Tag Archives: Aníbal Cavaco Silva

Provedor do povo

Bem que podiam fazer um meme com uma fotografia do Cavaco e uma legenda a dizer: “Provedor do povo/Come Caviar”

 

 

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , ,

Em Viana do Castelo

400 postos de trabalhos suspensos nos Estaleiros Navais. 400 postos de trabalho suspensos, mais 400 famílias em desespero nos tempos futuros, mais 400 famílias em dificuldades financeiras.

Concordo com as palavras proferidas por Carvalho da Silva hoje em Viana do Castelo. 

O Governo pretende criar mais postos de emprego. Podem começar por resolver esta questão.

E o Presidente da República, armado ao pingarelho,  qual paladino-princípe D. Henrique fala fala fala da importância do Mar para a economia nacional e ainda não foi capaz de se pronunciar sobre este autêntico flagelo que se abate entre os trabalhadores do Estaleiro Naval de Viana do Castelo.

Cavaco Silva deve definitivamente deixar-se de proferir discursos ao belo estilo Salazarista e consequentemente deixar de  recomendar mais sacrifícios ao povo. Sacríficios, anda o povo português a fazer na última década. E não se avizinham melhorias. O povo quer emprego, o povo quer melhorias de vida, o povo está-se nas tintas para as dívidas que são acumuladas pelos governantes centrais e locais e pelos gestores públicos. O povo está-se a borrifar para os erros na gestão dos bancos privados. O povo quer um bom sistema de saúde, um bom sistema de ensino, qualificação profissional, pleno emprego, aumentos salariais, o direito a um sistema de segurança social que lhe garanta uma reforma que lhe permita ter um nível aceitável de vida de acordo com o princípio da dignidade humana e protecção em caso de invalidez ou infortúnio.

Cavaco deve ser mais poupado nas palavras.

Melhor, por vezes mais vale estar calado. Porque por vezes, já diz o ditado que “pela boca morre o peixe”.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

Levem-nos todos daqui para fora…

Eduardo Catroga e o PSD utilizaram o correio para pedir dados sobre o país ao Governo Socialista.

A demora na resposta por parte do Ministro Pedro Silva Pereira está a a atrasar a elaboração do programa eleitoral do Partido Social-Democrata. Este atraso revela um de três vias: ou o Governo Socialista está a tentar esconder ao máximo determinados dados negativos que são do conhecimento de todos, ou o Governo Socialista está a tentar retardar a desde já difícil elaboração do programa eleitoral de um partido que ainda não sabe bem qual será o seu programa eleitoral, ou os carteiros dos CTT merecem ser despedidos e sobreviver com o subsídio de desemprego, que segundo palavras do líder do PSD mais justo (de acordo com as propostas do grupo Mais Sociedade) e segundo o líder do PS poderá ser discutido com vista ao mesmo efeito justiça.

Eduardo Catroga, fez questão de revelar publicamente uma opinião em que afirmava que José Sócrates “deveria ser julgado pelo povo e depois julgado em tribunal”. O antigo ministro socialista Capoulas dos Santos respondeu de imediato, trocando o mesmo tipo de afirmação para o antigo ministro de Aníbal Cavaco Silva.

Já que o povo português, apartir do abuso da sua opção de voto nos partidos do bloco central é incapaz de mudar as suas mentalidades e dar uma oportunidade aos partidos que nunca governaram neste país, é caso para dizer que todos aqueles que directamente ou indirectamente estiveram por detrás das sucessivas políticas que criaram consequências negativas a este país deveriam ser levados a tribunal. Catroga incluído.

Noutro prisma, gosto de saborear a opinião que os partidos do centro têm em relação aos partidos da esquerda com assento parlamentar. A dissidência destes no que toca às soluções que foram tomadas em relação ao país (falo da consonância no pedido de ajuda externa) é vista pelos partidos do bloco central como o alheamento de um problema que afecta ao país em prol de interesses partidários próprios que não visam em nada resolver os problemas do país. Tal cenário é como tal dotado de uma inverosímilidade argumentativa gritante. É pena constatar que os partidos do centro nos últimos meses não têm feito mais do que entrar em trocas de palavras inúteis que também não visam atenuar os efeitos visíveis da fossa em que o país se meteu, mas sim (porque estamos perto de mais umas eleições legislativas) servir interesses próprios com vista à caça ao voto dos eleitores portugueses.

Perante tais constatações só me apetece dizer: levem estes gajos todos daqui para fora. Portugal e o povo português agradecem.

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Diálogos da hipocrisia

Veio-me à cabeça um momento marcante da campanha eleitoral de Cavaco Silva.

(gostaria que alguém que me arranjasse essas imagens)

Numa cidade do Norte (creio que foi Viana do Castelo) uma idosa aproximou-se do também idoso Cavaco Silva. Prostrou-se diante do presidente e humildemente suplicou a sua ajuda:

– Ó Sr. Dr. eu sou reformada, recebo 250 euros e mal dinheiro tenho para comer e para os meus medicamentos.
Cavaco “oportunamente respondeu” virando-se para a sua esposa: – Veja, está aqui a minha senhora. Foi professora durante 40 anos. Tem uma reforma de 800 euros e sou eu que tenho de trabalhar para a sustentar. – disse.

A mulher olhava atónita.

Cavaco prosseguiu: “Não esteja à espera que seja o Estado a resolver todos os seus problemas. Peça ajuda a instituições…”

E com isto, Cavaco disse tudo sobre a sua postura em política e do papel que o estado deve desempenhar de acordo com a sua crença ideológica.

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,