Tag Archives: António Regala

muito obrigado

O Sérgio Loureiro, um beiramarista de gema, escreveu ontem na Bola e no Diário de Aveiro, que o presidente do Sport Club Beira-Mar António Regala terá reunido com o proprietário da SAD Majid Pishyar. Sobre o assunto escreveu o Sérgio de que a reunião poderá ter servido de contacto inicial para o clube comprar os 85% que o iraniano possui. Comunicado oficial da SAD vem negar esses rumores escritos pelo Sérgio. O que é certo em tudo isto é que o presidente colocou algumas questões ao iraniano, questões que serão respondidas num prazo de 15 dias. E eu sei quais foram essas questões, de fonte segura. Contudo, prefiro aguardar mais alguns dias para as revelar.

Eu me confesso. Nunca gostei de Majid Pishyar. Sempre me manifestei contra a constituição da SAD do Beira-Mar, tanto nos moldes pela qual foi criada, muito mais nos moldes em que a sua compra foi feita e por quem foi feita. Escrevi aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Desde que Majid Pishyar chegou a Aveiro que tenho sido confrontado com muitas críticas, algumas delas injustas, vindas de quem se maravilhou com este aparecimento messiânico vindo de quem chegou com outras intenções do que realmente investir no Beira-Mar. Aquando da célebre Assembleia-Geral do clube que aprovou a SAD (na presença do dito investidor) vários sócios me telefonaram, enviaram mensagens e aproveitaram alguns momentos pessoais para me criticar. Muitos chamaram-me velho do resto e outros impropérios que não vem ao caso. O tempo provou que eu tinha razão. Não só o investimento não apareceu como o clube não só não sofreu as melhorias necessárias para se manter sustentável quando mais apresentar uma projecção europeia, como prometia o Sr. Majid e os seus afilhados. Muito pelo contrário, a situação do clube deteriorou-se e muito desde Junho de 2011 e Majid Pishyar já lucrou e bem com o Beira-Mar. Esses mesmos sócios do clube, vieram um por um dizer-me: “João fomos enganados. Realmente tinhas razão.” – pois tinha caros amigos. E agora como é que encontramos solução para estes problemas? Meus caros amigos, a solução também se encontra nos meus escritos. Duvido é que haja alguém credível disposto a fazê-lo.

Isto não é um sinal de alarme, mas eu ainda sei de mais. Prefiro guardar os meus trunfos para a vitória final. A situação do clube é complexa e urge agir com rapidez. Faço uma crítica declarada e incentivo os sócios do clube a marcar uma AG com urgência. António Regala e seus pares e os sócios que autorizaram este negócio danoso para o clube (porque tem memória curta e já não se lembra de coisas como o negócio com a Inverfutbol) são os principais responsáveis pela situação à qual o clube chegou. Aos sócios, peço que tenham a coragem necessária para inverter o erro que cometeram. E a inversão desse mesmo erro começa exactamente pela demissão da actual direcção do Beira-Mar. É inadmissível que António Regala e seus pares, depois de terem caído na canção do bandido, venham agora, ao estilo de junta nacional de salvação, pedir batatinhas ao Majid. É uma atitude desonesta perante o clube, perante os seus sócios e perante os seus simpatizantes. Urge salvar o clube desta gente e esse passo tem que ser feito imediatamente.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Protegido: Beira Mar 1-2 Sporting de Braga

Este conteúdo está protegido com uma palavra-passe. Para o visualizar, por favor, insira em baixo a sua palavra-passe:

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , ,

Pishyarices…

Deparo-me com duas notícias, algo contraditórias.

O Beira Mar ganhou ao Feirense por 2-1, num jogo impróprio para cardíacos, principalmente nos minutos finais.

O Beira marcou 2 golos num só jogo. Metade dos golos que tinha marcado até então. Adorámos o espectáculo, adorámos ainda mais a vitória sobre um “rival” regional.

O site do Beira-Mar realçou a vitória do “talento, sacrifício e união” mas, com estádios vazios, deixou a dica a alguns adeptos para não aparecerem no estádio para incomodar…

As últimas linhas do último parágrafo são portanto um autêntico nojo para quem fala de barriga vazia.

O Notícias de Aveiro dá-nos outra notícia interessante alguns minutos mais tarde: “Beira-Mar: Majid promete vitórias para cativar mais adeptos aos jogos”

Para quem vem para cativar a ida de mais adeptos ao estádio, quer-me parecer que com o texto publicado no site do clube, já está a afastar alguns.

O que me ressalta ainda mais do artigo é a forma como o actual proprietário de 85% das acções da SAD aborda a questão da dívida do clube. António Regala, presidente do clube, disse há algumas semanas atrás que Pishyar estava interessado em resolver as questões financeiras que estão pendentes no clube. Pishyar diz que não é nenhum banco e que o clube é que tem que pagar.

Pois bem, ou Regala mentiu ou Regala foi enganado. Das duas, escolha-se uma. Se Regala mentiu, mentiu aos sócios que votaram pela constituição da SAD em Assembleia Geral. Se Regala foi enganado, esconde-se o erro com mais erros.

E já agora, em jeito de esclarecimento, Sr. Pishyar, qual foi o motivo que o trouxe para o Sport Clube Beira-Mar. Qual é o interesse que subjaz ao seu investimento?

Com as etiquetas , , , , , , ,

Será que existe assim tanta confiança?

Um empresário Iraniano aparece do nada e desde Outubro que pensa em injectar capital no Beira-Mar caso os sócios aprovem a possibilidade de se constituir uma sociedade anónima no clube (SAD)

António Regala afirma publicamente que existe “mútua confiança entre as partes negociantes” e conclui que caso os sócios aprovem na próxima quinta-feira a constituição de uma SAD (facto que acho difícil) esta terá um capital inicial de 1 milhão de euros distribuída “a 80% pelo tal empresário de nome quase impronunciável, 15% ao clube e 5% aos sócios” que eventualmente decidirem adquirir acções da sociedade desportiva.

Esta informação é confirmada dias após a notícia que dava conta que uma antiga investidora do clube, a Inverfútbol, chegou a acordo com o clube no que respeita ao pagamento que os espanhóis reclamavam no valor de 1,3 mihões e que a direcção do clube considerava ser de 340 mil euros.

Será que existe assim tanta confiança? Será que os actuais dirigentes do clube não aprendem com os erros do passado? Será que qualquer dia esse tal empresário Iraniano não aparece por aí a reclamar uma verba à semelhança do que têm feito a Inverfútbol no último ano?

E já agora, que futuro pretende a direcção para o clube? Vendemos o Kanu por meia dúzia de trocos, deixamos sair o Ronny por dois tostões, deixou-se sair o Leonardo Jardim quando se deveria obrigá-lo a cumprir o contrato que tinha perante o clube até ao final, deixou-se sair o Djamal de borla e o Leandro Tatu, Rui Sampaio e Artur também deverão estar perto de sair por meia dúzia de tostões. O Beira-Mar acaba a época dizimado. Financeira e Desportivamente. Desportivamente, com a necessidade de construir uma equipa nova para a próxima época sob a égide de um treinador que na minha opinião não tem estaleca para treinar este clube. Financeiramente refém da hipotética construção de uma SAD que estará em 80% das acções de um possível charlatão. Sim, porque nesse tipo de negócios, o futebol está cheio de charlatões.

Será que existe assim tanta confiança entre as partes?

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Beira-Mar 0-1 Portimonense

A exibição do Beira-Mar ontem no Estádio Municipal de Aveiro frente ao Portimonense é o reflexo da intranquilidade que se viveu no clube nesta semana que passou.

A equipa do Beira-Mar entrou em campo frente a um Portimonense que aliado ao último lugar da Liga, não vencia desde o dia 26 de Setembro, ou seja, desde o jogo contra o Beira-Mar em Portimão. Para aqueles que se deliciam com pormenores estatísticos, esta vitória do Portimonense marcou a primeira vitória de Carlos Azelha na Liga enquanto treinador principal.

Com esta derrota, o Beira-Mar está a colocar-se a jeito. Se Leonardo Jardim frisou na conferência de imprensa posterior ao jogo que o Beira-Mar ainda goza de alguma tranquilidade em relação aos clubes que estão a baixo da linha de água, caso a Naval vença hoje, coloca-se a 8 pontos da nossa equipa.

Pior que esse facto é mesmo o facto do Beira-Mar estar precisamente há 3 jogos na possibilidade de efectuar os 27 pontos que lhe garantam “virtualmente” a manutenção na Liga e não aproveitar os jogos teoricamente “do nosso campeonato” para efectivar essa marca. Quem não mata, morre.

Ontem, frente ao Portimonense, vi um Beira-Mar a entrar em campo demasiado relaxado. Como se já tivesse o seu campeonato feito e não houvesse qualquer ambição em querer subir na tabela classificativa. Faço meus os comentários que ouvi na Rádio Terranova – o Beira-Mar parece a esta altura da época uma equipa desorganizada, incerta e dotada de uma direcção que parece estar a “desmontar a tenda” com base numa ilusão que a época está terminada ao nível de objectivos. Falsa ilusão.

O Beira-Mar executou uma péssima primeira parte. A pior primeira parte da época. Juro, que a primeira parte da equipa não parecia vir de uma equipa que nos encantou na 1ª volta do campeonato. Na 2ª parte, o Portimonense marcou (no único lance em que Rui Rego teve efectivamente culpas) e a equipa passou de uma situação de “descontracção” para uma situação de “nervosismo imanente” e “descontrolo emocional” – nervosismo esse que redundaria por exemplo no enorme falhanço de Wang Gang na linha de golo, um dos maiores falhanços que vi esta época senão o maior.

Esse desconcerto é obviamente marcado por alguns factores que aconteceram durante esta semana:

– O primeiro, obviamente, foi a venda de Ronny a uma equipa Chinesa.

Neste primeiro ponto, revelo como oportuno um comentário que fiz aqui no Bancada Norte a meio da semana. Parafraseio-me no intuito de revelar a minha opinião sobre este negócio: ” Creio que as informações que foram prestadas pela direcção em relação à transferência do Ronny (pagamento de uma compensação financeira cujos boatos apontam ao pagamento de uma quantia a rondar os 100 mil euros) são um tremendo barrete. Não estou a ver qualquer equipa da China, do Bangladesh ou do Djibuti a dar compensações financeiras por um jogador que terminava contrato em 4 meses a mais do que aquilo que ele iria receber até ao final do contrato.

É preciso tirar a limpo essa história.

Sem falar que desportivamente foi mais um mau passo dado pela direcção. Denota falta de ambição para o que resta desta época e para a próxima. Se com a saída do Rui Varela, Ronny (até à aquisição de Dudu) era o único ponta de lança do plantel e a direcção do Beira-Mar “viu-se negra” para contratar outro, até ao final da época resta um avançado que vem claramente desrotinado do Brasil tanto ao nível de forma como ao nível de encadeamento com os processos de jogo da equipa. Tenho lido por aí pessoas a dizer que o Wilson, o Wang e o Élio podem colmatar a saída. Nem pensar. São extremos, não avançados.”

– O 2º ponto que corrobora o desconcerto que se vive actualmente no clube prende-se obviamente com o futuro do treinador Leonardo Jardim.

Anteontem, surgiu uma notícia que o treinador está a caminho de Braga com um acordo formal estabelecido com o FC Porto. Pessoalmente, não creio que Leonardo Jardim embarque neste tipo de esquemas, que de imediato foi considerado como uma “imbecilidade” por Pinto da Costa; no entanto, nada me espanta que hoje Leonardo Jardim afirme que vai sair do Beira-Mar no final da época, como já foi admitido publicamente pelo Presidente António Regala. Não consigo perceber no entanto, porque é que a comissão administrativaactual direcção não foi capaz de apresentar a proposta de renovação ao treinador há alguns meses atrás, na euforia dos bons resultados alcançados pela equipa – creio que caso a proposta de renovação tivesse sido apresentada em Outubro ou Novembro, Leonardo Jardim assinaria.

Neste ponto, o clube fica novamente a perder. Caso eventualmente se tivesse renovado com Leonardo Jardim e caso este saísse efectivamente para outro clube, o clube poderia encaixar algum dinheiro com a desvinculação do treinador. Na actual situação, o treinador termina contrato e sai a custo zero. O Beira-Mar revela-se profícuo em deixar sair toda a gente em saldos.

– Um 3º ponto, também ele de vital importância, prende-se com o facto de 16 jogadores do plantel actual se encontrarem com futuro incerto. O Beira-Mar tem neste momento 8 emprestados de outros clubes e 8 jogadores que terminam contrato no final da época. De modo a assegurar estabilidade para a próxima época, a direcção já deveria começar a mexer os seus contactos de modo a aproveitar quem é de aproveitar para a próxima época. Um jogador que se encontra com futuro incerto na sua carreira profissional é um jogador intranquilo e completamente desleixado com o que falta jogar desta época.

Só a direcção do Beira-Mar não parece elucidada destes factos.

E está claro, perante todos acontecimentos, não se pode pedir que a equipa tenha rendimento nas partidas. Como Carlos Teixeira da Rádio Terranova frisou e bem, o jogo de ontem frente ao Portimonense foi o espelho das decisões que tem sido tomadas ao nível directivo e ao nível técnico.

Hoje, Leonardo Jardim anuncia a sua decisão. Não tenho muitas esperanças que fique. Infelizmente, vai terminar um ciclo de ouro para o Beira-Mar, quando todos nós detinhamos um sentimento de especial afecto pelo seu trabalho e um sentimento de esperança em relação a um futuro risonho para o clube.

Os próximos dias revelarão o futuro do clube. Não creio que a direcção seja opaca ao ponto de continuar passiva perante os problemas que tem em mão.

Para finalizar, peço desculpa a todos os sócios e simpatizantes que eventualmente possam discordar com a minha opinião. Mais que uma simples opinião, este post representa um desabafo meu em relação à actual situação do clube.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Marítimo 1-0 Beira-Mar

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/oEeAkfGaFl8vSRkhRS53/mov/1


Uma exibição muito descolorida do Beira na Madeira não poderia ter dado mais do que isto.

Perante um Marítimo de “ambições europeias” que em caso de derrota neste jogo poderia ter entrado definitivamente na luta de aflitos, o Beira-Mar entrou com pouca ambição. Se a ambição dos jogadores já parecia ser pouca, a expulsão de Elio ao minuto 32 dificultou ainda mais a tarefa aos homens de aveiro.

O Marítimo dominou praticamente toda a partida. A jogar em casa, a necessitar de vencer (a equipa de Pedro Martins já não vencia há 3 meses) e com mais um jogador durante 58 minutos, foi naturalmente construíndo o caminho para a vitória. Ao contrário daquilo que o comentador madeirense da Sporttv sempre foi frisando ao longo do jogo, o Marítimo venceu não porque o seu caudal ofensivo tenha sido esmagador mas porque os seus jogadores lutaram mais pela vitória, marcando o golo da vitória por Baba.

O Beira-Mar aqui e ali foi incomodando. Foi pena não ter entrado aquele remate de Ronny aos 15 minutos e na 2ª parte, houve ali um ou outro lance que poderia ter resultado em golo como o potente remate de Djamal ao lado e um lance onde o mesmo tinha caminho aberto para a baliza Maritimista , acabando por fim por rematar fraco à figura de Marcelo.

A expulsão de Élio aceita-se.

Rui Rego teve mais uma interessante partida. Seguro como sempre, brilhou de bola parada ainda na primeira parte ao defender uma bomba de Baba.

Na defesa, Renan foi o jogador de destaque. Muito bem a defender, foi um dos mais inconformados no ataque. Dos centrais Hugo e Yohan só tenho a lamentar que tenham deixado Baba sozinho no lance do golo e Pedro Moreira fez uma exibição bastante regular.

No meio campo, Djamal (na minha opinião) esteve uns furos abaixo daquilo a que nos tem habituado e Rui Sampaio esteve novamente bastante lento na distribuição de jogo. Artur e Tatu estiveram bastante irrequietos como é de costume e foi deles que nasceu uma das oportunidades para o Beira-Mar inaugurar o marcador (no lance em que Djamal não conseguiu aproveitar a recarga da iniciativa dos alas). Élio teve um jogo para esquecer e ainda está à procura de melhor ritmo competitivo.

No ataque, Ronny batalhou batalhou mas continua bastante sozinho entre os centrais. De iniciativa individual, atirou uma bola à barra aos 15 minutos que caso entrasse era um golo de levantar o estádio.

Quanto aos substitutos, tanto Wang Gang como Wilson Eduardo como Yartey não deram o efeito no jogo que Leonardo Jardim decerto pretendia. Pessoalmente, continuo a não perceber a contratação de Yartey. Se na época passada tinhamos reparado que Yartey é um jogador bastante interessante do ponto de vista técnico mas com enormes doses de individualismo desnecessário e de falta de maturidade não creio que vá acrescentar alguma coisa ao plantel do Beira-Mar nesta fase do campeonato.

O Beira-Mar continua na 10ª posição do campeonato com 25 pontos. Ainda não foi hoje que se atingiu a “barreira psicológica” dos 27 pontos.

Domingo, pelas 16 horas, recebemos o Portimonense no EMA. Para carimbar a manutenção.



Ontem foi eleita a nova direcção do clube. António Regala e seus pares foram a única lista que se submeteu a escrutínio.

Dos 2600 sócios aptos a votar, 286 votaram e 285 legitimaram o novo presidente do Sport Club Beira-Mar. Em jeito de brincadeira, será que o único sócio que não votou a favor de Regala foi o nosso tão conhecido “Cristo Bujardas”?

A direcção toma posse amanhã para o próximo triénio.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

“As bases para um futuro melhor”

O presidente da Comissão Administrativa António Regala é o único candidato às eleições do Sport Clube Beira-Mar, eleições que irão decorrer no próximo sábado.

Ontem, António Regala e a sua equipa de vices (composta por , João Silva, Fernando Vinagre, Anastácio Oliveira, Jaime Machado e Diamantino Nunes) apresentou as bandeiras para o mandato de 3 anos que pretendem cumprir a partir de sábado.

Resumindo, os objectivos passam por:

– A construção de um pavilhão multiusos para o clube – numa altura em que parece irreversível o processo de hasta pública sobre o Pavilhão do Alboi.
– A abertura de uma sede social do clube no centro da cidade.
– A abertura de uma sala de troféus do clube no Estádio Municipal de Aveiro.
– A possibilidade de constituição de uma SAD para o futebol – mesmo depois das tentativas de constituição que foram rejeitadas pelos sócios em outras Assembleias-Gerais.
– A proposta de renovação a Leonardo Jardim depois das eleições.
– A diminuição do passivo do clube que neste momento se cifra perto dos 6 milhões de euros. No entanto, António Regala afirmou à Radio Terranova que a dívida que a Câmara Municipal de Aveiro deve ao clube é superior a 5 milhões de euros.

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

Invasão a Coimbra!


Já se prepara a Invasão a Coimbra para o jogo do próximo domingo. Para além da cartada importante no campeonato, é o clássico da zona centro e nós queremos ganhar!

O preço da deslocação é convidativo, visto que o bilhete para adepto mais barato custa 15 euros.

Académica e Beira-Mar defrontam-se para a 17ª Jornada da Liga com o Beira-Mar à frente na tabela. Os Aveirenses são 8ºs com 23 pontos e os estudantes 12ºs com 19 pontos.

Ontem, o Beira-Mar jogou o jogo da 3ª jornada da Taça da Liga frente ao Nacional por 2-1. Perante uma paupérrima assistência de 200 pessoas, Leonardo Jardim optou por fazer rodar novamente jogadores menos utilizados e por exemplo estrear Élio.

Reforços de inverno é o que parece não faltar ao Beira-Mar. Depois de Élio, o clube assegurou a contratação do defesa-central Ricardo Rocha (ex-Chaves) para o lugar deixado em aberto pela saída de Kanu e assegurou o regresso do médio Ganês Ishmael Yartey até ao final da época. Yartey encontrava-se no Fátima, sendo pouco utilizado. À primeira vista parece ser estranha a contratação de Yartey visto que o Beira-Mar está bem servido de opções para o seu lugar como João Luiz, Alex Maranhão e Sérgio Oliveira. No entanto, tem existidos pequenos problemas com Sérgio Oliveira que indiciam que o médio emprestado pelo Porto poderá rumar até amanhã a outras paragens. Quem está definitivamente de saída é o guarda-redes Esloveno Jan Oblak: a Comissão Administrativa do Beira-Mar chegou a acordo com o Benfica para deixar sair o jogador que segue rumo para Olhão.

A vaga de avançado continua por preencher após a rescisão de contrato de Rui Varela. No entanto, o Jornal Record noticiou hoje a possível chegada de Dudu, avançado de 19 anos do Flamengo.  Pelo que consta, um grupo de empresários Brasileiros e o Sporting chegaram a acordo para enviar o jogador da cantera do Flamengo para uma experiência de 6 meses no Beira-Mar, cabendo opção de compra aos leões caso demonstrem interesse no jogador. Recordo que o Sporting já tem dois jogadores emprestados ao clube, casos do defesa-esquerdo André Marques e do extremoavançado Wilson Eduardo.

Para finalizar, parece existir luz verde para a formação de nova direcção no clube. Resultado da venda de Kanu ao Standard de Liège, a Comissão Administrativa presidida por António Regala apresentou a sua candidatura aos associados tendo em vista as eleições de 19 de Fevereiro.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Kanu no Standard de Liège

É oficial. Tanto o site do Beira-Mar como o site do Standard de Liège oficializaram a contratação de Kanu por parte do emblema Belga.

O Jornal Record online afirma que os Belgas deverão pagar uma verba a rondar os 350 mil euros. À primeira vista parece ser uma péssima venda para o clube. Como se encontrava a ano e meio de findar contrato com o emblema aveirense, isso pode ter pesado nas negociações pelo passe do jogador.  No entanto, o Entre o Nada e o Infinito sabe que nos detalhes do negócios foram incluídas outras verbas por objectivos e a possibilidade do Beira-Mar encaixar outra verba no futuro caso o jogador seja vendido.

Resta-nos então desejar toda a sorte do mundo ao Eduardo Kanu na sua nova aventura e deixar o nosso agradecimento pelo esforço e pela garra com que o jogador nos brindou nos 2 anos e meio que representou a nossa camisola. Até breve Kanu! Eu sei que um dia irás voltar!

Entretanto poderá estar a caminho de Aveiro um novo defesa central. O novo reforço já está escolhido, vem do Brasil e terá mais ou menos as mesmas características de Kanu.

Com a venda do central ao clube Belga, também reacendeu a hipótese da Comissão Administrativa presidida por António Regala oficializar a apresentação de uma lista com vista à formação de uma nova direcção nas eleições do clube que já estão marcadas para 19 de Fevereiro.

O plantel profissional continua a trabalhar com vista ao jogo de amanhã para a Taça da Liga frente ao Nacional. Eliminados da Taça da Liga, o jogo contra os madeirenses deverá servir para o técnico Leonardo Jardim continuar a rodar o plantel e dar mais minutos nas pernas aos habituais suplentes.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , ,

Beira-Mar tem contas aprovadas

Créditos da Foto: Blog Bancada Norte

Conforme nos é descrito pelo Nuno Quintaneiro Martins do Blog Bancada Norte, as contas relativas ao exercício da Direcção de Mário Costa e das comissões administrativas de António Regala, relativas à época 20092010, foram aprovadas com duas abstenções apenas.

Na sequência da Assembleia-Geral do clube realizada a 17 de Dezembro, os dirigentes do clube apresentaram um resultado líquido de 182,626,73 euros. Quanto às contas do clube, foram autorizadas por unanimidade dos sócios presentes a possibilidade da Comissão Administrativa que gere o clube a possibilidade de realizar operações de crédito até ao montante máximo de 200 mil euros, conforme o ponto colocado na ordem de trabalhos da AG pela própria Comissão Administrativa.

De realçar também foi o facto de terem sido declarados nas contas os prémios de subida de divisão pagos aos atletas, no total de 462 mil euros.

No plano desportivo, a equipa profissional de futebol e os Ultra Auri-Negros já preparam a deslocação a Barcelos no domingo para a 1ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

O primeiro jogo do ano civil é contra o Gil Vicente, esperando que a primeira jornada seja de vitória para os Aveirenses. Inseridos num grupo com Porto, Nacional e Gil Vicente, esperamos que o Beira-Mar possa levar de vencidos todos os adversários de modo a poder passar para as meias-finais da prova e continuar a escrever uma página bonita na história do clube. Só o primeiro lugar dá acesso às meias-finais.

Leonardo Jardim viu esta semana o seu plantel reduzido por força do empréstimo do ala Pedro Araújo, precisamente ao Gil Vicente.

A Comunicação Social também tem especulado nestes dias sobre o futuro do defesa Kanu, do médio Djamal e do extremo Wilson Eduardo. Segundo o Jornal A Bola, os dois primeiros tem clubes interessados na sua contratação. Perante as dificuldades que o clube passa, a venda de um dos jogadores ou dos dois poderá ser uma possibilidade. Já sobre Wilson Eduardo, especula-se que o Sporting estará disposto em fazer retornar o extremo emprestado ao Beira-Mar a Alvalade.

Caso se venham a efectuar saídas no plantel, poderão chegar novos jogadores a Aveiro para reforçar as posições dos três atletas.

Os UAN já revelaram no seu blog oficial que a deslocação a Barcelos custará 15 euros (com bilhete incluído). A saída está prevista para as 13 horas do dia 2.

A Comissão Administrativa também já prepara as comemorações do 89º aniversário do clube. Conforme o que está enunciado neste cartaz.

No entanto, a direcção do clube pediu a todos os associados e simpatizantes do clube, que possam sugerir nomes do passado do Beira-Mar (antigos jogadores, treinadores ou dirigentes) para alvo de homenagem das comemorações dos 89 anos da Instituição. As sugestões poderão ser deixadas para este email: relacoes.publicas@beiramar.pt

Pessoalmente, enviei 3 sugestões de antigos jogadores: Abdel Ghany, Fary e Jerome Palatsi. Pela enorme dedicação enquanto profissionais do clube.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Demente!

É a única palavra que posso chamar a Jacinto Silva, presidente da Casa do Benfica de Aveiro.

O respectivo senhor, natural de Aveiro esquece-se que antes da simpatia pelo Benfica, pelo Sporting, pelo Porto ou por qualquer outro clube, existem valores que merecem respeito – um deles, obviamente, é nutrir algum carinho pela cidade que se é natural e pelo clube da sua cidade.

É certo que o Beira-Mar passa um aperto financeiro dos diabos. O clube necessita até ao final do ano de pagar uma prestação aos credores no valor de 400 mil euros, que depende em muito da receita de bilheteira do jogo de amanhã frente ao Benfica.

Respondendo ao apelo do presidente da Comissão Administrativa do Beira-Mar António Regala para que as pessoas compareçam amanhã no Estádio, Jacinto Silva afirmou publicamente para que os Benfiquistas de Aveiro não vão ao estádio, conforme o boicote de adeptos do Benfica que foi preconizado há umas semanas por Luis Filipe Vieira.

É nestas alturas quem se vêem os traídores. Jacinto Silva é um deles. Trair um sentimento de naturalidade em prol de um clube de futebol que nunca lhe deu de comer é a atitude desprezível.

” Não vou ao jogo. Estamos solidários com os órgãos sociais do Benfica, mas este é um clube democrático e o Benfica não proíbe ninguém de ir ao estádio. Apenas aconselhou. As casas do Benfica da Beira Litoral, que vão de Tomar a São João da Madeira, tiveram uma reunião em Coimbra e decidiram estar solidárias com esta medida(…) É inadmissível o que se passa no futebol. Dá dois anos jurei não ir mais ver jogos fora. Paguei 30 euros por um bilhete no Estádio do Mar, fiquei atrás de uma baliza, à chuva e sem quaisquer condições. Não vamos ajudar as equipas adversárias para depois sermos insultados constantemente. Aqui há uns tempo era só em alguns estádios, agora é em quase todos.”

Primeiro, não se trata de ajudar um clube qualquer, mas sim o clube da sua cidade.

Segundo, se Vieira o mandasse atirar a um poço, Jacinto Silva nesta óptica seria o primeiro a atirar-se.

Terceiro. Se no Estádio do Mar pagou 30 euros para estar à chuva e ser insultado, no Estádio Municipal de Aveiro paga 15 euros para estar numa bancada coberta e num ambiente de puro civismo.

Pelas declarações em causa, não posso passar ao lado da controversia e declarar a minha indignação.

Com as etiquetas , , , , , , ,

Domingo há Taça!

Domingo há Taça em Aveiro! Pelas 15 horas o nosso Beira-Mar recebe o eterno rival da Briosa no Estádio Municipal de Aveiro, a contar para a 4ª eliminatória da Taça.

Como é uso deste blog, pede-se a todos os associados e simpatizantes do Beira que compareçam em peso para uma eliminatória, onde para além do facto de ser contra a Académica está em jogo a permanência numa prova em que o Beira tem aspirações a ir longe.

Ontem, para a 2ª eliminatória da Taça da Liga, o Beira-Mar recebeu e bateu o Fátima da 2ª Liga por 4-1. Depois de entrar a perder na partida, o Beira deu a volta no 2º tempo com dois golos de Artur (entrou ao intervalo para facturar 2 golos nos 10 minutos seguintes) Renan Garcia e Rui Varela. Assim, o clube de Aveiro passou à fase de grupos da Taça Bwin, onde decerto jogará contra um grande do futebol Português. Falta saber qual dos grandes e qual o calendário, torcendo para que seja visitado por Benfica, Sporting ou Porto.

Noutro prisma, tem saído notícias sobre o clube que não tem sido do agrado de todos os Beiramaristas. A direcção agora liderada por António Regala anunciou que o jogo da Liga contra o Benfica (a realizar a 28 deste mês) poderá não se realizar devido ao facto do clube ainda ter as contas penhoradas… Para além do facto de ter as receitas de bilheteira canceladas até ao final da época desportiva.

O dirigente foi mais longe e avisou que o “clube está a morrer”. O clube corre a iminência de fechar portas.

Regala, afirmou que o clube tem 1 mês de salários em atraso e algumas dívidas à segurança social, para além do que já é conhecido em relação a passivo como os 3 milhões de dívidas a investidores do passado do clube como Artur Filipe, José Cachide ou os Espanhóis da Inverfútbol.

Regala foi mais longe ao afirmar ao Jornal Record e à Rádio Renascença que “Apesar do excelente trabalho desportivo, o clube está à beira de morrer por força de gestões mal feitas(…) O Beira-Mar tem as receitas arrestadas e penhoradas pelos ex-dirigentes até ao final da época e, neste momento, está em causa a organização do jogo com o Benfica, que nos irá custar cerca de 40 mil euros. Os jogos da Liga têm encargos financeiros elevados e passar a pagar para jogar é uma situação insustentável(…)”

Ao nível directivo, Regala promete trabalhar até novas eleições. A data das mesmass é indefinida após a saída de Mário Costa no início do mês: “Esta direção prometeu gerir o Beira-Mar até às próximas eleições e não queremos atirar a toalha ao chão, mas não há paciência, disponibilidade e pré-disposição psicológica para continuar”.

Por isso é preciso que todos os Beiramaristas compareçam no Domingo e deixem-se de andar a pedir bilhetes a uns e a outros para ir às borlas ao jogo. O clube não está em condições de oferecer nada a pessoas que só querem ir lá de vez em quando à borla.
É preciso ajudar o clube, acarinhar os jogadores que estão a dar tudo de si numa altura má e mostrar que estamos vivos!

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,