Tag Archives: fotografia

north london derby

bale

bale 2

lennon

lennon 2

lennon 3

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Fokobo!

Fokobo

Com as etiquetas , , ,

NBA 2012\2013 #27 – de cotovelo à frente

blake griffin 2

(nesta situação não é falta visto que Chandler está dentro da área restritiva)

Com as etiquetas , , , , , , , ,

NBA 2012\2013 #26 – dos descontos de tempo

Michael Beasley

Das fotos bonitas que se tiram pela liga.

Michael Beasley, Phoenix Suns. #2 de Rose no draft de 2009. Chegou a mesmo a ser considerado hipótese para o #1 por parte dos Bulls. Ainda bem que foi parar a Miami nesse draft. Mais um exemplo de um jogador que tem tudo para ser um dos melhores da Liga. Técnica, apetência para jogo interior e exterior, lançamento exterior quase perfeito. Beasley é mais um cujo factor psicológico (ou falta de cabeça) faz com que não seja um dos melhores da liga. Muito mas mesmo muito inconsistente nas suas exibições.

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Begovic

interessante plano fotográfico.

Arsenal vs Stoke City – O Internacional Bósnio Asmir Begovic não impede o avançado Alemão Lukasz Podolski de inaugurar o marcador no Emirates.

Com as etiquetas , , , , , , , ,

pela grandeza da fotografia

exército indiano

o exército indiano nas comemorações do aniversário de independência.

1,2 milhões de activos, sendo que a base de recrutamento é um jovem por família.

2,3 milhões de reservistas com idade máxima até aos 35 anos.

Com as etiquetas , , ,

NBA 2012\2013 #6 – As escolhas do staff

As escolhas da malta da Liga ESPN:

O fantástico nó cego que Joe Johnson (Brooklyn Nets) deu em Paul Pierce (Boston Celtics). Para ver e rever. Escolha de José Pita.

O Eduardo Barroco de Melo dizia no mês passado que o internacional italiano Marco Bellinelli (Chicago Bulls) andava doido. De facto. Belinelli é uma das melhores contratações da Liga. Em New Orleans, o Italiano parecia estar esquecido nos modestos Hornets. Nos Bulls é uma peça importante vinda do banco pelos seus preciosos triplos (40% de eficácia; 36 em 90 nos 31 jogos realizados esta temporada). No 1º período da vitória caseira contra os poderosos Knicks, o italiano fez das suas ao apontar este buzzer-beat pressionado por JR Smith, outro daqueles jogadores que também é capaz de fazer destas.

westbrook

Como a NBA não é só o que se passa dentro do court, fica aqui a imagem enviada pelo Eduardo Barroco de Melo de um novo modelo da Jordan que tem sido usado por Russell Westbrook (Oklahoma City Thunder). Estas sapatilhas geraram alguns comentários no nosso grupo privado sendo que o Hugo Coelho Gomes teve alguma ironia ao afirmar que o pai dele tem umas botas iguais para ir à pesca!

A América tem destas coisas. No pavilhão dos Celtics, um adepto de nome Jeremy Fry decidiu dar um concerto pessoal no intervalo de um jogo da equipa de Boston ao som de “Livin on a Prayer” dos Bon Jovi. Escolha do João Paulo Lacerda.

JaVale McGee (Denver Nuggets) ou CaValo McGee como lhe costumo chamar (confessamos que é um dos jogadores que todo o staff aprecia, goza, ironiza, faz 30 por uma linha, ora pela sua estupidez ora pela sua habilidade em campo) mostra dotes extraordinários mas depois demonstra novamente a sua faceta de trapalhão. Suplente nos Nuggets, McGee ainda não se mostrou à altura das expectativas que sobre si pendiam: substituir Nênê Hilário e constituir-se como um dos melhores postes da Liga. Todavia, também há que realçar que o titular dos Nuggets é um tal de Kenneth Farried, um homem que dá espectáculo. McGee tem uma média pontual actual de 10.6 pontos e 5.1 ressaltos em 19 minutos de utilização em média. Escolha de Roger Forte.

Os fantásticos 41 pontos de Kyrie Irving em Nova Iorque frente aos Knicks. Insuficientes para evitar mais uma derrota dos Cavs. Irving é um fenómeno mas em Cleveland arrisca-se a nunca pisar os playoffs. Contrariamente aquilo que a equipa fez com outro #1 de draft no passado (LeBron James), a direcção da equipa do Ohio não parece estar interessada em construir uma equipa para o seu melhor jogador e arrisca-se que o “Uncle Drew” qualquer dia se canse e rume a outras paragens. Escolha de Hugo Coelho Gomes.

Russell Westbrook

Westbrook é estilo. Jordans fluorescentes para ir à pesca e capas\ensaios fotográficos na GQ. Escolha de Hugo Coelho Gomes.

Kevin Durant no seu melhor. Abafo sensacional em OJ Mayo (Dallas Mavericks), pega na bola e saiam da frente porque o show vai passar. Big Slam do astro dos Thunder. Durant está lá quando a equipa precisa. Em Chicago frente aos Bulls, quando Durant sela a vitória contra a equipa do estado do Illinois há uma imagem em que o SG diz isso ao seu treinador: “estou sempre quando dizes que é preciso não é treinador?”. Escolha de Roger Forte.

Apanhados da NBA TV. Fantásticos apanhados, principalmente o dos Bulls na reposição de bola onde toda a gente queria a bola mas não estava ninguém posicionado para a repor em campo. JaVale McGee mais uma vez apanhado nas hilariantes do ano! Escolha do Luis Fonseca.

Mais uma vez Uncle Drew Kyrie Irving a brincar, desta feita com os manos lá de Atlanta. Incrível! Escolha do Roger Forte.

Kobe, Kobe, Kobe. 38 pontos numa espectacular exibição contra os LA Clippers, exibição que não chegou para evitar mais uma derrota dos Lakers. A equipa orientada por Mike D´Antoni (diz-se na imprensa de LA que poderá estar de saída 2 meses depois de ter substituído Mike Brown para fazer regressar o mítico Phil Jackson) está a jogar mal (mal é favor) e nem mesmo Steve Nash veio alterar o jogo de uma equipa que ainda não conseguiu encaixar o jogo interior de Howard com a distribuição do Canadiano e o tiro exterior de Kobe. Kobe parece o único que quer vencer na equipa. Gasol está uma sombra daquilo que era e mais uma vez se fala de uma troca, desta vez com Boston Celtics (Gasol por Pierce). D´Antoni parece não ter controlo sobre os egos que dispõe no balneário e já teve que castigar Antawn Jamison, deixando-o no banco nos últimos jogos em virtude de mau comportamento do extremo (ao que parece foi apanhado no banco a festejar pontos de uma equipa adversária). A falta de banco em LA também é um dos factores que explica o mau desempenho da equipa na Liga. Os playoffs estão por um fio e os Lakers sabem precisam de ganhar jogos na série difícil que terão esta semana: Spurs, Thunder e Houston.

Phil Jackson

A propósito do eventual regresso de Phil Jackson à casa onde foi por 5 vezes campeão, o Eduardo fez um Meme.

3411997_700b_v1
Eu volto a resgatar um Meme muito conhecido entre dois velhos amigos.

Escolha de Roger Forte

O João Paulo Lacerda mostra-nos as 10 melhores jogadas da noite de 5 de Janeiro, realçando as jogadas escolhidas de André Iguodala (está um monstro em Denver!) e a assistância de Manu Ginobili para o poste brasileiro Tiago Splitter(San António Spurs). Eu acrescento a assistência monstruosa de CP3 para DeAndre Jordan (Los Angeles Clippers) como a jogada da noite.

Insiders. Carmelo Anthony (New York Knicks)

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

se amanhã é o fim do mundo, este era o fim na cacetada

ali

Frazier-Ali: clash of Titans! 1971!

É espectacular a quantidade de documentários e videos relacionados com este combate, muitos dos quais o visionamento me deram prazer.

Aqui, aqui, aqui

Com as etiquetas , , , , ,

o super poderoso

Filip Jicha – Bundesliga – THW Kiel vs  SG Flensburg-Handewitt

Com as etiquetas , , , , , ,

tonight is crunchtime

Nikola Karabatic – Montpellier HB\França – melhor jogador do mundo em 2007 para a IHF e campeão olímpico em 2012 em Londres.

Com as etiquetas , , , , , , ,

all-in

Filip Jicha – Kiel\República Checa

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Oh Caroline

Beach Boys — “Caroline, No” — Álbum: Pet Sounds (1996)

Corria o ano de 1966. Eusébio era fotografado em Liverpool a chorar aquando da saída do campo, depois dos Magriços terem sido injustamente eliminados nas meias-finais do campeonato do mundo desse ano pela Inglaterra dos irmãos Charlton do Manchester United. Muitas histórias se podem contar. A de que Portugal tinha eliminado a Coreia do Norte por 5-3 dias antes, num jogo onde o Pantera Negra virou de 3-0 para 5-3 em 45 minutos com um formidável Poker. Essa era a mesma Coreia que dias antes tinha chutado para fora da competição a Itália de Giacinto Fachetti, um dos maiores ícones de sempre do futebol mundial, orgulhoso capitão do Inter de Milão vencedor de duas Ligas dos Campeões em 1963\1964 e 1964\1965 e posteriormente vencedor do Europeu de 68. A de que o tal fotógrafo que tinha tirado a  imagem mítica que retratava o choro compulsivo do King era conimbricense e tinha como apelido precisamente “Formidável”. Ainda a história da mudança desse mesmo jogo entre Portugueses e Ingleses de Wembley (Londres) para Merseyside (actual Anfield Road; o mítico palco onde actua o Liverpool) no dia antes do jogo, obrigando os Magriços a uma viagem de comboio de 500 km, o que no fundo, desiquilibrou a balança para o lado Inglês.

As Histórias cruzam-se. Existem dois sítios em Liverpool que são de paragem obrigatória para qualquer turista: Anfield Road e o mítico Cavern. Futebol e música misturam-se numa sincronia única. Em Anfield, a velha guarda do Liverpool canta o You´ll Never Walk Alone, bandeira mítica de um clube cujos jogadores nunca andarão sozinhos. Bandeira mítica de um clube que apesar das 5 Ligas dos Campeões conquistadas (a mítica bandeira que diz Paisley won it 3 times, Fagan did it, Rafa make us dream) já sofreu duas tragédias terríveis: a do Heysel e a de Hillsborough. Duas tragédias onde morreram algumas centenas dos seus adeptos e que inclusive, levaram a que a UEFA, a banir equipas inglesas das competições europeias durante algumas temporadas, e, o governo inglês a proibir claques de futebol. Já Sir Bobby Charlton, o capitão da Inglaterra campeã do mundo em 1966 tinha pertencido também ele a um trágico momento do futebol Inglês: em 1958, depois de uma partida a contar para a Taça dos Campeões europeus em Belgrado frente ao Estrela Vermelha, a geração fantástica de 50 do Manchester United (designados Busby Boys pelo facto de serem orientados por Sir Matt Busby), o avião onde vinha a equipa acabaria por se despenhar numa escala no aeroporto de Munique. Sir Matt Busby e Sir Bobby Charlton foram alguns dos sobreviventes. O original do tema “You´ll Never Walk Alone” pertence a Elvis Presley. Já o mítico Cavern foi a “caverna” (digamos assim) onde os Beatles actuaram pela primeira vez em Liverpool, constituíndo-se como um sítio impar no mundo da pop britânica.

Na fase psicadélica dos Beatles, John e Paul (ou como quem diz, Leibner e Stoller; era assim que a dupla assinava as suas primeiras canções na fase de Hamburgo; para quem não sabe, os Beatles ficaram conhecidos por actuarem para marinheiros nessa cidade Alemã) criavam Sgt Pepper´s Lonely hearts club band (quem já não entoou Lucy in the Sky with Diamonds?), álbum gravado de 6 de Dezembro a 1 de Abril de 1967 no estúdio 1 da Parlophone na Abbey Road de Londres (actual EMI) por Sir George Martin, considerado muitas vezes o “5º Beatle”. A resposta a este preciso álbum dos Beach Boys (Pet Sounds), resposta tão exímia que Brian Wilson desde aí nunca mais quis competir musicalmente com a dupla acima citada. Em entrevista recente à New Musical Express Wilson disse simplesmente que quando ouviu Sgt Pepper´s Lonely Hearts Club Band teve tanta raiva do álbum que “era impossível bater os beatles”.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

a defesa do século

Assim crê o meu puto Francisco na altivez dos seus 7 anitos!

Com as etiquetas , , , , , ,