NBA 2012\2013 #19

1. Jogos de ontem:

Miami e Boston deram um enorme espectáculo. Emotivo até ao final. Os Celtics, no 8º lugar da conferência este (score 21-23) venceram os Heat, primeiros com um score de 28-13 depois de dois prologamentos.

Jogo de estrelas. Grandes exibições para a equipa de Doc Rivers por parte dos dois veteranos Paul Pierce e Kevin Garnett. Pierce esteve escondido durante toda a partida (falhou muitos lançamentos) mas apareceu no momento de decisão com os lançamentos decisivos. Marcou 17 pontos. Já o veterano poste-baixo esteve em grande (deve andar motivadissimo com a presença em mais um all-star game, sendo que na verdade não tem feito nada para merecer essa presença) com 24 pontos e 11 ressaltos. Do banco veio ainda um Jason Terry (está a aparecer de forma decisiva nos últimos períodos das partidas da equipa do Massachussets) com 13 pontos.

Do lado de Miami, James fez mais uma exibição monstruosa (34 pontos, 16 ressaltos e 7 assistências), Wade marcou 17 pontos e fez 7 assistências e Chris Bosh está a calar todos aqueles que tem criticado a sua passividade na luta das tabelas. O poste de Miami marcou 16 pontos e ganhou 16 ressaltos numa luta intensa contra Garnett.

Má notícia para os Celtics: Rajon Rondo lesionou-se gravemente no joelho e não irá jogar mais esta época. Avizinha-se portanto uma segunda metade de temporada regular muito difícil para a equipa de Doc Rivers. Perde o seu líder numa altura em que o 8º lugar está muito tremido (Philadelphia está com um score de 18-25 e rapidamente poderá fazer sombra a Boston) e a equipa de Doug Collins poderá ter um boost muito importante nas próximas semanas com o regresso de Andrew Bynum à competição.

Com esta lesão de Rondo e com a possibilidade dos Celtics ficarem de fora dos playoffs, reforço a ideia que tenho vindo a construir nas últimas semanas de que a equipa poderá ter entrado num ponto sem retorno que lhe trará um futuro muito negativo. Os Celtics estão no mercado à procura de um poste-alto para reforçar o paupérrimo jogo interior da equipa. Michal Gortat (Phoenix Suns), Pau Gasol (Lakers), Glen Davis (Orlando), Anderson Varejao (Cleveland Cavaliers) e Roy Hibbert (Indiana Pacers) são para já aqueles cuja comunicação social Norte-Americana colocaram\colocam na rota da equipa. No entanto, Gortat e Davis estão felizes nas suas equipas e seria disnexo o regresso de Glen Davis a Boston, pelas circunstâncias que se fizeram sentir na sua passagem pela equipa do Massachussets. Varejao lesionou-se e só regressa no mês de Abril, logo, não serve para já os interesses dos Celtics. Hibbert e Gasol estão insatisfeitos nas suas equipas e já mostraram interesse em mudar de ares. No entanto, para Boston, existe um problema. Os Celtics não só não tem poder de troca fruto da sua envelhecida equipa como Pierce e Garnett (jogadores cujo valor ainda seria capaz de desencadear uma troca) tem salários proibitivos para muitas equipas da NBA, mesmo que a troca destes jogadores não se realizasse de forma bilateral mas sim numa cadeia de trocas entre equipas. No entanto, a ESPN nas últimas semanas afirmou que os responsáveis de Boston já estiveram em LA a negociar uma troca de Pierce por Gasol, visto que o jogador de Boston tem possibilidade de rumar a LA por um salário inferior aquele que ganha em Boston. Já o internacional Espanhol, tem um vencimento anual de 19 milhões para esta temporada e para a próxima do qual decerto não deverá abdicar. Pierce ganha 16 milhões por temporada e os Celtics ainda tem 24 milhões de cap salarial disponível dentro do tecto máximo salarial permitido sem o pagamento de impostos adicionais. Caso o extremo saísse, a entrada do poste espanhol não seria problema para os cofres da equipa de Boston.

Dado que Rondo é a meu ver, a única grande moeda de troca da equipa, a sua lesão impossibilita a possibilidade da equipa trocá-lo num futuro próximo por alguém que pudesse servir de base à construção de uma equipa para o futuro. Se os Celtics não forem aos playoffs o cenário será ainda mais grave.

Rápido a reagir, o analísta Fran Blinebury não tardou a postar no Hangtime Blog de Sekou Smith a ideia que a lesão de Rondo terá que acelerar o processo de renovação na equipa.

Duas vitória seguidas para os Lakers. Facto raro esta época pelo Staples Center. Vitória categórica contra a equipa que está em 2º no Oeste, quase por vingança à dura derrota que essa mesma equipa tinha imposto em LA há algumas semanas atrás.

Exibição monstruosa de Kobe Bryant (21 pontos, 9 ressaltos e 14 assistências) a calar todos aqueles que o tem acusado de falta de empenho nos últimos jogos da equipa. Bryant continua a demonstrar que é o melhor da liga. Durant com 35 pontos. Não foi forte no lançamento (10-26) e aí residiu um dos problemas que causaram a derrota à sua equipa. No entanto sofreu muitas faltas e foi empurrando a discussão do jogo através da linha de lance livre. Westbrook com uma sensacional exibição all-around: 17 pontos, 9 ressaltos e 13 assistências. No entanto, nota-se que cada vez mais esta equipa está a viver da liderança destes 2 jogadores. Falta Harden para desiquilibrar a balança quando é preciso, e mesmo apesar de Serge Ibaka estar a realizar a sua melhor época desde que chegou à liga, o substituto que veio de Houston para o lugar de Harden (Kevin Martin) desceu uns furos em relação aquilo que fazia na equipa do Texas (principalmente no plano ofensivo) e está longe do “barbudo” e da sua importância nos anos em que jogou em Oklahoma.

Nash (17 pontos), Gasol (16) e Metta World Peace (15) também ajudaram à vitória da equipa orientada por Mike D´Antoni. Sobre Dwight Howard é melhor não escrever. Escrevo sim sobre Earl Clark. De jogador raramente utilizado, saltou directamente para o 5 da equipa da Califórnia e tem-se revelado bastante consistente nas suas actuações. Não é um primor de técnica, não é um bom jogador ao nível de lançamento, mas é sem dúvida um jogador que está a agarrar a oportunidade com unhas e dentes.

Com estas duas vitórias, aliviou a pressão em LA e já se vê uma luzinha ao fundo do túnel. Continuo a não acreditar que os Lakers não marquem presença nos playoffs. No entanto, a segunda metade da época será muito difícil dadas as equipas que irão lutar pelo 7º e 8º lugar da conferência. Utah, Houston, Portland, Lakers e Mavericks vão lutar até ao fim por duas vagas. Apesar dos Jazz não terem nomes sonantes são uma equipa que emprega muito esforço no seu jogo. Tem um Paul Millsap a jogar muito bem e partem para a segunda metade da época com 9 jogos de vantagem sobre LA por exemplo. Portland é uma equipa muito difícil de bater em casa e tem jogadores a actual de forma estupenda, casos de JJ Hickson, LaMarcus Aldridge e Damien Lillard. Hoston tem Harden e isso por si só basta. Os Mavs de Mark Cuban (diz a imprensa norte-americana que o patrão da equipa de Dallas está mortinho para ir caçar Howard a LA no final da época para o juntar numa simbiose perfeita ao nível de jogo interior com Dirk Nowitzky) apesar de estarem a ser muito irregulares, melhoraram muito com o regresso do Alemão e quem sabe ainda podem vislumbrar alguma luz ao fundo do túnel caso vençam uma série de jogos de forma consecutiva.

2. Classificações actualizadas:

este 2

Algumas notas:

1. A luta pelos primeiros lugares está ao rubro. Miami lidera mas Nova Iorque e Chicago poderão rapidamente usurpar a posição dos campeões em título. É notável a prestação dos comandados de Tom Thibodeau. Não me canso de gabar o trabalho do treinador de Chicago. Começou a época sem o melhor jogador e com um espectro muito negativo em torno da equipa. A ausência de Rose, o fantasma da eliminação aos pés de Philadelphia nos playoffs no ano passado e a política de desinvestimento da direcção de Chicago ao contratar um banco constituído por jogadores tidos como “remendos” face às saídas de gente como Korver, Asik ou CJ Watson fizeram crer que os Bulls poderiam ter muitas dificuldades durante esta época. Os mais cépticos (falo aqui de malta que escreve no Chicago Tribune) chegaram inclusive no início da época a duvidar do valor da equipa para atingir o objectivo mínimo, os playoffs.

2. Atenção a Indiana. A equipa de Frank Vogel não está longe de Chicago e sabe perfeitamente que indeferentemente do score que obtiver no final da temporada, a vitória na sua divisão abre as portas a um dos 3 primeiros lugares finais da conferência.

3. Como já referi, Boston e Philadelphia irão lutar taco a taco pelo último lugar de acesso aos playoffs. Invertem-se cenários: Rondo Out no lado dos Celtics, Bynum in em Philadelphia nas próximas semanas. Com Jrue Holliday a jogar muito bem no jogo exterior, Bynum poderá dar um toque de classe ao jogo interior da equipa e permitir uma eficácia que não está ao alcance de Spencer Hawes.

4. Washington. Não me canso de escrever que, se John Wall tivesse iniciado esta época desde o primeiro jogo, esta equipa estaria a lutar pelos playoffs. Arrancam tarde.

Oeste

1. Com uma gestão constante da utilização de Tim Duncan e mesmo apesar das lesões constantes de Manu Ginobili, Greg Popovich vai levando a água ao seu moínho e os Spurs vão lançados para a conquista do 1º lugar no Oeste. 8 vitórias seguidas de uma equipa que está a dar espectáculo por onde passa. Boost massivo do jogo de Tony Parker. Tanto aparece como desaparece. Não há portanto quem o entenda.

2. Golden State. Quem diria? A equipa de Oakland está a calar todos aqueles que diziam que a troca de Monta Ellis para Milwaukee era um erro.

3. Phoenix. Último lugar. Desilusão completa. A reconstrução da equipa com jogadores como Gortat, Dragic e Beasley assegurava qualidade para a equipa lutar por um lugares nos playoffs. A realidade dos jogos da equipa mostra muita inconsistência.

3. Momento de humor:

Para rir. LeBron ficou maravilhado com alguém que não treme em situações de Buzzer-beat. Tanto ficou que tratou logo de abraçar quem finalmente lhe ensinou a lançar com classe do meio campo.

4. Melo deluxe. 42 pontos difícil vitória contra Atlanta:

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: