Despedido…

Foi campeão do mundo de clubes, mas teve a distinta lata de pedir 5 ou 6 reforços a um presidente que não feito mais nada do que deixar muito da sua fortuna pessoal no Inter de Milão. Basta só lembrar que desde que pegou na presidência do Inter de Milão em 1995, Massimo Moratti já gastou quase 700 milhões de euros em transferências.

Rafa Benitez largou o “falido” Liverpool para agarrar a oportunidade de treinar o campeão da europa em título. Pensava que as bases Mourinho seriam sólidas para o futuro e “que com um toque aqui e ali” seria capaz de continuar o legado do Português. Enganou-se. Sabia-se perfeitamente desde o anúncio do seu nome e desde a saída do técnico Português que Benitez teria que recuperar animicamente os jogadores do “trauma Mourinho” e começar a construir lentamente o seu próprio cunho de sucesso no clube. Eu pessoalmente, antevia desde o anúncio do seu nome, que seria despedido em pouco tempo. Previa no final da época.

Não demorou tanto tempo. Benitez não conseguiu impor a sua Filosofia no Inter. A mesma Filosofia que o levou a uma vitória na Champions pelo Liverpool em 2005 e às vitórias na UEFA e na Liga Espanhola com o Valência em 2004. Esta última ainda sofre do estigma de ter sido a última equipa vitoriosa em Espanha antes do domínio avassalador de Barça e Real que está aí para durar.

Nos meses de Benitez no Inter, notaram-se decréscimos de rendimento nos jogadores. Maicon já não fazia a ala toda nem aparecia pela direita na tabelinha com Eto´o para executar a sua finalização clássica. Eto´o estava desgarrado em qualquer posição. Milito estava sem o instinto matador que tanto jeito deu a Mourinho. Zanetti andava apático. Sneijder desaparecido do meio-campo e sem o espírito criativo que outrora tinha com o treinador Português. Lúcio cometeu erros atrás de erros que valeram pontos aos adversários e que actualmente colocam o Inter longe do rival Milan.

O Inter de Benitez era um Inter estupidificado. Amorfo.

E Moratti não teve meias medidas em despedir o técnico Espanhol, que decerto não terá dificuldades em arranjar emprego em breve.

Para o seu lugar contratou Leonardo, antigo treinador do rival Milan. Na minha opinião, Moratti cometeu outro erro crasso. Leonardo é um treinador arranjado à pressão. Só acredito numa única via: Leonardo só ficará no Inter até ao final da época. A não ser que consiga subir na classificação e chegar ao título ou consiga repetir o título europeu. Não creio. A direcção do Inter dá a época como perdida. Para na próxima época, começar tudo de novo.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: