Espanha e Itália

Começou o assassínio económico dos dois países.

Juros da dívida em escalada de dia para dia, reacções que não motivam alarme para já, vozes que apelam para a necessidade das ditas “reformas estruturais” para baixar a dívida pública através de cortes na despesa pública, “criação de mais emprego”, privatizações, flexibilização laboral, mudança de governo caso seja necessário e imperetrivelmente, o resgate financeiro final.

Em quais das patologias da Europa dos 27 já diagnosticamos estes primeiros sintomas?

Porque é que os Estados Unidos da América, o maior país gerador de dívida do mundo, que por sua vez tem metade do valor da sua dívida em mãos chinesas, está a todo o custo a tentar afundar a Zona Euro, mesmo sabendo que a produtividade europeia é mais baixa que a Norte-Americana e o produto final menos competitivo nos mercados mundiais?

Com as etiquetas , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: