“Em legítima defesa da Madeira”

1. Alberto João Jardim voltou a disparar contra tudo e contra todos. Mais um sinal óbvio de quem não assume os seus erros.

2. Refere que a omissão foi feita “em legítima defesa da Madeira” – cá com os meus botões cada mais acredito que se o povo madeirense se quisesse defender já tinha alterado de forma democrática o seu líder.

3. Como se não bastasse, o envio do documento “a Madeira que fizemos” para a Agência Lusa é uma barrigada de riso. Principalmente na parte em que “o governo da república não fez qualquer obra na Madeira desde que a Madeira foi reconhecida como autónoma” – mais uma vez, Jardim deturpa por completo o sentido lexical da palavra autonomia. Num quadro de redistribuição do produto vindo dos contribuíntes madeirenses, com um Governo Regional Autónomo que mediante a lei poderá executar as alterações que achar necessárias à boa execução de medidas que possam contribuir para uma boa governação, seria de esperar que o governo fizesse obras nas ilhas?

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: