Tag Archives: eleições Partido Socialista

Os Socialistas…

E aí andam eles, de estrada em estrada, de concelhia em concelhia, com sacos de notas de 10 euros a dar dinheiro aos militantes para pagar as quotas em atraso do partido para votarem Assis ou Seguro.

Assim não custa nada ser militante. Em dia de eleições, alguém acabará por pagar as quotas em troca de um voto.

Parece já ser estratégia dos candidatos ao comando dos postos operacionais do PS.

Em qual das distritais é que eu já vi este filme?

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , ,

As primárias de Assis

Se não é burro que nem um calhau, para lá caminha. Sempre afirmei aqui neste espaço que Assis fala demais. Esta situação, não é excepção…

Francisco Assis defende o sistema de eleições primárias no Partido Socialista, à semelhança daquilo que fazem os partidos Norte-Americanos na escolha do seu candidato presidencial.

As primárias na América levam os partidos a levar a liderançacandidatura à presidência a sufrágio universal. A crença partilhada é decerto a tentativa do escolhido recolher mais unânimidade entre os cidadãos para que seja um candidato atractivo e possa recolher mais simpatia entre o eleitorado na hora do voto.

Não acredito que este método possa ter um contributo benigno para a democracia. Não é com eleições primárias e consequentes excursões pelo país, “paradas ao estilo americano” e discursos inflamados contra o governo que um candidato à liderança do principal partido da oposição conseguirá o interesse de criar unanimidade e proximidade com os cidadãos para a causa do seu partido.

Consequentemente, Assis também se esqueceu de medir os prós e os contras das realidades políticas dos países que utilizam as primárias e o caso Português ao nível de realidade político-partidária. Nos Estados Unidos da América, a coisa até resulta bem visto que não existe grande escolha político-partidária. Como apenas 3 uniões partidárias se submetem a sufrágio e uma quase nem conta (os comunistasPartido dos Verdes) o método é prático e cómodo para os partidos rotativos da política Norte-Americana sondarem o povo antes de lançar o seu candidato. Em Portugal, assim como no resto da Europa, o cenário é totalmente diferente. No caso Português, temos dúzia e meia de partidos políticos (grande parte com diferenças ideológicas entre si) e outros tantos movimentos políticos, assentes no seu eleitorado próprio (excepto o PSD e o PS que oscilam no rotativismo no poder já sobejamente conhecido no nosso país).

Concluíndo: efectuando primárias, o efeito de as executar seria exactamente o mesmo das actuais eleições para o secretariado-geral do partido visto que quem acabaria por votar seriam os militantes do Partido Socialista, pois só os interesses desse partido tem real interesse em definir a sua liderança.

Com as etiquetas , , , , , ,