bom dia… agora a sério

cardeal

Uma imagem que jamais veremos. Num destes dias, escrevi aqui:O parlamento cipriota rejeitou hoje as sobretaxas de 10% e 6,5%, respectivamente, pelos depósitos bancários acima e abaixo de 100 mil euros. Um enorme gesto de dem0cracia representativa, com os deputados do partido de Anastasiades do Partido Democrático (democracia-cristã, conservadores) a absterem-se. Uma pergunta faz-se na minha cabeça: como é que seria em Portugal?” com a pergunta “como é que seria em Portugal referia-me à ideia de, em situação análoga à que se passou no Chipre nos últimos dias, um Eurogroup exigisse semelhante medida para os depósitos bancários dos cidadãos portugueses com aprovação prévia pelos deputados da República.

É aqui onde entra o líder da Igreja Ortodoxa de Chipre Chrysostomos II. Leio o elevador do Negócios escrito pelo sub-director Celso Filipe e transcrevo: “Chrysostomos II. É o líder da Igreja Ortodoxa de Chipre a qual pôs à disposição do Governo todos os seus bens. <<Toda a riqueza da Igreja está à disposição de Chipre para que possamos levantar-nos sozinhos e não com a ajuda de estrangeiros>> – afirmou o arcebispo. A Atitude de Chrysostomos II, que admite hipotecar as propriedades da sua igreja para ajudar o país não serve de exemplo para nenhuma outra instituição, mas dá o exemplo a muitas que fazem das palavras o seu único contributo para o bem comum” – fim de citação.

Acabei de tomar o pequeno-almoço e confesso que esta revelação, feita ontem pelo líder da Igreja Cipriota, deu-me uma bolada em cheio no estomago. Mais do que um gesto patriótico, corajoso, altruísta, digno, honrado, é uma balaustrada por completo nas instituições estatais cipriotas, no Eurogrupo, nas pretensões Alemães e até nos Oligarcas Russos que tanto querem salvar Chipre mas, à última da hora, não se chegam com os 7 mil milhões adicionais que o país precisa.

Interrogo-me se o nosso cardeal patriata (essa figura patusca que aparece na imagem a fazer sinais indignos aos olhos de Deus com os dedos) teve ou poderia ter semelhante atitude para com os seus cidadãos. Nicles. Com Papas Franciscos, Chicos ou papanicolaus para enfiar pelo útero, neste caso, tratando-se de um macho, pelo recto acima, ou sem eles, a Igreja Católica Portuguesa assim como o resto do cadáver de Pedro que nasceu nas margens da Loba que dava de mamar a Rómulo e Remo, de acordo com as suas hierarquias de aprendizes, seminaristas, diáconos remédios, padres, abusadores sexuais descarados e perventidos, bispos das forças armadas com rendimentos superiores a 8 salários mínimos nacionais, e cardeais que não queriam ser papas mas estavam mortinhos para açambarcar o Ouro do Vaticano no fim da sua existência, não só não teve qualquer atitude de realce para a superação dos problemas que afectam o país do que ladrar de longe contra o governo. O resto é a premissa proferida por Jesus Cristo no pai nosso, num remix discursivo “stick it” de fazer inveja a qualquer maoísta de início de carreira como Durão Barroso: “venha a nós o vosso reino” – porém, a Igreja, ao nível de atitudes e comportamentos perante os seus famintos fiéis não passa dessa frase na oração.

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: