11,2%


Portugal atingiu uma máxima histórica no que diz respeito à taxa de desemprego.

11,2% representa mais de 1 milhão de desempregados no nosso país. 1 milhão de pessoas que não tem como se sustentar ou sustentar as famílias a seu encargo. 1 milhão de pessoas que neste momento estão a depender dos apoios sociais do Estado.

E Valter Lemos, secretário de Estado do Emprego revelou-se satisfeito com a estabilização do desemprego no seu país. Satisfeitíssimo, quando relembramos que uma das bandeiras eleitorais de José Sócrates nas eleições legislativas de 2005 era de facto a criação de mais 150 mil postos de trabalho em todo o país. Bandeira eleitoral essa que não só não foi cumprida como (contrariamente) o tempo do mandato de Sócrates veio criar mais taxa de desemprego do que taxa de emprego.

Um secretário de estado de um governo que fica satisfeito pelo facto do desemprego não aumentar em vez de lutar para que mais cidadãos tenham direito a um emprego e que expressa contentamento aquando de um máximo histórico da taxa de desemprego no seu país,  deve obviamente ser demitido imediatamente…


Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

4 thoughts on “11,2%

  1. eu diz:

    “11,2% representa mais de 1 milhão de desempregados no nosso país.” ????

    eh pah, o número é gigantesco de qualquer das maneira, mas tornes a coisa mais negra do que já é…!
    os 11,2% são referentes à população activa e não à população total! obviamente que reformados e menores, etc não entram nas contas… estamos a falar de cerca de 624,3 mil pessoas (em 5.594,8 mil activas) e não mais de 1 milhão…

    fica só a correcção.

  2. João Branco diz:

    Tem razão. Assumo o erro. A taxa de desemprego é aferida segundo o desemprego existente entre a população activa, ou seja, toda aquela que já realizou descontos para a Segurança Social e já pagou tributações ao Estado.

  3. eu diz:

    🙂 é só pq quando li me assustei primeiro…e vi que havia aí qq coisa mal depois.. hehe 😉
    é enorme o número em todo o caso! :s

  4. João Branco diz:

    Pior que o número, são os sacrifícios que estão a ser feitos por aqueles que não tem emprego para continuar a sobreviver.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: