O “fim da crise”

O Álvaro “Canadiano” voltou a meter os pés pelas mãos.

O fim da crise que não é o fim da crise. O desvio que era e não era colossal. O corte histórico da despesa. O fim da crise em 2012 anunciado pelo Álvaro Canadiano, difere para 2013 na óptica de Vitor Gaspar e foi “remendado” pelo Ministro da Economia 4 horas depois do seu discurso para 2014 e 2015. À boa maneira portuguesa continuam-se a adiar os cenários de retoma ano sobre ano e nem dentro do governo se tem uma visão unânime quanto aos efeitos das medidas que foram anunciadas desde a tomada de passe deste governo. 

Já não bastava o facto de termos um ministro da economia gastador (foi o que mais empregou dentro das competências que necessitava no seu super ministério) como temos um Ministro da Economia bipolar: às vezes fala de menos, afirmando que existem uns investimentos mas que são anunciados mais tarde. Noutras, fala demais e antecipa o fim da crise neste país.

Não há pachorra para tanta incompetência.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

2 thoughts on “O “fim da crise”

  1. Marcos Lemos diz:

    O Manuel pinho também disse que a crise tinha acabado em tempos…

  2. Em particular, e já que falas do Manuel Pinho, achei interessante aquela intervenção do antigo secretário de estado das obras públicas do PS (Paulo Campos, penso que é assim que se chama) a pedir ao Álvaro “Canadiano” que fizesse um gesto feio perante a Assembleia à semelhança daquele que o Manuel Pinho fez para antecipar o seu fim na política.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: