Abre o cú que lá vou eu

Foi ver Passos Coelho, sorridente perante o ditador, a abrir o rabo como um mealheiro para as moedas entrarem.

“Ajuda-me Zé Eduardo, que o meu país necessita que sejas bondoso e que metas kwanzas lá” – e o outro ria-se, por dentro, ávido de o mandar completamente à merda porque sabe perfeitamente que investir em Portugal é a mesma coisa que investir no quadrado de lixo, roto e falido, comparativelmente aquilo que se pode investir em Angola, no Brasil e em Moçambique e aos proveitos que podem sair desses investimentos. 

Momento de humor da conferência de imprensa conjunta foi quando um jornalista perguntou ao ditador se estava disponível para avançar para nova candidatura à Presidência de Angola. Tal pergunta deve ter dado um ataque de riso ao ditador. Existem respostas possíveis para além do sim e o sim senhor?

 

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: