NBA 2012\2013 #53

Madison on Mad House com direito a YMCA dedicado a Mr. LeBron James num dos últimos descontos de tempo da partida disputada no United Center, Madison Avenue, Chicago, Illinois! Grande jogo colectivo dos Bulls na vitória perante os Miami Heat por 101-97. Melhor: Grande jogo colectivo dos Bulls na vitória perante uma equipa de Miami que vinha a Chicago com 27 vitórias seguidas na algibeira, com 3 ausências de peso no grupo de Chicago (Hamilton, Rose, Noah) e com 2 jogadores vindos de lesão (Belinelli, que pouco jogou e Kirk Hinrich).

Acabou-se o hype que o comissário Stern queria impingir a esta geração dos Heat e o recorde de vitórias seguidas (32 dos Lakers na temporada 1971\1972) continua personificada em Miami mas na pele de Pat Riley, presidente do franchising da Flórida, jogador dos Lakers campeão da NBA nessa temporada.

Quanto aos Bulls, incrível, incrível, incrível! Torcer por esta equipa como eu torço é arriscar a sorte ou o azar. Tanto são capazes de levar a mais copiosa derrota da temporada da Liga em Sacramento como a seguir ganhar largo em Golden State. Nesta época, Chicago é das piores equipas da liga (das que vão aos playoffs) a jogar em casa (score 20-16) mas consegue varrer os campeões em título com LeBron prestes a ter um ataque de nervos dentro das 4 linhas. E quanto a LeBron notou-se que tem um mau génio quando joga em Chicago: excessivamente individualista (como sempre) foram as várias as vezes em que as câmaras de televisão o apanharam a discutir com wade, Bosh, Spoeltra e com a tripla de arbitragem. Verdade dita, na minha opinião não merecia acabar o jogo pela agressão que postou a Boozer. Esse mau feitio talvez derive do facto de não conseguir ganhar na casa onde Jordan foi rei e senhor.

Se os Bulls jogarem com esta intensidade nos playoffs, vamos ter espectáculo. Mesmo sem Rose, é uma equipa com um potencial enorme e não deve nada a nenhuma outra na conferência Este. Precisa mesmo é de jogar assim em todos os jogos.

Rose 3

Quanto a Rose, o mais certo é que não volte mesmo a alinhar este ano. Segundo as últimas notícias da ESPN, o problema de Rose não é propriamente físico mas sim mental. O base dos Bulls está receoso de voltar à competição e tem medo de se voltar a lesionar. É algo bastante frequente entre os atletas de alta-competição que tiveram problemas nos ligamentos e eu já experienciei isso quando tive a minha. Mentalmente, a confiança do jogador diminui imenso e a abordagem física ao jogo não é a mesma pois existe sempre um pressentimento no jogador de que poderá voltar a lesionar-se com gravidade.

O jogador afirmou hoje à ESPN: “I really don’t know, man. Like I said, it’s in God’s hands. Every day I’m just waking up to try and be the best player, try and produce every time I step on the court, just try and get better as a player, and who knows when? It’s not hard [to have patience] at all,” he said. “When you have surgery, you’ve got to grow patience. I’ve been patient for the last eight or nine months. I’ve been good.”

Não havendo Rose, existe a alma e a paixão pelo basket deste senhor de metro e meio:

Robinson

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

One thought on “NBA 2012\2013 #53

  1. pedrom20 diz:

    Acabou-se a série de vitórias e com os grandes Bulls!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: