Portuguesisses

A Ordem dos Médicos aprovou no seu seio a entrada de 42 médicos Colombianos contratados pelo Estado Português para colmatar lacunas de atendimento em centros de saúde de Lisboa e Vale do Tejo e Algarve mas contestou a iniciativa do Ministério da Saúde.

Estando 750 mil cidadãos português com atendimento médico deficitário nas suas unidades familiares e tendo o Ministério da Saúde procedido a uma selecção rigorosa entre os candidatos colombianos não percebo o porquê deste tipo de reclamações.

A falta de médicos no nosso país e os problemas que causam essa carência são mais que visíveis: as restrições ao aumento de vagas nos cursos de medicina das universidades portuguesas, as reformas antecipadas de médicos no SNS em prol de atendimento no sector privado e a fuga dos jovens médicos para o sector privado.

Dada esta carência, não faço qualquer objecção à contratação de clínicos estrangeiros. Desde que evoluam na comunicação do português e sejam reconhecidos como competentes, criam mais valia para o Sistema Nacional de Saúde e para a qualidade de vida dos cidadãos Portugueses.

Ao bastonário da Ordem dos Médicos pede-se que se mudem as mentalidades do sector antes de se criticar as opções do Ministério da Saúde.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: