Comunicado dos colaboradores da Tesouraria da Festa das Latas

Caros editores,

Nós, os colabores da Tesouraria da Festa das Latas, vimos, à luz da recente polémica levanta com a demissão do tesoureiro da Associação Académica de Coimbra e do, recentemente publicado, comunicado da Direcção Geral, prestar alguns esclarecimentos que consideramos necessários para clarificar certas situações.

Começamos por declarar que não podemos compreender os elogios e agradecimentos que a Direcção Geral nos endereçou ontem, ao mesmo tempo que insultava abundantemente o Tesoureiro da Festa das Latas, acusando-o de irresponsabilidade enquanto nos iliba de qualquer culpa no cartório. Ora, tendo em conta que a tesouraria da Festa das Latas funcionou enquanto equipa, é no mínimo incoerente a existência desta distinção. Só podemos, por isso, fazer a leitura de que a Direcção Geral nos tentou agraciar, para que não tenhamos necessidade de intervir publicamente e de trazer a público os conhecimentos que temos sobre esta situação. No entanto, os elogios e os garantes da nossa inocência, que aliás atestam a credibilidade da tesouraria, não nos podem impedir de repor a verdade, apenas porque não somos parte interessada na discussão.

Uma das questões levantadas no comunicado da Direcção Geral foi a enorme falha do tesoureiro Miguel Andrade, que teria alegadamente permitido que a tesouraria da Festa das Latas ficasse de porta aberta, sem vigilância, até às 10 da manhã. Os três colaboradores que fecharam a tesouraria nessa noite, querem esclarecer que o administrador da Direcção-Geral foi inteirado da situação por volta das 6 da manhã e foi-lhe questionado se seria necessária a chamada ao local do tesoureiro, que se havia disponibilizado a regressar para possibilitar o fecho da tesouraria e que apenas se havia ausentado, exausto, para repousar um pouco. O administrador da Direcção Geral, afirmou que tal não seria necessário, visto que iria informar a segurança do recinto para que se procedesse a um reforço de segurança, naquela zona, durante o resto da noite. Alertámos ainda para o facto de todo o fundo de maneio e bilhetes se encontrarem guardados no cofre, mas a resposta continuou a ser no sentido de a situação se encontrar perfeitamente controlada.

Acrescentamos ainda que, no dia em questão, não foi efectuado qualquer depósito junto da empresa de transporte de valores contratada para o efeito, uma vez que se considerou que a quantia concentrada nesse dia não justificaria esse mesmo depósito. Todos os restantes depósitos foram efectuados pelo tesoureiro da Associação Académica de Coimbra, Miguel Andrade, com a companhia de um ou mais colaboradores. Desmentimos por isso a acusação feita no comunicado da Direcção Geral, e esperamos que tal possa ser comprovado.

Quanto ao alegado “ambiente de brincadeira e irresponsabilidade” que o Presidente e o Administrador da Direcção Geral afirmaram encontrar na tesouraria, queremos também dar a conhecer a nossa posição. Embora exista uma excelente relação e à vontade entre todos os colabores da tesouraria (que pode ocasionalmente levar a uma ou outra brincadeira), tal nunca pôs em causa o nosso sentido de responsabilidade e de dever. Jamais descurámos as nossas funções e sempre as realizámos de forma extremamente profissional, pelo que não admitimos que ninguém questione o nosso empenho, dedicação, e acima de tudo, seriedade.

Quanto à questão das credenciais, os membros da tesouraria presentes desconhecem quem ordenou a acção e se terá sido uma imposição da segurança. No entanto não considerávamos, na altura, que o trabalho estivesse completo da forma que pretendíamos. Além disso, e ainda mais gravoso, essa acção, antes do fim da actividade do recinto, retirou-nos a exclusividade de acesso ao cofre, visto que fomos obrigados a entregar a chave, e poderá também ter dado acesso à tesouraria a elementos sem autorização para tal, uma vez que as credenciais deixaram de se encontrar em nossa posse.

Queremos terminar, afirmando que nos encontramos de consciência tranquila quanto ao trabalho que realizámos e do qual estamos orgulhosos. Gostávamos ainda de referir que foi uma enorme honra sermos coordenados pelo Tesoureiro da Associação Académica de Coimbra, Miguel Andrade, a quem reconhecemos extrema competência nas funções que desempenhou na passada edição da Festa das Latas de quem guardamos a imagem de um dos dirigentes associativos mais sérios, mais honestos e com mais carácter com que privámos ao longo dos tempos.

Os colaboradores:
Sofia Costa,
Carlos Silva,
Ana Jegundo,
Gustavo Bonifácio,
Armando Capela,
Francisco Mouraz,
André Oliveira,
Diogo Marques,
Melissa Claro,
Sónia Gonçalves

Anúncios
Com as etiquetas , , , , ,

One thought on “Comunicado dos colaboradores da Tesouraria da Festa das Latas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: