Tag Archives: documentários

para ver agora

Documentário de 2012, apoiado pelo Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria da Cultura Brasileira que tem como pano de fundo os Legião Urbana de Renato Russo e a era de ouro do rock brasileiro.

Com as etiquetas , , , , , , ,

a ver

“puta que pariu, Rogério Ceni é o melhor goleiro do Brasil”

A linda história de amor de Rogério Ceni pelo São Paulo Futebol Clube. A história de um menino que chegou à Arena Barueri\Morumbi (o verdadeiro estádio do São Paulo é o Arena Barueri. O clube joga no municipal Morumbi para o Brasileirão e competições sul-americanas) sem saber bater com rigor um pontapé-de-baliza e acabou por se transformar num dos melhores guarda-redes de sempre do Brasil, com a particularidade especial de se ter tornado um dos melhores batedores de livres e penaltis que há memória.

Ceni não é só isso. A propósito do seu 100º golo de bola parada, o São Paulo decidiu fazer este documentário para provar que Ceni (apelidado por todos os que entram no balneário São Paulino de patrão, chefe e presidente) é um exemplo de dedicação e amor ao clube e à modalidade. Testemunham-no homens muito importantes na história do futebol brasileiro como Muricy Ramalho (tricampeão brasileiro com o São Paulo entre 2006 e 2008) e Zetti (ex-guarda redes da selecção brasileira com quem Ceni trabalhou nos primeiros anos enquanto sénior).

Não é mencionado no documentário, mas aliando à relevância que o guarda-redes tem na vida do clube, Rogério Ceni é licenciado em Design e durante muitos anos foi-lhe dada oportunidade de desenhar as suas próprias camisolas de jogo.

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

este também merece ser visto

o microcosmos da música portuguesa, contada desde os primeiros passos do rock de Daniel Bacelar ao punk dos Parkinsons.

parabéns a Eduardo Morais e ao resto da sua equipa por nos brindarem com uma hora de pura cultura.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Restrepo

Tim Hetherington era um jornalistafotógrafo de guerra Britânico, colaborador da Revista Vanity Fair. Esta semana, na Líbia, Hetherington e outro fotógrafo Norte-Americano de nome Chris Hondros faleceram durante um raide aéreo das tropas leais ao ditador Mohammar Khadafi contra os rebeldes na cidade Líbia de Benghazi.

Especialista na cobertura de cenários de guerra, Hetherington deixa para a eternidade o excelente documentário “Restrepo”, documentário nomeado para os Oscars deste ano na categoria de “Melhor Documentário” e vencedor da categoria no Festival de Cinema de Sundance. “Restrepo” é um documentário que retrata uma operação de alto risco das tropas Norte-Americanas na Guerra do Afeganistão.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , ,