32 alunos em medicina

Vi no telejornal da SIC que a Escola Secundária Alves Martins em Viseu enviou 32, sim, 32 alunos para o curso de Medicina.

Não é pera doce enviar 32 alunos para um curso onde as médias de entrada a nível nacional em 20102011 (conforme me foi emendado pelo leitor JD; não consegui encontrar as médias de entrada deste ano) foram compreendidas entre os 18.52 da Universidade do Porto e os 17,82 da Universidade da Madeira e da Universidade dos Açores. É puro sinal de excelência, de comprovada qualidade no ensino e de empenho por parte dos alunos.

Quando a jornalista interrogou alguns alunos da referida escola acerca do que é que os levou a ingressar em medicina, as respostas agradaram-me ainda mais. Quase todos mencionaram um desejo humanista de ajudar o próximo a superar os seus problemas e o desejo de trabalhar para que a medicina evolua.

Estão portanto todos de parabéns!

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , ,

9 thoughts on “32 alunos em medicina

  1. João Luís Penela diz:

    Sou (fui) aluno da ESAM – Viseu, entrei em Medicina, e posso confirmar que é uma escola de excelência. A dedicação e empenho dos professores em quererem ver os alunos realizados passa por níveis elevadissimos de exigência durante TODO o ano lectivo, e o resultado reflecte-se a nível nacional. Claro que padroes elevados de exigência são vencidos com horas de estudo, gestão do tempo, diversão e, acima de tudo, respeito pela comunidade escolar e corpo docente. Estão, realmente, todos de parabéns, não só os alunos, mas também os professores e a escola que proporciona o ambiente correcto à aprendizagem.

  2. JD diz:

    Deixo apenas um reparo dizendo que as médias que refere são no ano transato, e que as do ano actual ainda são superiores!

  3. João Branco diz:

    JD:

    Sim, emendei o erro. Não consegui porém identificar ao certo as médias de entrada deste ano lectivo. Pode prestar-me essa informação?

    João Luis Penela:

    Pressuponho que seja um dos felizes contemplados com essa boa nova, certo? Se é, muitos parabéns. Já agora, em que estabelecimento entrou?

    Conheci alguns antigos alunos dessa escola durante o meu percurso académico na Universidade de Coimbra. Por sinal, todos eles me falaram muito bem das condições desse estabelecimento assim como da qualidade e exigência do ensino. Espero que mantenha essa postura e essa dedicação nos próximos anos, desejando-lhe boa sorte para o desafio que vai enfrentar nos próximos anos.

  4. pedro diz:

    numa escola com imensos alunos, é bastante normal.ate parece que e algo extraordinario.

  5. João Branco diz:

    Não concordo Pedro. O facto de ter muitos alunos não significa de forma linear qualidade e excelência. Esta escola colocou 32 alunos num único ano lectivo num curso com uma média altíssima, em que os candidatos são muitos (logo, muitos ficam pelo caminho) e sobretudo, onde todos os candidatos tem médias e disciplinas de entrada iguais, o que leva muitas vezes a que os estabelecimentos de ensino tenham que criar vagas extraordinárias para não prejudicar ninguém.

  6. JD diz:

    180,0 nos Açores o ciclo básico de medicina (2 anos+4 numa faculdade do continente com a qual têm protocolo
    180,2 na Madeira (igualmente curso básico de medicina)
    180,8 na U. da Beira Interior
    181,2 em Lisboa na Nova
    182,0 em Lisboa na Clássica
    183,5 em Coimbra
    184,5 no Minho (uma das maiores se não a maior subida)
    185,5 no Porto (na Abel Salazar)
    186,3 no Porto (Faculdade de Medicina)

    Fonte: DGES

    Como ex aluno da Secundária Alves Martins e parte desse grupo de 32 alunos colocados em Medicina (na FMUP), concordo quando dizem que existe um bom corpo docente na instituição, com alguma excepções como em qualquer lado! No meu caso, quase sempre tive professores muito exigentes e pouco adeptos do facilitismo, o que também ajuda muito à aprendizagem.

  7. João Branco diz:

    Muito obrigado pela correcção e pela informação. Boa sorte!

  8. Marcos Lemos diz:

    Deveríamos aprender com os bons exemplos! Mas estes números podem ser muito enganosos, e de interpretação difícil. Eu sempre tive dificuldade em aceitar os rankings que se fazem sobre as escolas baseados nas notas dos exames (por exemplo), visto existirem muitas variáveis que são esquecidas e que poderiam ser muito bem englobadas nesse tipo de rankings. Por exemplo, rendimento médio familiar per capita – é sabido que as famílias com maiores rendimentos proporcionam em regras muito melhores condições aos seus filhos para estudarem. Este factor económico nota-se claramente quando temos contacto com a massa estudantil que está em medicina: Sou estudante de medicina em Coimbra, e são muito poucos os meus colegas que têm qualquer tipo de dificuldade financeira, e apesar de não ter dados que o suportem, sou capaz de apostar que a FMUC tem a menor percentagem de bolseiros de toda a UC. Como tal, há algo de ingratos nestes rankings, visto existirem escolas com maus resultados, e que fazem excelentes trabalhos no contexto em que se inserem…

  9. João Branco diz:

    Concordo por inteiro contigo, Marcos. O exemplo da FMUC parece-me bastante assertivo com a sua realidade específica. No teu discurso falta-te inserir outras variantes que também contribuem para o desiquílibrio de resultados: o facto dos melhores professores fugirem das escolas do interior profundo e das ilhas (porque é verdade), o desinvestimento no ensino (principalmente no interior onde temos escolas com péssimas infra-estruturas), a propria escolaridade e instrução dos encarregados de educação leva a que os seus filhos não sejam incentivados a seguir carreira académica no superior e às vezes até a própria distância que o aluno tem que fazer diariamente até ao seu estabelecimento de ensino são factores que podem efectivamente diminuir o rendimento dos alunos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: