Post-Christmas III (futeboladas)

Em Inglaterra, o boxing day.

Boxing Day azedo para Villas-Boas e fellas…

Com Orlando Sá no 11 titular do Fulham, a equipa de Villas-Boas somou o terceiro empate consecutivo na Premier, não aproveitou o deslize do Manchester City e ainda perdeu pontos para o United (está a 11 pontos da liderança partilhada das equipas de Manchester) e para o Arsenal e Tottenham na luta pelos lugares da Champions.

A bom da verdade, o azar que o Chelsea teve nos minutos finais (várias oportunidades de golo) foi a sorte que teve em White Hart Lane na semana passada nos minutos finais quando Adebayor e Bale tiveram oportunidade de dar a vitória aos Spurs contra os Blues.

Numa altura em que Fernando Torres é muito criticado em Inglaterra por falta de empenho e de ambição e é dado como transferível pela imprensa (já se falou do interesse do Málaga em pagar cerca de 25 milhões pelo internacional espanhol) a exibição do espanhol foi mais uma vez algo de inacreditável. Não parece o mesmo jogador que nos encantou ao serviço do Liverpool e creio que Torres está neste momento a visionar o fim da linha na Premier League…

Do lado do Fulham, excelente exibição do Costa-Riquenho Bryan Ruiz. Levou na sua onda Ashley Cole quantas vezes quis e é dele que sai a portentosa jogada para o golo da sua equipa. Duvido muito que permaneça na próxima época em Craven Cottage. Moussa Dembele é outro jogador que não tardará a envergar a camisola de um grande europeu.

Verdadeiro Boxing Day para Sir Alex Ferguson.

Mesmo a jogar mal (muito mal) o seu Man United vai conseguindo levar a água ao seu moínho. Se o United sem deslumbrar consegue chegar ao fim do ano em igualdade pontual com o City (a jogar muito bem), tal faz do United o principal candidato ao título pois creio que as coisas a partir deste estádio de desenvolvimento só podem melhorar.

Outras partidas:

Liverpool 1-1 Blackburn – Nem ao último os Reds conseguem ganhar. É uma equipa que só dá Luis Suarez, Luis Suarez e Luis Suarez e Luis Suarez, arrisca-se a deixar orfã esta equipa e os 8 jogos sem Suarez fazem com que Dalglish volte a não cumprir a meta dos lugares uefeiros, isto é, se não for despedido antes do final da época, coisa que já deveria ter acontecido num clube com a dimensão do Liverpool e com o que o Liverpool gastou em reforços neste ano de 2011.

Charlie Adam é claramente uma das piores contratações da história do Liverpool e nem 3 Charlie Adam´s fazem um Meireles.E a 2ª é obviamente Andy Carroll – da mudança de Newcastle para Anfield Road, o avançado parece que desaprendeu a marcar golos. Aliás, é caricata até a noção de que Carroll está a padecer do mesmo problema de Fernando Torres no Chelsea, jogador que o antecedeu na dianteira do Liverpool e cuja venda possibilitou a sua contratação aos magpies.

Norwich 0-2 Tottenham – Descanso de boxing day tranquilo para Harry Redknapp. A equipa demorou a acertar no jogo mas quando acertou (Gareth Bale) fechou a contagem, não deu esboço de resposta aos yellows de Norwich e posicionou-se a 7 pontos da liderança quando ainda tem um jogo em atraso. Fim de 2011 em cheio para a turma de White Hart Lane.

Arsenal 1-1 Wolverhampton – Van Persie salvou o pior. Uma equipa em construção que vai melhorando de jogo para jogo. Se não venderem Van Persie no verão e reforçarem-se com um bom trinco e com outro bom extremo são equipa para ambicionar algo mais que o 4º\5º lugar.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 thoughts on “Post-Christmas III (futeboladas)

  1. Roger Forte diz:

    Acho que o Chelsea tem um problema gravissimo…o meio campo…trinco, Romeu é bom rapaz mas não é jogador para a liga inglesa, forte tecnicamente mas penso que não tem dimensão fisica e mto lento, o Lampard é uma sombra, o Meireles é bom mas so aguenta 60 a 70 minutos… o Essien faz falta mas depois de tanta lesão não sei. O unico médio com capacidade é o Ramires (rapido, forte e dinâmico) O Cole é uma sombra tbm…ponta de lança não existe…O Torres é um fantasma, o Drogba joga bem mas não faz golos… SANGUE NOVO urgentemente!

    O Tottenham só prova as minhas expectativas, forte candidato ao top-four…só não é campeão porque falta um treinador especial…o que o Harry tem em motivação e intensidade de jogo depois só peca nalguma matreirice latina (Táctica)…

    O Carrol é uma anedota…cada vez que falam no nome dele começo-me a rir…acho k o Cardozo é melhor! xD O melhor para o Liverpool era contratar-me para director desportivo! eram logo campeões…xD

    Arsenal…same old story…tem bons jogadores…jogam bem…falta qualquer coisa…antigamente tinham jogadores fortes mentalmente e mto competitivos…penso que lhes falta isso…são talentosos mas falta mentalidade.

    O Man Utd é aquele monstro competitivo…é sempre até ao fim…tem de se contar com eles.
    Todos os anos têm sempre rivais diferentes (começou com o Liverpool, depois Newcastle, decada de 90, Arsenal, Chelsea, agora o City) mas eles aguentam-se sempre!

  2. Roger,

    Sinceramente até gosto do Romeu e creio que ele se irá adaptar ao estilo de jogo. Mas acho que é um risco, por mais maturidade que ele já possa ter (e acredito que tenha muita visto que o Barça é o Barça e o Romeu era apontado como uma possível escolha do Guardiola para subir à 1ª equipa já esta época) colocá-lo a titular numa equipa com a dimensão do Chelsea. Não nos podemos esquecer que é um miúdo de 19 anos a ser colocado a titular num colosso com as expectativas e objectivos do Chelsea.

    Quanto ao Essien, creio que já será altura de arranjar um novo clube para ele. Ganhar activos para reforçar a equipa com uma eventual venda e com o valor que se alivia com a folha salarial dele. Dele e de tantos outros como o Drogba (aquela proposta de contrato que ele fez ao Chelsea é absolutamente ridícula) Paulo Ferreira, Bosingwa, Ashley Cole e Malouda, ou seja, jogadores que ganham muito e rendem muito pouco.

    Apesar de sentir um carinho especial pelo Tottenham, e depois de muito ponderar, acho que eles não tem capacidade de lutar pelo título. Não é só a questão do treinador. Falta-lhes algum banco. O 11 titular é aquele monstro como bem sabes. Mas depois se olhares a opções caso um dos 11 falhe não vês tanto potencial no banco de suplentes: dois centrais lesionados que só voltarão a jogar lá para Fevereiro, Corluka é uma sombra de Kyle Walker, Bassong é escasso para lateral esquerdo visto que o Bale só de emergência, Pienaar está em má forma e é uma sombra do Pienaar do Everton, Kranjicar é bom jogador mas pouco joga, Pavlyuchenko idem, Rose, Iago Falqué, Livermore e Townsend são jogadores verdes para quem ambiciona o titulo, e é certo que o Aaron Lennon dá um jeitão dos diabos.

    O Carroll foi tesão de mijo. Se fosse hoje, creio que a direcção do Liverpool nem sequer equacionaria em contratá-lo. Marcou uma dúzia de golos na Premier e pensaram que tinham ali o novo Stan Colymore. Enganaram-se redondamente, ficaram mais pobres em 40 milhões de euros e deram aquele equipão ao Newcastle, que a brincar a brincar ainda lhes vai roubar o lugar na miséria da Liga Europa.

    Arsenal – em construção. Creio que a nova fornada tem talento, mas só para o próximo ano. Gosto muito do Chamberlain, do Vermaelen, do Coquelin, do Frimpong, Ramsey, Wilkshere, etc. O problema é que quando eles atingirem um estado de maturidade competitiva, serão vendidos para os rivais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: