Category Archives: Sondagens

prova dos 9

P.S: Peço que a esta sondagem só respondam pessoas que exerçam uma profissão remunerada contratualizada.

Anúncios
Com as etiquetas ,

Miguel Relvas tem estado desaparecido…

Com as etiquetas , ,

Sondagem #10

À pergunta: Quem irá vencer a Liga Portuguesa 20112012? apurou-se um total de 119 votos. Eis os resultados da sondagem promovida neste blog:

1º Nacional da Madeira — 29 votos — 24,37%
2º FC Porto — 21 votos — 17,65%
3º Benfica — 20 votos — 16,81%
4º Sporting — 14 votos — 11,76%
5º Académica — 12 votos — 10,08%
6º Beira-Mar — 5 votos — 4,2%
7º Feirense — 4 votos — 3,36%
8º Rio Ave — 3 votos — 2,52%
9º Vitória de Guimarães — 2 votos — 1,68%
10º Gil Vicente — 2 votos — 1,68%
11º Paços de Ferreira — 2 votos — 1,68%
12º Marítimo — 1 voto — 0,84%
13º Vitória de Setúbal – 1 voto – 0,84%
14º Sporting de Braga — 1 voto – 0,84%
15º Olhanense — 1 voto — 0,84%
16º União de Leiria — 1 voto — 0,84%

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sondagem #9

Nota prévia:

– Esta sondagem realizou-se no Entre o Nada e o Infinito durante todo o mês de Julho e nestes primeiros 9 dias de Agosto, permitindo o sistema de 1 voto por utilizador e de 1 apenas escolha única.

– A Sondagem não se destinou exclusivamente a sócios efectivos da Associação Académica de Coimbraestudantes da UC, tendo por conseguinte um carácter meramente indicativo de 111 opiniões de resposta simples acerca da pergunta formulada e das respostas-tipo concedidas.

– Da minha parte não haverão conclusões aos resultados desta sondagem, cabendo a cada leitor tirar as suas ilações.

-De modo a não ser desleal com os actuais elementos da Direcção-Geral e com o seu trabalho neste mandato (ainda restam 5 meses) decidi que no final do mandato desta Direcção-Geral, darei lugar a uma nova sondagem para avaliar a opinião sobre o trabalho desenvolvido pela mesma ao longo de todo o mandato e comparar o grau de evolução desse trabalho entre a vox populi.

À pergunta: Qual à avaliação sobre o trabalho da DG (Direcção-Geral da AAC) 2011? obtive o seguinte resultado num total de 111 votos:

Muito Mau – 43 votos (38.74%)

Razoável – 19 votos (17,12%)

Muito Bom – 18 votos (16.22%)

Mau – 18 votos (16.22%)

Bom – 8 votos (7.21%)

Desconheço – 5 votos (4.5%)

Com as etiquetas , , , ,

António José Seguro vs Francisco Assis

http://sicnoticias.sapo.pt/skins/sicnot/gfx/jwplayer/player.swf

Fonte: SIC Notícias

A meu ver, o Partido Socialista procura o seu líder de transição entre a era Sócrates e o candidato que há de vir para as próximas legislativas.

Pela teia argumentativa demonstrada neste debate, temos de um lado um António José Seguro mais sóbrio do ponto de vista ideológico contra um Assis que volta a mostrar que fala demasiado com o coração na boca e não tem o perfil desejado para promover a união entre os socialistas.

No entanto, qualquer um dos dois não fará mais do que manter a estoica oposição socialista fiel ao perfil trilhado pelo desaparecido José Sócrates até que um determinado presidente da câmara decida terminar o seu mandato e chefiar alegremente o partido até às próximas eleições. O vencedor terá uma liderança no máximo de 2 anos.

Para terminar, revelo o resultado da sondagem que coloquei neste espaço sobre as eleições internas do Partido Socialista.
Os leitores, respondendo à questão “Quem vencerá as eleições para Secretário-Geral do Partido Socialista?” deram a vitória a António José Seguro com 23 votos contra os 5 obtidos por Francisco Assis.

Creio que o resultado desta sondagem irá correr no trilho correcto nas eleições para o Secretariado-Geral do PS, que como se sabe, acontecem nos dias 22 e 23 deste mês.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

Sondagem #7

Tratando-se de um acontecimento com especial relevância para o país, cumpre-me em primeiro lugar esclarecer alguns pormenores em relação a esta sondagem:

1. A sondagem decorreu entre os dias 22 de Maio e 5 de Junho neste blog. Como tal, destinou-se aos leitores do mesmo no sistema de 1 voto por leitor. Não foi elaborada segundo os métodos tradicionais, não respeitando portanto o sentido de voto por circulos eleitorais.

2. Os resultados obtidos pela poll são meramente indicativos do sentido de voto dos leitores. Poderão como tal não corresponder aos resultados finais de logo à noite.

Assim sendo, perante a pergunta “Qual será o seu sentido de voto a 5 de Junho?” a sondagem obteve 74 votos, apurando-se os seguintes resultados:

PS – Partido Socialista – 23 votos – 31,08%

PSD – Partido Social Democrata – 18 votos – 24,32%

BE – Bloco de Esquerda – 7 votos – 9,46%

CDSPP – Centro Democrático SocialPartido Popular – 7 votos – 9,46%

CDU – Coligação Democrática Unitária (PCP + PEV) – 6 votos – 8,11%

PNR – Partido Nacional Renovador – 3 votos – 4,05%

PCTPMRPP – Partido Comunista dos Trabalhadores PortuguesesMovimento Reorganizativo do Partido do Proletariado – 2 votos – 2,7%

MMS – Movimento Mérito e Sociedade – 2 votos – 2,7%

PND – Partido Nova Democracia – 1 voto – 1,35%

Abtencionistas: 2 – 2,7%

Votos em Branco – 3 – 4,05%

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

Reviravoltas?

A última sondagem realizada pela Marktest para a TSF dá conta que pela primeira vez nos últimos meses, é o Partido Socialista que lídera as opções de votos dos inquiridos para vencer as próximas eleições portuguesas. Esta sondagem é o reflexo da descrença que o povo português tem no líder do PSD Pedro Passos Coelho. Os avanços e recuos assim como as escolhas e opiniões do líder dos Sociais-Democratas já metem nojo e como uma vez tive oportunidade de o dizer neste blog, Passos Coelho parecia ter o “poder” na mão mas esse “poder” parece ser incómodo.

Depois de todas as asneiras que fez na governação, os Portugueses parecem ver em José Sócrates o homem ideal para governar nos próximos 4 anos. Toda a gente o critica, toda a gente corre às urnas para o legitimar – estamos bem, Portugal!

O Partido Comunista subiu ligeiramente o Bloco, tal como previa, irá descer em muito nas opções de voto do povo Português.

Isto no dia em que foi anunciado que um dos candidatos à Assembleia da República pelo PS no circulo eleitoral de Leiria é Telmo, ex-concorrente do Big Brother. Um tipo célebre pelo seu quociente de inteligência e pelo seu domínio perfeito na Língua Portuguesa. É caso para dizer ao estado que o estado chegou.

Com as etiquetas , , , , , , , , ,

Sondagem Presidenciais: Cavaco Silva vence eleições

Notas Prévias:

1. Esta sondagem, realizada no período compreendido entre 2 de Dezembro e 23 de Janeiro (hora de fecho às 18:29) não foi realizada segundo qualquer tipo de padrões profissionaislegislativos e destina-se apenas a prestar um pequeno carácter informativo aos leitores deste blog. Nela, cada utilizador (IP) tinha direito a votar apenas por 1 vez.

2. Dado que na hora de postagem da sondagem coloquei os pré-candidatos Luis Botelho Ribeiro e José Pinto Coelho na mesma e como os mesmos não se confirmaram como candidatos com o decurso do tempo, decidi anular os votos colocados no seu espaço (6 em Pinto Coelho; 3 em Botelho Ribeiro) sendo portanto o total de votos da sondagem de 216 votos.

Quanto à Sondagem em si:

Cavaco Silva acabou por vencer a Sondagem realizada no blog com um total de 57 votos contra 51 de Manuel Alegre e 43 de Francisco Lopes. Caso este cenário fosse real, teríamos lugar a uma 2ª volta.

Resultado das votações:

Total de votos: 216 votos

1º Aníbal Cavaco Silva – PSDCDS-PP – 57 votos (26.38%)
2º Manuel Alegre – PSBE – 51 votos (23.61%)
3º Francisco Lopes – CDU – 43 votos (19,90%)
4º Fernando Nobre – independente – 23 votos (10.64%)
5º José Manuel Coelho – PND – 21 votos (9.72%)
6º Defensor Moura – independente – 5 votos (2.31%)

Votos em Branco: 9 votos (4.16%)
Abstenção: 5 votos (2.31%)

Como referi no ponto 1 das notas prévias, esta sondagem não foi realizada segundo os padrões profissionaislegislativos que regulam as mesmas, tendo sido efectuada segundo as escolhas de votos dos leitores do Entre o Nada e o Infinito.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

Manipulação de sondagens?

“A Marktest realizou de 14 a 16 de Janeiro uma sondagem para o Diário Económico e TSF para analisar as intenções de voto nas eleições presidenciais do próximo domingo. Os resultados desta sondagem, que dá a Cavaco Silva uma folgada vitória à primeira volta, têm sido amplamente divulgados durante o dia de hoje por toda a comunicação social e foram até objecto de debates e fóruns em estações de rádio e televisão.

Ora vejamos a ficha técnica da pretensa sondagem:

1. O universo é a população com mais de 18 anos e que habita em residências com telefone fixo;
2. A amostra é constituída por um total de 802 inquiridos e foi estratificada por 6 grandes regiões:
2.1. Grande Lisboa 156 inquiridos (19,5% do total);
2.2. Grande Porto 88 inquiridos (11,0% do total);
2.3. Litoral Norte 155 inquiridos (19,3% do total);
2.4. Interior Norte 181 inquiridos (22,6% do total);
2.5. Litoral Centro 129 inquiridos (16,1% do total);
2.6. Sul, mesmo incluindo a Península de Setúbal, 93 inquiridos (11,6% do total).

1. Do total dos inquiridos 802, responderam a este inquérito 22,6%, ou seja 181 inquiridos. Destes 35,6% responderam não sabe/não responde, isto é, só 116 responderam efectivamente a este inquérito e mesmo dentro destes ouve alguns indecisos que foram distribuídos proporcionalmente aos que declaram sentido de voto.

Vejamos agora qual é, de acordo com os últimos dados do INE, a distribuição da população portuguesa pelas 6 grandes regiões, em que este inquérito foi estratificado:

* Na Grande Lisboa, reside 20% da população, no Grande Porto 12,7%, no Litoral Norte 20,1%, no Interior Norte 11,9%, no Litoral Centro 15,7% e no Sul 19,6%.

Em conclusão: a Marktest tendo por base a resposta de 100 inquiridos, foi este o nº avançado na TSF pelo Sr. Luís Queirós director da Marktest, e uma amostra que atribui aos residentes do Interior Norte um peso correspondente a quase ¼ da população do país, quando efectivamente o seu peso é de pouco mais do que 1/10 e atribuindo aos residentes na região Sul um peso de pouco mais de 1/10, quando o seu peso é de quase 1/5, conseguiu chegar aos brilhantes resultados que esta sondagem apresenta.

Com um pouco mais de esforço e esta sondagem ignorava a vontade dos cerca de 2 milhões de portugueses que residem a sul do País e atribuía aos residentes no Interior Norte, sempre tão esquecidos, um peso determinante no direito de decidir o sentido de voto de todos os portugueses.

Aquilo a que hoje assistimos, pelas suas possíveis implicações no sentido de voto de muitos portugueses, é um verdadeiro caso de polícia, que deveria obrigar as entidades responsáveis pelo acompanhamento destas pretensas sondagens a pura e simplesmente investigar aquilo que sucedeu e actuar, por forma a impedir que este tipo descarado de manipulações possa continuar a ser feito. Como se já não bastasse o silenciamento e deturpação, vêm agora empresas de sondagens que são autênticos burlões, procurar confundir e condicionar o sentido de voto de milhares e milhares de portugueses.

José Lourenço – Economista”

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Cavaco Silva não!

Desculpem lá a parcialidade, mas Cavaco Silva re-eleito: NÃO!

Os Portugueses estão fartos de mentiras, de atitudes calculistas e do cinismo que representam as palavras de Cavaco Silva se as tivermos de comparar com todo o trajecto político que Cavaco Silva tomou desde que é Presidente da República de acordo com as atribuições e competências que a CRP lhe confere.

Os Portugueses estão fartos de um Presidente da República que não defende a Soberania Nacional do nosso país, perante o claro ataque económico, financeiro e político que nos está a ser feito pelas grandes potências europeias e pelas instituições europeias das quais somos Estado-Membro.

Os Portugueses tem que acabar dia 23 com o esquema da re-eleição de Cavaco Silva que é apenas um meio político para este dar um volteface na governação em Portugal, com vista a favorecer a súbida ao poder do líder do seu partido.

Não podemos continuar a entregar os destinos dos órgãos de soberania do nosso país a quem durante décadas defendeu o enriquecimento injusto da alta-finança, lucrou com a alta-finança, viu as suas campanhas políticas pagas pela alta-finança e deixou que a alta-finança levasse o país à bancarrota.

Por isso, dia 23, Cavaco Silva não!

Com as etiquetas , , , , ,

Sondagem Entre o Nada e o Infinito #1


Respondendo à pergunta: Concorda com o actual dispositivo de Segurança nos Estádios de Futebol” votaram 17 pessoas, com os seguintes resultados às respostas:

Sim: 5 votantes (29.41%)

Não: 12 votantes (70.59%)

Não sabeNão responde: 0 votantes (0%)


Na sua maioria, os leitores do Entre o Nada e o Infinito concordam comigo aqui.

O actual dispositivo de Segurança nos Estádios de Futebol em Portugal, é actualmente insuficiente para travar abusos e loucuras de alguns espectadores.


Com as etiquetas , , ,