Tag Archives: Battles

Paredes de Coura (5)

Atlas, Mirrored, Tonto,  um baterista de grande classe, espelhos, uma variedade interessante de instrumentos e muita, muita entrega em palco.

São as short-keys do concerto dos Battles.

1. Atlas. O mais divertido tema dos Battles foi o último tema a ser tocado. Sem grandes euforias, fez abanar a cabeça às centenas pessoas que se espalhavam na relva da praia fluvial do tabuão à espera de outros nomes mais aguardados na npite de festival em questão como Deerhunter, Kings of Convenience, Marina and the Diamonds e Metronomy, estes últimos a actuar no palco after-hours.

2. Mirrored e os espelhos. O álbum dos Battles, datado de 2007, é de uma qualidade assombrosa. Em concerto (como já tinha visto com Legendary Tigerman) o quarteto nova-iorquino (em Coura apresentou-se apenas como trio) constituído por Ian Williams, John Stanier, Dave Konopka e Tyiondai Braxton optou pela utilização de um grande espelho com projecção de imagem onde apareceram “in-loco” as colaborações vocais que a banda utilizou na sua obra.

3. Um baterista de imensa qualidade. Agradeço a info que o Pedro Nora me deu, algumas horas depois do concerto. John Stanier tem um talento incrível. Daí que já tenha sido baterista dos Helmet e ainda seja membro dos Tomahawk, um dos muitos projectos de Mike Patton (Faith No More). Banda que já chegou no passado a actuar algumas vezes entre nós.

4. Uma variedade de instrumentos muito grande e muita entrega em palco. Conhecia o trabalho de estúdio dos Battles. Com o concerto em Coura fiquei absolutamente fã desta banda nova-iorquina. Daí que espere que com alguma ansiedade o próximo trabalho.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , ,

Pdc ´11

Grandes concertos, grande ambiente, grande espírito de entreajuda, grandes conhecimentos, grandes amizades, grandes e sinceras conversas, grandes momentos de descanso e diversão, grandes momentos de humor…

Ano após ano, voltamos ao mesmo sítio. No final, saímos sempre com um sorriso estampado no rosto. Tenho a certeza que se pudessemos, ficavamos pelo menos um mês no mesmo ritmo destes últimos 6 dias. 

Ao nível de concertos, pela positiva Deerhunter, Pulp, Twin Shadow,  Metronomy, Kurt Vile, Two Door Cinema Club, Warpaint, Blonde Redhead, Omar Souleyman, Trail of Dead, Crystal Stilts, Battles, Kings of Convenience, Linda Martini e Marina & the Diamonds e Mogwai.

Pela negativa, Crystal Castles (o péssimo som do palco after-hours prejudicou claramente a qualidade do concerto), Wild Beasts (expectativas goradas) e os cancelamentos dos concertos de Foster The People e Jamaica sem que a organização tivesse capacidade de responder a curto prazo com bandasartistas de relevo. 

Para finalizar, queria dedicar este pequeno post (terá desenvolvimento nos próximos dias) a este conjunto de pessoas: Tiago Faísca, Ricardo Faísca, Ricardo “BatmanHaircut” Flores, Ana, Patrícia, Joana, Inês, Quim, Nuno Miranda (e respectiva cambada) Luzio (este festival é o melhor de sempre pá) Pedro “Chuck” Nora, Johnny Gil, Quim, António Sérgio (pela conversa franca que tivemos esta madrugada) e à miúda de Leiria cujo nome nunca cheguei a obter mas cuja boa-vontade me livrou de me ter afogado no Coura com o barco de borracha que o chinês não quis regatear connosco!

Sem vocês, Paredes de Coura não seria a mesma coisa! Obrigado! Pró ano voltaremos!

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pausa

O Entre o Nada e o Infinito interrompe a postagem até segunda-feira. Pelo meio, encontramo-nos na Praia Fluvial do Tabuão para mais uma edição do Festival Paredes de Coura. No meio de tanta crise, ainda conseguimos arranjar maneira para 6 dias de descanso e muita musica de qualidade.

Na simpática vila minhota, estaremos atentos aos concertos de Black Bombain, Crystal Castles, Wild Beasts, Pulp, Blonde Redhead, Warpaint, Crystal Stilts, Twin Shadow (infelizmente We Trust coincide no mesmo período no palco secundário) Kings of Convenience, Deerhunter, Battles, Chappel Club, Jamaica, You Can´t Win Charlie Brown, Metronomy, Death From Abovo 1979, Mogwai, Two Door Cinema Club, Linda Martini, Kurt Vile (isto se não colocarem uma banda interessante para o lugar de Foster The People) Peixe:Avião e Orelha Negra.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,