Cromo

Kurt Vile — “Freak Train” — Álbum: Childish Prodigy (2009)

Kurt Vile era um jovem nascido em Philadelphia que conduzia empilhadores, até que “Smoke Ring for my Halo” (4º álbum de originais) e uma ajudinha de outra gente com talento como os Animal Collective e Kim Gordon (que de forma obscura já amava o anterior Childish Prodigy) o levaram a assinar pelo selo onde todos os génios devem estar: a Matador Records.

1 mês e tal depois, finalmente consciencializei-me que vi Kurt Vile em Paredes de Coura e que como diz essa morangada que ainda aí de jeans e camisas de manga cava “curti tótil”.

Em entrevista a uma daquelas revistas chatas americanas, a Women´s Wear Daily (a revista Maria lá do sítio) a baixista dos Sonic Youth Kim Gordon foi inquirida com a seguinte questão: ” Your Guilty pleasure right now?” ao que Gordon respondeu: “Listening to Kurt Vile’s latest CD, Childish Prodigy. Guilty because I listen to it too much…”

Se ela ouvia em demasia, está tudo dito!

Com as etiquetas , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: