Desprezível

Se Izmailov chegar ao FC Porto, não tiver dói dói e jogar é um tipo desprezível sobre o ponto de vista profissional” – Eduardo Barroso, presidente da Assembleia Geral do Sporting.

Desprezível é este senhor ser presidente da Assembleia Geral do Sporting. Desprezível é este senhor chegar a Bilbao e apresentar-se ao presidente do clube adversário como o “senhor que manda no clube” quando de facto não manda nada e tampouco sabe de futebol. Desprezível é este senhor marcar um Conselho Leonino de urgência e ele mesmo estar em Angola. Desprezíveis são as suas afirmações hediondas na comunicação social, em particular naquele programazeco barato onde mais uma vez demonstra que nada percebe de futebol. Desprezível é um clube viver (sobreviver) na sombra deste tipo de indivíduos.

Já agora, desprezível é uma direcção que contrata um treinador belga e não só não lhe dá condições para trabalhar como o despede 2 meses depois porque contrata um terceiro a uma equipa grega (quando o Sá Pinto saiu disseste que não podias vir porque estavas no Panathinaikos mas semanas depois porque foste corrido da Grécia já podias vir não era Jesualdo?) para o inserir num cargo fictício que ao fim ao cabo era só um passo para despedir o primeiro e fazer elevar à categoria de treinador o segundo. Se fosse Franky Vercauteren, iria directamente para a FIFA pedir uma indeminização por falta de lealdade da sua entidade patronal porque de facto essa falta de lealdade existiu e está a ser clara de ver.

Desprezível também é o Go(R)dinho manter-se como presidente. Não tem qualquer tipo de vergonha na cara. Não vejo o que é que o clube poderá melhor com um treinador tão medíocre como Jesualdo Ferreira. Torço portanto, como já escrevi neste espaço, que o Sporting continue o seu caminho para a 2ª Liga. É um desejo por mim manifesto para o clube: descer de divisão para ver se esta escumalha deixa o clube de uma vez por toda. Por vezes um passo atrás é tudo o que necessitamos para dar dois em frente de seguida.

E já agora, como Sportinguista, desejo toda a sorte do mundo ao Izmailov no Porto. Que consiga jogar (duvido muito que o faça com regularidade), que ganhe títulos e que ainda saia por 10 milhões de euros no mínimo. Não se trocam Izmailovs por Miguel Lopes. Aliás, se o Izmailov é assim tão mau profissional, porque é que o Sporting não o vendeu quando o Spartak de Moscovo oferecia 5 milhões e o Anzhi 7,5? Algo no mínimo desprezível…

Advertisements
Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: