Começa bem…

Sobre as capacidades do Belga Phillipe Gilbert e da sua equipa(Omega Pharma-Lotto) escrevi  aqui na passada quinta-feira: “A Omega Pharma-Lotto é uma equipa completamente virada para a discussão das etapas em linha e da camisola dos pontos. Aparecendo Jurgen Van Der Broeck como falso chefe-de-fila, as principais vedetas são o Sprinter André Greipel (um dos principais candidatos à vitória na camisola verde dos pontos) o Belga Phillipe Gilbert, que poderá ser candidato a fugir numa etapa e a vencer e que decerto será o melhor classificado da equipa na geral visto que é um homem que consegue andar sempre pelos 20 primeiros na montanha”.

Não se enquadrando esta vitória de todo no cenário que traçava à participação do Belga no Tour em relação à vitória obtida hoje, Gilbert aproveitou o dia para facturar graças ao facto de ser um excelente finalizador de etapas.

Numa etapa inaugural em que nada o fazia prever, o Tour começou bastante animado.

Dia de estreia atribulado com duas quedas já nos quilómetros finais deram a oportunidade de vitória a Gilbert e começaram a cavar distâncias entre os principais candidatos á vitória. Contador esteve na 1ª queda mas conseguiu recolar aosos irmãos Schleck, Samuel Sanchez e Janez Brajkovic foram alguns dos principais candidatos que ficaram na 2ª queda do dia, sendo que os últimos não perderam tempo e Contador perdeu 1 minuto e 20 segundos.

No Sprint Final, O 2º seria o australiano Cadel Evans da BMC e o 3º o Sprinter Noruguês Thor Hushovd. Sprinters como Tom Boonen, Mark Cavendish, André Greipel ou Alessandro Petacchi tiveram completamente arredados da discussão da etapa. Hushovd benefícia claramente deste afastamento para começar a amealhar no que toca à camisola verde.

Quanto aos principais favoritos:
– Andreas Kloden (Radioshack) é 7º, Frank Schleck (Leopard-Trek) 11º, Damiano Cunego (Lampre) 15º, Andy Schleck (Leopard-Trek) 33º, Levi Leipheimer 38º, Janes Brajkovic 39º (ambos da Radioshack), Ivan Basso (Liquigás) 44º, Bradley Wiggins (Sky) 50º – todos a 6 segundos de Gilbert.
– Alberto Contador (Saxo Bank) é 82º a 1 minuto e 20, perdendo desde já 1 minuto e 14 segundos para os seus rivais directos.
– Richie Porte (Saxo Bank) foi 119º, perdendo 1 minuto e 56.
– David Arroyo (Movistar) foi 157º, perdendo 2 minutos e 26.

Os Portugueses Sérgio Paulinho e Rui Costa também foram apanhados na queda. O ciclista da radioshack foi 134º a 2.25m de Gilbert ao mesmo tempo que Rui Costa que ficou umas posições mais abaixo.

A imagem do Sprint Final:

Amanhã disputa-se um contra-relógio por equipas na distância de 23 km que poderá começar a trilhar mais distâncias entre candidatos.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: