Tag Archives: Cipralex

As farmacêuticas em tempos de crise

 

“A depressão dói mas pode deixar de doer” – é o slogan de uma campanha que tido alguma percurssão na comunicação social (tanto escrita como falada) nos últimos dias.

Para os mais desatentos, o slogan não passa de uma campanha publicitária disfarçada de campanha terapêutica. Passo a explicar: o slogan da campanha pertence exclusivamente a uma empresa farmacêutica multinacional, a Eli Lilly, ou como queiram em Portugal apenas Lilly, conhecida por ser uma das maiores produtoras mundiais de medicamentos relacionados com a saúde mental, entre os quais, em Portugal, o Zyprexa (anti-psicótico) Fluoxetina (anti-depressivo) Cipralex (inibidores selectivos de recaptação de serotonina) entre outros menos conhecidos do público em geral.

O que interessa mesmo para a questão que quero hoje debater é o facto desta campanha aparecer em força numa altura em que a situação social do país agrava-se de dia para dia. Todos os dias somos confrontados com mais endividados, com mais problemas sociais, com mais divórcios, com mais fome, com mais angústia no rosto das pessoas e consequentemente com mais pessoas a pedirem ajuda médica ao nível da saúde mental. A Lilly, perdoem-me todos os puritanos, pelo que vi no seu site não está mais predisposta a ajudar a que as pessoas que sofrem de depressão mas sim a incentivar para que as pessoas vão constatando que sofrem de depressão e até tenham os sintomas de um quadro de depressão disponíveis para averiguar se familiares estão com depressão. Efeito desejado? Fazer disparar as vendas de anti-depressivos em alturas de crise económica.

Não há portanto um truque publicitário mais baixo que este.

 

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,