diferentes concepções

Há quem alimente a “caridade”.

Há que se alimente da “caridade”

Há que tenha reticências na “caridade”.

Há quem ache que ser tributado é alimentar a “caridade”.

p.s: na questão do proprietário do BES, algo me fazia crer que alguém com responsabilidades dentro dos poderes do estado iria dizer que a alegada evasão fiscal não existiu. neste país não se pode melindrar quem sustém regimes. e Salgado é uma dessas pessoas.

Anúncios
Com as etiquetas , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: