Tag Archives: All-Star Game 2012

reservas do all-star game 2012

Love, Nowitzsky, Aldridge, Nash, Westbrook, Parker, Marc Gasol – Oeste

Juntam-se a Griffin, Durant, Bryant, Bynum e Paul.

Bosh, Deron Williams, Hibbert, Johnson, Deng, Pierce e Iguodala – Este

Juntam-se a Rose, Carmelo Anthony, Wade, James e Howard

Se clicarem aqui, onde abordo pela primeira vez este all-star game, nos palpites indiquei como suplentes do Oeste  Raymond Felton e Rudy Gay e como tal falhei na previsão, acertando todavia os outros 5 e no Este, falhei Rajon Rondo e Amare Stoudamire.

Creio que perante o que Gay e Rondo tem feito nesta época, é um erro crasso dos treinadores não levarem estes dois nomes.

Gay, apesar da época muitos furos abaixo do esperado de Memphis, alinhou em 26 jogos, perfazendo uma média pontual de 18.7 e 6.7 ressaltos por jogo. No entanto é um shooter explosivo e acaba por ser a “alma-mater” da equipa de Memphis.

A escolha de Tony Parker prende-se pelo facto do jogador estar em re-ascensão na Liga. 18.9 pontos de média e 7.7 assistências, exibições muito consistentes que tem carregado os Spurs na intermitência de Duncan e na ausência de Ginobili.

No Este, saúdo a chamada pela primeira vez para o evento de Luol Deng. Bem o merece pois está a fazer a época mais expressiva em Chicago. Uma máquina de pontos e ressaltos. Deng não é e nunca será a principal vedeta de Chicago. É o Pippen dos tempos modernos. Mas na falta de Rose em campo, é a ele que os colegas passam a bola e quase sempre com exito Deng assume certeiramente a liderança. No entanto, complementando D-Rose, Deng não poderia ser melhor colega. Agora, não tenho apenas um motivo para ver o All-Star Game mas sim dois!

A não-escolha de Rondo para este All-Star é na minha opinião escandalosa. Se Boston tem feito (miserável é certo) o que fez esta época (se Rondo estivesse ausente, Boston a esta altura estaria longe dos lugares de playoffs) deve-o a Rondo. É o showman de Boston perante um Paul Pierce que infelizmente tem dias e perante a “ausência” de Garnett e Allen, cuja psique ainda está sã para definir objectivos de vitória mas cujo físico (pelo avanço da idade e pelo ritmo diabólico da NBA\desgaste de épocas de altíssimo rendimento) já não responde mais à exigência da própria prova.

A escolha de Pierce aceita-se, apenas tendo como base o facto de Pierce ter sido um dos melhores jogadores da década. É all-star garantido, there´s no doubt about it.

Amare Stoudamire – Perante Bosh é difícil assumir que Stoudamire entrava nesta lista. Para mim entrava por troca de Hibbert visto que não sou muito apreciador do poste de Indiana. Mais facilmente iria buscar Greg Munroe a Detroit. Amare está a subir de rendimento e tal e qual como Pierce é um all-star nato. Erro de julgamento creio.

Gasol – Não está. E perdoem-me os lakerianos; não está e muito bem. Está a anos luz do Gasol de outros tempos, precisa de mudar de ares e a sua dinastia é representada pelo irmão que é uma fera jeitosa!

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,