Tag Archives: Bryan Ruiz

Post-Christmas III (futeboladas)

Em Inglaterra, o boxing day.

Boxing Day azedo para Villas-Boas e fellas…

Com Orlando Sá no 11 titular do Fulham, a equipa de Villas-Boas somou o terceiro empate consecutivo na Premier, não aproveitou o deslize do Manchester City e ainda perdeu pontos para o United (está a 11 pontos da liderança partilhada das equipas de Manchester) e para o Arsenal e Tottenham na luta pelos lugares da Champions.

A bom da verdade, o azar que o Chelsea teve nos minutos finais (várias oportunidades de golo) foi a sorte que teve em White Hart Lane na semana passada nos minutos finais quando Adebayor e Bale tiveram oportunidade de dar a vitória aos Spurs contra os Blues.

Numa altura em que Fernando Torres é muito criticado em Inglaterra por falta de empenho e de ambição e é dado como transferível pela imprensa (já se falou do interesse do Málaga em pagar cerca de 25 milhões pelo internacional espanhol) a exibição do espanhol foi mais uma vez algo de inacreditável. Não parece o mesmo jogador que nos encantou ao serviço do Liverpool e creio que Torres está neste momento a visionar o fim da linha na Premier League…

Do lado do Fulham, excelente exibição do Costa-Riquenho Bryan Ruiz. Levou na sua onda Ashley Cole quantas vezes quis e é dele que sai a portentosa jogada para o golo da sua equipa. Duvido muito que permaneça na próxima época em Craven Cottage. Moussa Dembele é outro jogador que não tardará a envergar a camisola de um grande europeu.

Verdadeiro Boxing Day para Sir Alex Ferguson.

Mesmo a jogar mal (muito mal) o seu Man United vai conseguindo levar a água ao seu moínho. Se o United sem deslumbrar consegue chegar ao fim do ano em igualdade pontual com o City (a jogar muito bem), tal faz do United o principal candidato ao título pois creio que as coisas a partir deste estádio de desenvolvimento só podem melhorar.

Outras partidas:

Liverpool 1-1 Blackburn – Nem ao último os Reds conseguem ganhar. É uma equipa que só dá Luis Suarez, Luis Suarez e Luis Suarez e Luis Suarez, arrisca-se a deixar orfã esta equipa e os 8 jogos sem Suarez fazem com que Dalglish volte a não cumprir a meta dos lugares uefeiros, isto é, se não for despedido antes do final da época, coisa que já deveria ter acontecido num clube com a dimensão do Liverpool e com o que o Liverpool gastou em reforços neste ano de 2011.

Charlie Adam é claramente uma das piores contratações da história do Liverpool e nem 3 Charlie Adam´s fazem um Meireles.E a 2ª é obviamente Andy Carroll – da mudança de Newcastle para Anfield Road, o avançado parece que desaprendeu a marcar golos. Aliás, é caricata até a noção de que Carroll está a padecer do mesmo problema de Fernando Torres no Chelsea, jogador que o antecedeu na dianteira do Liverpool e cuja venda possibilitou a sua contratação aos magpies.

Norwich 0-2 Tottenham – Descanso de boxing day tranquilo para Harry Redknapp. A equipa demorou a acertar no jogo mas quando acertou (Gareth Bale) fechou a contagem, não deu esboço de resposta aos yellows de Norwich e posicionou-se a 7 pontos da liderança quando ainda tem um jogo em atraso. Fim de 2011 em cheio para a turma de White Hart Lane.

Arsenal 1-1 Wolverhampton – Van Persie salvou o pior. Uma equipa em construção que vai melhorando de jogo para jogo. Se não venderem Van Persie no verão e reforçarem-se com um bom trinco e com outro bom extremo são equipa para ambicionar algo mais que o 4º\5º lugar.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre as contratações do Sporting

Pela primeira vez em muitos anos estou a gostar da política do Sporting.

Depois de 2 anos completamente frustrantes, a aposta num treinador que a pouco e pouco volta a devolver a esperança aos adeptos é em primeiro lugar uma aposta ganha. Domingos Paciência pode ainda não ter ganho nada, mas o seu discurso é motivador e inspira confiança aos adeptos. Dirigiu-se para o clube certo para ganhar.

Em segundo lugar, estou a gostar da política de contratações do Sporting. Não há um nome neste novo lote de jogadores que eu não dúvide das suas capacidades e qualidades para envergar a camisola do Sporting. Nem o de Ricky Van Wolfswinkel, até agora a contratação mais cara (5,7 milhões de euros).

Há que dar tempo para esta equipa ganhar maturidade e rotina sobre as ordens de Domingos. Varreu-se algum do cancro que não tinha talento e qualidade para ostentar o verde e branco no peito, contratou-se matéria prima para se fazer um plantel a sério sem exceder os targets e limitações financeiras de que o clube sofre. 

Começando pela defesa, Santiago Arias é um jogador bastante interessante para fazer concorrência a João Pereira. Será um talento a explorar a longo prazo. No centro da defesa (grande problema do Sporting nas últimas épocas) as contratações dos experientes Rodriguez e Oneywu vem dar altura a uma defesa que era muito baixa, experiência, espírito de luta, força no jogo áereo e dois jogadores que gostam de mandar nos terrenos onde pisam. À esquerda, a possível contratação de Turan (defesa-esquerdo do Grenoble internacional sub-19 pela França) será a concorrência de um Evaldo que foi diminuindo de qualidade ao longo da época devido à pouca concorrência de Leandro Grimi. O lateral Francês esteve bem cotado em Barcelona. É essencialmente um lateral de ataque que gosta de subir, centrar e bate muito bem livres.

No meio campo, perante a possível não continuidade do trio Maniche-Zapater-Pedro Mendes (creio que o clube deveria aproveitar a força do Espanhol e a inteligência de Pedro Mendes) Fabian Rinaudo vem rotulado como um jogador que se entrega totalmente ao jogo, é inteligente a sair com jogo nos pés e imperioso no desarme. Já Schaars, contratado por 850 mil euros ao AZ Alkmaar é um autêntico patrão do meio-campo: é muito forte fisicamente, gosta de assistir e remata com alguma facilidade. Podem ser bons companheiros de sector para André Santos e para Izmailov, que regressa esta época com muita fome de bola e em melhores condições físicas.

Na frente, as contratações de Carrillo (um mágico que precisa de sofrer para vencer) e Ricky Van Wolfswinkel vem fazer companhia a um Matias Fernandez que poderá render bastante com Domingos, a um Yannick Djaló que vai melhorando com o tempo e um Hélder Postiga que está novamente moralizado. Talvez seja esta a minha opinião mas creio que Domingos deveria dar mais uma oportunidade a Simon Vukcevic: o montenegrino pode render mais com um treinador a sério e com um plantel competitivo ao nível de soluções.

Para finalizar, falta a contratação de mais um extremo: existem nomes interessantes no mercado como Guardado, Giovanni dos Santos, Jorge Martinez, Bryan Ruiz, César Delgado, Artur ou Miralem Sulejmani – qualquer um deles encaixaria no Sporting e são jogadores ao alcance dos cofres de Alvalade e de mais um avançado (o tal pinheiro) onde Niklas Bendtner poderia ser a opção se o negócio estivesse ao alcance do Sporting.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,