sócrates (III)

aquela ideia tosca de que foi a crise responsável de tudo quando toda a gente sabe que os nossos problemas estruturais (défice das contas públicas, dívida externa; adequação da nossa economia e do nosso grau de endividamento face à entrada na moeda única) já nos estavam a ser avisados há mais de uma década.

Com as etiquetas , , , ,

Sócrates (II)

“a minha participação na RTP é uma participação pró-bono” – já bastaram as luvas do Freeport e do Godinho da sucata.

Com as etiquetas , , ,

estamos na páscoa e tal

mas deixem lá o Papa Chico trabalhar em paz, sem câmaras à volta. aquelas declarações papais preocupadas com a guerra e com a pobreza começam a soar a pechisbeque comprado no ouro cash. e olhem que em coisas de ouro e prata, o vaticano é líder mundial. é coisa que começa a não interessar nem ao menino jesus.

Com as etiquetas , , ,

às vezes pareço bruxo

escrevi aqui a 4 de Março de 2012, propósito dos planos de Putin para a Rússia Moderna, em estricta colaboração com os países da BRIC: “Com Putin, apoiado pelo sucesso económico desta década dos BRIC, assistimos à tentativa (que decerto será concretizada) de reactivar um estado neoeslavo, apoiado pela tentativa de crescimento hegemónico na região, tanto a nível económico como geopolítico. Para isso Putin, apontou como bandeiras o apoio incondicional aos planos da BRIC, a monitorização dos planos nucleares do Irão, a tentativa de conquista da região através de acordos comerciais (como é o caso da Síria) e da hostilidade a antigas repúblicas (Geórgia; Ucrânia) em determinados casos desta década, a partir de um crescente rearmamento e a partir da  tentativa de com os países da BRIC instaurar um novo mercado de transacção de petroleo com sede em Moscovo.”

A fundação de um banco comum pelos países da BRIC (Brasil, Rússia, India e China) mais propriamente um banco de desenvolvimento que irá estabelecer uma actuação paralela às Instituições de Bretton woods e que irá resolver com problemas de liquidez no sistema financeiro mundial, segundo nota própria hoje apresentada pelos 4 líderes de estado envolvidos. Numa altura em que se discute novamente o falhanço das políticas macroeconomicas aplicadas pelo Banco Mundial e pelo Fundo Monetário, não considero que seja uma “invenção” virgem. É efectivamente mais um passo para que estes 4 países tomem de assalto a hegemonia Norte-Americana no presente, mais um passo da falsa política multilateral de cooperação da República Popular da China tendo como principais clientes os países de 3º mundo e os países periféricos da União Europeia e acredito que o próximo passo será estabelecer o tal mercado internacional de transacção de petróleo. A ver vamos…

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

croquette´s

roquette

it´s over. c´est fini. finito. fim. einde. fund. ende. son. amaieran. kpan. fen. kraj. koniec. konec. final. fino. lopp. paa. diweed. vég. akhir. deireadh. finis. beigas. pabaiga. capat. misho. slut. katapusan.

Com as etiquetas , , , ,

sócrates (I)

Sic Notícias – 19.25 – Nos estúdios da RTP, a jornalista entrevista o presidente da JSD e o creonte, com um discurso encomendado pelas damas ofendidas lá de São Bento,  apelida José Sócrates o campeão da dívida. Rapidamente, a jornalista deixa Hugo Soares a pregar aos peixes e o camaraman muda a lente para um grupo de senhoras que empunha rosas na recepção a José Sócrates à frente da entrada dos estúdos. Tudo isto é divino, purgante, uma coisa maluca, um cheiro de República Centro-Africana no reino da Étiopia. Isto é que é ser líder. O querido líder vai chegar e vai ver um grupo de senhoras de meia-idade de rosas em punho para a sua gloriosa recepção. E o presidente da JSD a falar pró prego. Líder que é líder tem que ser recebido com apoteose, com um fleurma caudilhista que faz deste nosso Portugal uma Bolívia plantada numa verruga de cú da europa. Isto é de um povo que nunca dorme. Isto é de um povo que também nunca acorda. Divino, divino, divino…

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

estou em pulgas

o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. estou maluco. eu e meio país. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. estou maluco. eu e meio país. até o relvas está maluco. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h. o querido líder voltou e vai falar à RTP às 21h.

Com as etiquetas , , , , , ,

NBA 2012\2013 #52 – outras merdas incríveis

créditos: Paulo Ferreira

Grande jogo de John wall, o #1 do draft de 2010. Já tinha escrito aqui várias vezes que os wizards melhoraram e muito a sua prestação com o regresso de lesão do seu basket. A lesão fez muito bem ao jogador. wall está claramente mais maduro e só não faz mais porque a equipa da capital não tem matéria-prima suficiente para arriscar voos maiores. Nota-se o trabalho do staff da equipa de washington no lançamento do jogador, principalmente no tiro de longa distância. Nunca vi o jogador a lançar tanto, com tanta eficácia e de tão longe. Na madrugada de ontem, isso resultou num career-high de 48 pontos acompanhados de 8 assistências e 7 ressaltos contra os Memphis Grizzlies.

Com as etiquetas , , , , ,

serei o único a achar esta merda incrível?

Ronda final do Arnold Palmer´s Invitational. O espanhol Sérgio Garcia espeta a bola numa árvore e para não levar uma pancada de penalização trepa a árvore e consegue o put para o green.

Com as etiquetas , , ,

soberania

defender a nossa. gaspar. lembrou-se. em washington.

república das bananas

esta nomeação governamental do espião é a sério ou é a brincar? como é que é possível que o primeiro-ministro deste país integre nos quadros do estado português um profissional que saiu de uma agência tão importante para os interesses do estado português como o SIED para uma empresa privada (Ongoing) com informação detalhada das vidas e vivências de mais de 4 mil cidadãos destes país, para, num segundo acto passar essa mesma database a um ministro de nome Miguel Relvas para fins de controlo social dos 4 mil visados? juro que é por este tipo de actos que censuro com um certo asco os comportamentos deste governo. o crime compensa e o favor que Relvas devia a Jorge da Silva Carvalho será pago agora com um lugar na Presidência do Conselho de Ministros. pior que isso é o facto de crimes como os que cometeu Jorge da Silva Carvalho contra a República Portuguesa continuem a passar incólumes neste miserável estado que se apelida de direito.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

europeíces (toscas)

adoro quando o Eurogrupo vem afirmar que o “modelo de resgate” que está a ser alinhavado em Chipre (agora trata-se de uma sobretaxa de 30% sobre todos os depósitos acima de 100 mil euros nos dois maiores bancos da ilha; se bem que ainda não é liquído e parlamentariamente aceite esta medida) pode ser um modelo a adoptar noutros resgates de países europeus que possam ter que recorrer no futuro a esse tipo de mecanismos.

tiro várias ilações:

1. esta medida continua a ser um roubo perpetrado a quem amealhou durante toda a vida para agora ter que desembolsar para disfarçar as falhas resultantes da má gestão do erário público cipriota por parte de vários governos. apesar de ir buscar a quem mais tem, não deixa de ser um roubo descarado e não legitimado pela lei cipriota e pelos tratados das comunidades\união.

2. a medida ainda não passou no parlamento cipriota mas os loucos de bruxelas já falam do modelo como um modelo de futuro. ou seja, como um modelo que irá aumentar nos restantes países europeus uma certa desconfiança em relação aos depósitos bancários. caso a medida vá avante, estou a ver uma corrida massiva aos bancos em toda a europa e claro está, com a corrida massiva aos depósitos bancários por parte de cidadãos europeus vem aquela parte chata em que a banca europeia se irá unir para arrasar com as instituições europeias.

3. se adaptarmos hipoteticamente esta medida à nossa realidade, só irá fazer com que as grandes fortunas deste país desloquem mais fundos da sua riqueza pessoal para  países seguros e com uma carga tributária baixa em relação às mais-valias como a Holanda e o Luxemburgo visto que a Bélgica anunciou pela primeira vez esta semana medidas de austeridade.

Com as etiquetas , , , , , ,

post #3000

coisas da minha adolescência, re-aproveitadas com o delicioso costume do trocadilho fácil para comemorar o festivo post 3000 deste humilde blog. o primeiro que descobrir o porquê deste post e o trocadilho substanciado no mesmo, tem direito a um café pago pela minha pessoa, a dois dedos de conversa e a fazer-me duas perguntas a seu belo prazer.

post #2999

estou tão feliz. o hugo almeida acertou com a portinhola. deve-se considerar o feito mais interessante em portugal desde a venda do Pinto & Sotto Mayor por Champalimaud ao falido Banesto.

Com as etiquetas , , , , , ,

Fokobo!

o golo que está a correr meia europa. ainda bem que o Norwich não viu este jogo. quem diz o Norwich diz outro qualquer clube que tenha meia dúzia de patacas para contratar um jogador do sporting. se o tivessem visto, com Godinho a vender ao desbarato de forma ilegítima enquanto presidente demissionário, meia dúzia de merréis e lá ia a nossa jóia africana.

Com as etiquetas , , , , , , ,

só um à parte

O choradinho de Gaspar na conferência de imprensa da 7ª avaliação da troika ao cumprimento do memorando de entendimento celebrado com o governo fez todo o sentido. o trauma, o choque, a fatalidade do desemprego jovem começou logo a ser corrigida pelos seus colegas de governo. Cristas nomeou colegas de faculdade para o seu ministério sem passar por concurso público. O secretário de estado moedas nomeou dois recém licenciados para executar trabalhos “técnicos” no acompanhamento do memorando. “Dois jovens altamente qualificados” e com um percurso académico de excelência. 15 e 16 de média final de curso na Licenciatura em Economia, com estágios não-remunerados em departamentos ministeriais. Ora bem, se premiar a excelência académica é contratar gente que acaba cursos com 15 e 16, não consigo descortinar o que é excelência deste país e penso que estas duas contratações podem-se considerar gravosas no sentido em que estas duas aves raras (uma delas vinda da blosgosfera onde blogava com Paulo Rangel e da JSD) vão trabalhar no assunto mais importante que o estado português tem neste momento em carteira sem qualquer tipo de experiência profissional para o cargo. Sabendo que um deles foi blogger, se a função de blogger dá emprego numa secretaria de estado, vou tratar de enviar o meu curriculo para todos os ministérios e secretarias de estado deste governo para ver se me dão um com um vencimento bruto de 995 euros. Vinha mesmo a calhar.

Com as etiquetas , , , , , ,

o “lapso” de Hamilton

Longe vão os tempos em que a McLaren e a Mercedes constituíam uma equipa oficial de f1. Apesar da McLaren (conduzida este ano pelo antigo campeão do mundo Jenson Button e pelo estonteante Sérgio Perez) ter motor Mercedes, a Mercedes constituiu-se como uma equipa e contratou Lewis Hamilton. O piloto Britânico ainda não se habituou à mudança de equipa e ontem, no Grande Prémio da Malásia, parou na box da sua antiga equipa em vez de parar na correspondente à sua nova equipa.

Todavia não foi dos maiores erros da prova de Sepang. Alonso tentou passar webber à 2ª volta e acabou a varrer a escapatória e à 7ª volta, os dois carros da modesta Force India (Adrian Sutil e Paul Di Resta) entraram em conjunto na box devido a um problema de uma porca na roda que de resto iria obrigar a equipa a retirar os dois pilotos da corrida.

No final da prova, polémica na Red Bull. A relação entre Mark webber e Sebastien Vettel não chegaram bem (segundo rumores) à Malásia e depois do Grande Prémio do país asiático pioraram. O australiano dominava a prova e era seguido pelo seu colega de equipa. Perante ordens da equipa que iam no sentido do australiano vencer a prova sem desgastar o jogo de pneus que estava a utilizar por via de uma diminuição do ritmo, o Alemão não se fez rogado e ultrapassou o seu colega de equipa. O Australiano queixou-se do comportamento do campeão mundial em título, afirmando que a equipa dá “protecção” a todas as atitudes de Vettel, numa situação em que o team radio da equipa aqui captado verifica as ordens da equipa. (como é bom haver o youtube para verificar destas coisas).

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

tristeza. meninos

Afinal de contas, a surpresa para o dia do estudante era este miserável documento de word (não lhe chamo texto sequer, muito menos comunicado, porque um comunicado deve ser agressivo e deve conter soluções que consigam penetrar a outrém uma mensagem que seja capaz de granjear abertura para a resolução de problemas) que não relata nada do que nós saibamos há bastante tempo, não ressalva nenhuma medida que possa servir de solução para os problemas da academia nem indica qualquer estratégia para o futuro.

A AAC, na sua nova área política, coordenada por uma pessoa (Leila Campos; sou frontal, directo, duro e pragmático) cuja inteligência, competência ou mérito não lhe reconheço para tais funções, e a paupérrima entrevista por si concedida para a última edição do Jornal A Cabra assim o manifesta, em que esta pseudo-dirigente de gabinete não só não apresenta uma única frase onde se possa sondar (nem nas entrelinhas) aquilo que pode ser feito por esta DG como afirma “querer criar posições consensuais dentro da Academia” (como aprovar moções sem as cumprir, o que é uma grave violação aos estatutos e aos princípios que sempre nortearam o funcionamento da instituição; quanto a esse ponto, melhor dizendo, quanto à minha moção, apresentada e aprovada a 12 de Março em AM, ainda não foi enviado o convite ao Ministro que estava inscrito no seu conteúdo e isso já motivou uma queixa minha a um membro da AM e nos próximos dias irá resultar em 3 queixas no fiscal contra DG, Ricardo Morgado e Leila Campos; porque se quiserem gozar vão gozar com os vossos avós) quando de facto está a recusar a participação da instituição em verdadeiras acções reivindicativas (essas sim, verdadeiras acções reivindicativas duras e sérias) para um dia tão importante e tão simbólico como o dia do estudante, para depois apresentar esta merda escrita em word que foi claramente escrita em cima do joelho de alguém. E eu sei de quem foi. Os responsáveis por este texto são Ricardo Morgado e Leila Campos. Ambos militantes da Juventude Social Democrata. São responsáveis pelo silêncio da AAC quanto a um texto que não tem origem cá mas numa cabeça pensante da Federação Académica do Porto com o silêncio destes seus dois amiguinhos de Coimbra. Porque duvido que a Mariana da Acção Social, pelo que conheço dela e pelo que já falamos sobre a AAC, deixasse uma coisa tão merdosa passar para o público.

Neste documento de word que não é digno da nossa realidade, há duas ressalvas às quais pretendo mexer:

a 1ª quando se lê: “uma comparticipação dos estudantes sob a forma de propina, consignada à melhoria da qualidade e à ação social, e a simultânea responsabilidade do Estado em garantir efetivamente que nenhum estudante é excluído do sistema de ensino superior pormotivos de carência económica!” – subentendo então que a actual DG\AAC, ao contrário do que prevê a CRP é a favor do pagamento de propinas e chama a 1000 euros “comparticipação” por um ensino de qualidade que a CRP obriga a ser tendencialmente gratuito. Se as propinas cobradas pela UC aos seus alunos tem um valor superior a 2 salários mínimos, não é uma comparticipação (é um encargo pesado para muitas famílias) e muito menos é o pagamento simbólico de um ensino “tendencialmente gratuito”.

a 2ª quando se lê: “É que, apesar de estarmos em “férias escolares”, as dificuldades não tiram férias!” – esta DG não está em férias escolares pelo que depreendo deste texto. está em férias desde que tomou posse!

Eu não gosto de criticar por criticar. Apresento soluções.Apresento acções de reivindicação a sério:

1. A minha moção no dia 17 de Abril como propus em Assembleia Magna.

2. Uma manifestação da Academia onde se convidem alunos, docentes, investigadores da UC a desfilar da Via Latina até à Ponta de Santa Clara (passando pela rua Oliveira Matos onde estão situados os SASUC) para protestar contra os cortes impostos no financiamento da Universidade de Coimbra, contra os cortes na Acção Social directa e indirecta e contra o regulamento de atribuição de bolsas de estudo no ensino superior, disponibilizando para o efeito uma informação detalhada sobre os graves entraves enunciados no dito regulamento que estão a fazer com que milhares de estudantes com um considerável grau de carência económica não possam continuar os seus estudos no ensino superior.

3. Reuniões urgentes em Coimbra ou em Lisboa com o Ministro da Educação\Secretário de estado do ensino superior\Primeiro-Ministro\Presidente da República para dizer “basta” e para dizer que os estudantes da Academia de Coimbra irão tomar medidas concretas para reivindicar os seus direitos.

4. O decreto de um luto académico pela actual situação da Academia de Coimbra.

5. Uma paralização grevista da Universidade de Coimbra por vários dias, convidando os docentes da Universidade de Coimbra a discutir o ensino superior e a situação do país com os alunos à porta das faculdades.

6. A criação de um fundo solidário para situações de emergência social para usufruto de estudantes carênciados excluídos do sistema de acção social escolar com a sua base constitutiva assente no valor que for cobrado à nova concessão dos bares da AAC e dos restantes estabelecimentos comerciais instalados no edifício da instituição.

Apresento estas 5 vias de reivindicação e a solução que vejo possível para ajudar a dirimir um dos problemas que nos aflige aqui. Não apresento na Direcção-Geral porque não confio na sua estrutura e tão pouco em alguns dos seus dirigentes. Não confio numa Direcção-Geral que não é capaz de fazer uma ruptura com as decisões tomadas em ENDA. Não confio numa Direcção-Geral da AAC que anda a reboque daquilo que a FAP acha que deve ser feito. Num confio numa DG\AAC que baixa constantemente as saias aos dirigentes da FAP em ENDA. Não confio em pessoas sem ideias, sem noção da realidade daqueles que representam e sem um mecanismo de acção para a resolução dos seus problemas.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

consequências

Bruno de Carvalho ganhou. Segunda não entra sozinho pela mítica 10A. Com ele entra também o BES, mais propriamente José Maria Ricciardi, para reaver o que de Ricardo Salgado é.

Com as etiquetas , , , , ,

entre o ser e o achar

o eduardo barroso acha que fez um bom trabalho enquanto presidente da mesa de AG do Sporting. eu também acho que ele está bem de bata branca a cortar fígados no hospital em vez de ir à televisão disfarçar que nada sabe como se gere um clube de futebol. espero que o Bruno de Carvalho o meta na linha e faça aquilo que muitos sportinguistas pensam e desejam: o eduardo barroso fora do sporting de vez em qualquer uma das vertentes: dirigente, comentador, opinador, bufo, destabilizador…

Com as etiquetas , ,