag Archives: hiphop

Public Service Announcement

Prevê-se uma grande madrugada de basket com os Oklahoma City Thunder a defrontar os San Antonio Spurs e a seguir os Knicks a jogar em Okland frente aos Golden State warriors.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , ,

bonkers

Dizzie Rascal ft Armind van Helder — “Bonkers” — Álbum: Tongue´n´cheek (2009)

Com as etiquetas , , ,

10 anos

Da Weasel — “Entra e representa” — Álbum: Podes Fugir Mas não te podes esconder (2001)

O tempo é uma merda que não perdoa. Hoje lembrei-me que passa uma década desde a primeira edição deste álbum. Parece que foi ontem que ouvi isto pela primeira vez, num walkman da Sony ainda em versão cassette.

Eramos putos, viviamos numa era dourada em que os nossos pais não tinham os problemas financeiros que tem hoje, o Sporting tinha o João Pinto e o Mário Jardel, os Limp Bizkit eram reis e os putos apresentavam-se na escola munidos do seu cap dos Yankees. Maior parte deles falsificados, sempre tive os originais e em várias cores. Sempre tive sorte e agradeço todos os dias aos meus pais a educação e as oportunidades que me deram.

As letras eram agressivas, as guitarras também. O Carlão e o Pac Man apresentavam-se em palco com a corda toda e ainda cheguei a vê-los duas vezes nesse ano. Já havia o Sam, o Boss, os Mind, e outros tantos, mas o que é certo é que nenhum deles tinha batido tanto na juventude do país até então. O Carlão, o Pac, o Quaresma, o Jay e o Glue eram fortíssimos e creio que depois deste álbum perderam-se irremediavelmente. É certo que tiveram mais sucesso nos dois álbuns que se seguiram, mas nunca voltaram a ser os mesmos.

Depois era a verve da cena. Quem imaginaria na altura que os nossos tugas conseguiriam gravar um som com os cubanos Orishas, cena bem apreciada na altura.

Já passaram 10 anos. Sinto saudades desses tempos.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Eu preciso de um euro

Haka e Sarcasmo (AVC) — “Eu preciso de um euro”

“Não importa se é piedade, dizer que não é má educação eu aceito de mão beijada
Nem se trata de necessidade, mas eu faço quase tudo para não ter que fazer nada
É uma questão de custo de oportunidade, então dá-me um euro camarada”

E o outro é aviador!

Com as etiquetas , , , , , , ,

Parabéns Haka!

Parabéns pelos teus 22 anos bro!

Pelo que vivemos, este teu dia é o meu dia também! Há um ano a estas horas já devíamos estar todos cegos.

Aproveita esta merda enquanto é tempo. Sabes bem que vamos ficando cada vez mais velhos, cada vez mais pausados e cada vez mais lentos.

 

Com as etiquetas , , , ,

Nerve – Foge

Nerve — “Foge” — Álbum: Palavra de Músico de G.I. Joe (2010)

 

Com as etiquetas , , ,

Haka – Sixteen (mixtape)

Lançada hoje, dia 16 de Junho, Sixteen é a primeira mixtape do melhor rapper da minha geração: Moisés Regalado, mais conhecido no mundo do hip-hop por Haka.

Depois do EP Só Faixas com os AVC (Haka, Spasm, Sarcasmo e Dj Profail), Haka apresenta-se nesta mixtape com a companhia de Profail nos instrumentais.

Gravado, misturado e masterizado nos estúdios da SineFact em Aveiro por Michael Ferreira, é a mais recente mixtape da NO KARMA, uma nova e pujante editora musical que se destina a revelar novos valores do rap tuga.

Em Sixteen, Haka desliga-se temporariamente do registo dos AVC para nos brindar com um pouco do seu talento individual. Num registo bastante cativante (mesmo para aqueles que não são apreciadores de hiphop) tem como colaborações nomes como Mic, Sarcasmo (AVC) ou TANB e os já conhecidos do mundo do hiphop Zim (NAD) Dasca, Tilt e Nerve.

A mixtape em edição física pode ser encomendada à NO Karma aqui ou então o utilizador poderá fazer o download da mesma a partir deste link.

Aqui fica o video-promo da mixtap

e uma das faixas “Red Label” com Sarcasmo

Para finalizar, Haka apresenta-se ao vivo dia 23 no Kally Bar em São Martinho do Bispo (Coimbra) e dia 24 no Bairro do Liceu em Aveiro no Bar Lusco Fusco, sendo que a entrada são 3 euros (consumíveis) ou 5 euros (consumíveis, com oferta de mixtape). 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Nova música portuguesa

Sean Riley & the Slowriders — “This Woman” — Álbum: Farewell (2007)

Os Conimbricenses são definitivamente para mim um dos mais interessantes projectos do novo século da nova música portuguesa em conjunto com os Linda Martini, PAUS, Legendary TigermanWraygunn, NAD, Toques do Caramulo, Danças Ocultas e My Tie (que infelizmente nunca mais lançaram nada).

Por falar em Linda Martini, vale bem a pena ouvir este hino à la Sonic Youth:

Linda Martini — “Juventude Sónica” – Álbum: Casa Ocupada (2011)

Aproveito também para deixar aqui, a faixa que mais me impressionou do álbum de estreia dos NAD (demorou mas o resultado é bastante aceitável):

NAD — “Motivação” ft Twism e ArtofGhetto — Álbum: Tá Feito (2011)

Aproveito para deixar o recado ao Zim, que também gostaria de ver a “Nódoa” neste álbum. Seria espectacular, pelo êxito regional que a malha causou há uns anos atrás.

Para finalizar, deixo a informação que os meus conterrâneos Toques do Caramulo actuam no Teatro da Luz em Lisboa (entrada gratuita) na próxima quinta-feira dia 2 de Junho num concerto que será gravado em directo para a Antena 1 através do programa “Viva a Música”

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

És gigante!

Mais uma do Haka!

Com as etiquetas , , , , ,