Beira-Mar 3-2 Vitória de Guimarães

http://mediaservices.myspace.com/services/media/embed.aspx/m=107230904,t=1,mt=video

(À falta de resumo completo do jogo, fica aqui o golo que deu a vitória ao Beira)

Acabei de vir do Estádio Municipal de Aveiro, onde vi o meu Beira dar um banho de futebol no Vitória de Guimarães!

Fodasse, não há palavras para descrever aquilo que sinto neste momento! Estes jogadores, desculpem-me a linguagem, são do CARALHO! Repito: SÃO DO CARALHO! Merecem todos os cêntimos que ganham, merecem toda a felicidade deste mundo! Merecem todo o respeito que esta cidade deveria oferecer ao clube! Porque é que não vão ao estádio seus merdas?!

O Beira venceu! Num jogo de nervos em que tudo parecia estar perdido! A organização desta equipa é sublime! Mesmo depois de começar a ganhar e sofrer a reviravolta na 2ª parte, a equipa não se perdeu e pelo contrário, ergueu a cabeça e foi em busca do resultado que pretendia: a vitória! Os jogadores do Vitória de Guimarães, pelo contrário, sofreram a reviravolta (3-2) e desataram às patadas aos nossos jogadores… Como são tristes algumas equipas desta 1ª Liga…

Leandro Tatu inaugurou o marcador na 1ª parte, com um toque para a baliza após centro rasteiro de livre cobrado à esquerda por Renan. Na 2ª parte, o Vitória haveria de dar a cambalhota no marcador: primeiro num golo de Edgar (num lance em que William disputa a bola em claro fora-de-jogo) e depois num golo de Pereirinha. Os nossos rapazes não baixaram os braços e em dois lances resolveram a partida com dois golos de Wilson Eduardo: o primeiro com um toque à boca da baliza após excelente trabalho de Tatu na direita, o segundo na cara de Nilson depois de um excelente passe do regressado Wang Gang (1º jogo oficial esta época pelo Beira).

No regresso, não pude deixar de ouvir as palavras do caríssimo Manuel Machado à flash-interview da televisão. Caríssimo, tenho pena que à semelhança dos seus jogadores não consiga digerir as derrotas e se ponha publicamente com desculpas parvas. Não consegue compreender porque é que os seus dois jogadores foram expulsos, eu explico: porque lídera um bando de indigentes, de indisciplinados que só sabem dar porrada! Pergunte ao João Alves porque é que pisou naquela circunstância a perna do jogador do Beira Mar?

Basicamente, levou um “cheirete” de bola do Beira! Talvez falte ao Guimarães a organização em campo que só Leonardo Jardim tem nesta Liga! O Vitória de Guimarães é realmente um grande. Grande na massa salarial dos seus jogadores, grande na atitude irrascível dos seus jogadores, grande na média de altura dos seus jogadores. No entanto, em campo, penso que os nomes não ganham e hoje o Vitória aprendeu uma lição.

Bem, mas isso não interessa. O que interessa é que os rapazes conseguiram os 3 pontos e andam a calar muita gente que no início do campeonato punha o Beira-Mar a descer. Ao que parece, a descida está a dar em luta por um lugar na 1ª metade da tabela. Liga Europa? Não podemos entrar em euforias. Temos de pensar jogo a jogo, ponto a ponto.

Para finalizar, desejo um excelente Natal e um Bom Ano Novo a toda a família Beiramarista. Que 2011 seja mais um ano de esforço, luta e vitórias!

P.S: Está bom de ver, a quantidade de golos que já foram marcados nos 3 jogos desta jornada. 17 golos em 3 partidas – deve ser um número record na Liga. São estes jogos que chamam pessoas aos estádios de futebol. Não importando o preço dos bilhetes, as condições dos estádios, o frio, a chuva e a forma das equipas. Os clubes de futebol em Portugal, devem começar a ter em conta que as pessoas querem ver bons espectáculos e sobretudo golos!

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

12 thoughts on “Beira-Mar 3-2 Vitória de Guimarães

  1. Leonardo diz:

    O que dizes neste momento e verdade,pa calar algumas pessoas que dixiam que o beira-mar ia descer,mas parece que andamos a contrariar

    GANDA BEIRA-MAR!!!!! SEMPRE ESTAREI A VERTE!!

    BOM NATAL A TODOS

  2. Ruben diz:

    Que orgulho!!! Acreditaram sempre até ao fim…COMERAM A RELVA TODA

  3. João Branco diz:

    Pouco a pouco, jogo a jogo vamos fazendo os nossos pontinhos e vamos caminhando. Pelo caminho, enchemos o coração de orgulho e começamos a olhar para trás aqueles que nos fadavam a desgraça.

    Não podemos entrar em euforias. Temos de manter os pés bem assentes na terra. Assim, poderemos construir o nosso final feliz. Para isso, teremos que continuar a apoiar a nossa equipa como temos apoiado. Teremos que cativar mais pessoas para o estádio e continuar a ajudar a instituição a resolver os seus problemas, da melhor maneira que conseguirmos.

    Uma coisa é certa. Todos juntos, somos mais fortes. Com trabalho, esforço e dedicação por parte de jogadores, equipa técnica e comissão administrativa (espero bem que se venha a constituir direcção) somos mais fortes!

  4. João Branco diz:

    Foi uma vitória da crença, da luta, do espírito de sacrifício, da vontade de querer vencer. O trabalho árduo dá destes resultados.

    Por vezes, as condições podem não ser as melhores. Mesmo sem condições, os jogadores estão de parabéns. Merecem tudo. Como referi no post, merecem todos os cêntimos que o Beira lhes paga. Quem trabalha desta maneira, merece ser feliz! E hoje, a felicidade destes jogadores está mais que entranhada no coração daqueles que (mesmo apesar do frio que se fez sentir) se deslocaram ao EMA para gritar: “sempre presentes”.

  5. Ruben diz:

    São mesmo merdas, não entendo como e que só os do costume é que vão ver os jogos, até já começo a reconhecer as pessoas da bancada.Um estádio confortável, bons acessos, grande estacionamento, Até um autocarro que vem do centro da cidade trazer adeptos nem sequer enche.Ainda por mais com a equipa a jogar como está a jogar.Não entendo mesmo a mentalidade dos aveirenses. No jogo da subida, estavam 7500 pessoas, para onde é que elas foram todas?????O engraçado é que o nosso Beira podia resolver grande parte dos problemas financeiros, com uma assistência razoável aos jogos em casa…

  6. João Branco diz:

    Caríssimo Ruben,

    O problema que deixaste no teu comentário é bastante interessante e merece uma discussão séria.

    Nos últimos tempos, tenho falado com muita gente de Aveiro que até gosta do Beira-Mar, mas não vai aos jogos. Tentei sempre acercar-me do motivo pelo qual não vão ao estádio. Uns dizem o do costume: o estádio é fora da cidade, é longe – dizem que mais valia voltar ao Mário Duarte. Outros dizem-me que não há dinheiro para futebois – com a crise que vivemos, essa é uma justificação plausível. Outros dizem-me ainda que a equipa não é competitiva, ou seja, não ganha nada.

    Aos que dizem que é longe, há sempre essa questão do autocarro para o estádio nas horas que antecedem os jogos. É longe, mas como bem referes, as pessoas também não se preocupam em saber se existem transportes públicos para lá. Aos que dizem que é longe, também lhes costumo dizer que “ir à Decathlon fazer compras também é longe” mas no entanto as pessoas vão.

    Aos que dizem que a equipa não é competitiva, só lhes costumo dizer que no ano passado venceu a 2ª Liga e que este ano está a fazer um campeonato muito acima das expectativas de início de época. Quiça, ainda poderá ter a sorte de lutar por um lugar europeu com formações que tem o dobro (Marítimo; Nacional) o triplo (Vitória de Guimarães) e o quadruplo (Braga) do orçamento anual do futebol profissional do Beira-Mar.

    Falas muito bem desse jogo contra o Carregado. Nesse jogo, estavam 7500 pessoas porque era o jogo da subida. No jogo da subida de qualquer equipa aparecem todos. No jogo da subida todos são fans.

    É como no facebook. Não sei se já viste, mas a página do Beira-Mar tem mais de 8 mil fans. Já me questionei: quantos desses pressupostos fans são sócios do clube? quantos desses pressupostos fans vão ao estádio? quantos desses pressupostos fans já foram 1 vez que seja ao Estádio? Se esses 8 mil fans se fizessem sócios, se esses 8 mil fans comprassem bilhete de época, o Beira-Mar era neste momento um clube auto sustentável ao nível financeiro. Isso podes crer como certo.

    Mas pronto, isto é Aveiro e nós já conhecemos Aveiro. Toda a gente fala, mas na hora da verdade ninguém aparece. Toda a gente gosta do clube, mas no fim de contas, toda a gente aparece para torcer pelos grandes quando cá vem jogar.

  7. Insane diz:

    Antes de falar mal do meu clube olha para o teu.
    Meia duzia de pessoas na bancada que nem apoiar sabem.
    Fui passar o fim de semana a Aveiro e fui no Moveaveiro para o estadio. Uma camioneta ? 1 hora antes do estadio ? Nem encheu ? Triste. Ninguém me soube dar explicações onde eram as paragens da camioneta nem as horas nem os preços. A pergunta frequente era: existe jogo hoje ? Depois foi durante a noite toda a ouvir comentarios dos Aveirenses aos clubes “grandes” e nada ao clube da terra. Só 2 pessoas ouvi eu junto à praça do peixe a falar do jogo, merito a eles ao menos. Só não roubei 2 bandeiras a uns putos da claque porque não quis e a camioneta só não foi apedrejada por causa das bocas dos putos porque o meu povo me viu lá dentro.
    É um abre olhos meu amigo.

  8. João Branco diz:

    Insane,

    Deves achar que o teu clube é o máximo. Deves achar que os adeptos do teu clube são o máximo. Deves achar que a gente da tua cidade é o máximo.

    Eu vou a Guimarães. Identificado com o cachecol do Beira-Mar. Sem querer fazer mal a ninguém ou mandar bocas. Vou apenas ver o jogo, como um cidadão normal e ordeiro. Sabes o que é que já me aconteceu: tirarem-me o cachecol e começarem a queimá-lo, ameaçarem-me com uma navalha, mandarem os putos à frente a armar confusão para depois entrarem 10 a ameaçar. Sim, gente da tua cidade, gente da tua equipa, gente da tua claque.

    Achas bem? Ou seja, és mais um que não sabe ir ao futebol! Que não vê no futebol um momento de festa mas sim uma oportunidade para lançar as frustrações do dia-a-dia. O futebol é festa sabias?
    Vais com esse espírito ver o Guimarães ao Porto? Vais com esse espírito a Lisboa? Creio que não, decerto. Sois muito fortes em Guimarães. Ao pé dos Super Dragões e da Juve Leo, devem abaixar a crista. Mesmo assim, sois tristes.

    Se não quiseres vir a Aveiro, tudo bem. És livre de vir aqui deixar a tua queixa em relação a tudo o que disseste. Não serei eu que te vou resolver, decerto. Mas também creio que o que disseste aqui, é uma gota no Oceano em relação aquilo que passamos sempre que vamos a Guimarães.

    Só fazem falta no Beira-Mar as pessoas que lá vão. As que lá vão, decerto que gostam do clube e é por isso que lá vão. Queríamos ter mais? Queríamos. Não é por falta de divulgação na Comunicação Social. Toda a gente sabe onde é o Estádio, toda a gente sabe ir para o Estádio e por incível que pareça o clube tem mecanismos que permitem ao adepto ver uma época inteira por um preço razoável. Desde o desconto para estudantes, ao sócio estudante, ao sócio de bancada com lugar cativo, ao simples comum que só paga 10 euros para ver uma partida, comparando que em estádios com menor qualidade pagam 20 e 30 como é o caso do Leixões, do Paços de Ferreira, do Gil Vicente, da Naval…

    Não precisas de vir abrir os olhos a ninguém, meu caro amigo. Só me dá conselhos, quem eu queira que me dê conselhos. Tu, nesse tom, nesse pedestral e nessa arrogância, não serás uma dessas pessoas.

  9. Insane diz:

    Claro que acho que o meu clube a os adeptos e cidade são o maximo. Como tu deverias achar do teu clube, cidade e adeptos. Se calhar fui um pouco agressivo da maneira que falei mas não me intendes-te ou não fui claro como falei.
    Se te aconteceu isso em Guimarães foi vergonhoso mas de certeza que se eu estivesse lá isso não te teria acontecido. Nunca armei confusão com quém não a provocou mas uma coisa te digo, sem rivalidade (boa) os pequenos clubes morrem com a asfixia dos orgãos de comunicação. Só existem 3 clubes e o resto é paisagem. Muita gente aqui em Guimarães revoltada com isso leva por caminhos menos proprios é verdade mas no meio de tantos é “normal” que isso aconteça. Se à coisa que me revolta são as pessoas não apoiarem os clubes da sua terra e torcerem por outros, é triste e fui isso que reparei em Aveiro.

    Se vou de essa maneira a lisboa e ao porto ? lol Nem te conto por aquilo que já passei ao andar atras do meu Vitoria. Acredita que não temos medo de ninguém. Quém vai sabe no que se pode meter por isso é toda a gente a remar para o mesmo lado. Para o bem ou para o mal assim como uma familia.

    Não tive nenhum problema em aveiro e adorei o fim semana mas para isso acontecer é preciso fazer por isso. Não andei com o meu cachecol no moveaveiro, nem a caminho da paragem. Não achei necessario e sabia que alguém poderia não gostar, custou-me muito ? Não. Não me diverti-me menos por não mostrar o cachecol.

    Sim o futebol é uma festa e festa é o futebol em Guimarães onde se gosta do clube da terra, pena não ser em todo o lado assim.

    O abre olhos foram para os putos que andam com material grande sozinhos e mandam bocas numa camioneta com 25 pessoas normais para 150 gajos de claques que desciam as escadas. A sorte foi eles me verem. Eu ser triste por ser quém sou ? Não me conheces de certeza e sou muito feliz.

    Tenho uma boa relação com o povo dai. Prova disso foi ter ficado ai porque tinha um jantar depois do jogo. Já agora tenho um cachecol do beira mar faz anos quando troquei com um do Vitoria.

    Viva paredes de coura lolol.

  10. João Branco diz:

    Insane,

    Como achei que foste um pouco agressivo no 1º comentário, peço desculpa se por consequência também acabei por responder de forma agressiva. Talvez não tenha entendido certas partes do teu comentário.

    Eu continuarei a apoiar pelo clube da minha terra. Concordo contigo quando dizes que só existem 3 grandes e que a Comunicação Social só dá grande destaque aos grandes. É verdade, exceptuando uma ou outra entrevista que de vez em quando lá vai saíndo com um jogador, treinador ou dirigente de um clube pequeno. Mas no fundo, como deves compreender, no jornalismo desportivo são os grandes que fazem manchetes e que por consequência vendem jornais.
    Também concordo que seja difícil no meio de tantos adeptos (diga-se que o Guimarães já tem de longe a 4ª maior falange de apoio do futebol Português) controlar possíveis excessos, picardias e rivalidades pouco saudáveis. No entanto, creio que o futebol necessita de alguma acalmia no que toca às claques.

    Conheço muito bem a rivalidade entre o Vitória e o Braga. Por dentro, visto que tenho entre os meus grandes amigos gente dos dois lados. Gente que já me contou ao pormenor a coisa. É uma rivalidade feroz que já remonta desde há muitos séculos para cá. Está nos génes do pessoal das suas cidades.

    Aveiro neste momento continua uma cidade de costas voltadas para o clube da cidade. O clube está desacreditado nas pessoas. Uns dizem que o estádio é longe, outros dizem que é caro, outros dizem que é preferível ir comer umas mariscadas do que ir ao estádio, outros dizem que o clube não ganha, outros dizem que é uma miséria ter um clube que está durante muito tempo sem direcção, outros dizem que era preferível voltar ao Mário Duarte…
    Basicamente, em Aveiro, utilizam-se todas as desculpas de mau pagador possíveis para ficar bem na foto: “ah e tal eu até gosto do Beira-Mar mas de facto nunca se lá põs os pés. “Ah e tal eu até gosto do Beira-Mar mas só lá vou ver o grande pelo qual torço ou se der na televisão nem lá vou”

    Cada um é que sabe de si. O clube e a malta vão tentando puxar mais gente ao estádio. O clube vai fazendo umas promoções, vai dando uns bilhetes numas parcerias e a malta, como é obvio vai tentando passar a palavra. Se viste o meu blog, reparaste que falo qb sobre o clube: faço sempre a antevisão dos jogos com o cartaz oficial da partida, meto o resumo, dou o meu bitaite sobre a vida do clube, etc…
    Claro que queríamos mais gente no Estádio. Como disse num comentário anterior, o Beira-Mar tem mais de 8 mil amigos no facebook. O que é certo é que deverá ter actualmente metade desse número ao nível de associados e menos de metade desse número num jogo normal de Liga (excepto grandes). No dia em que o Estádio Municipal de Aveiro registasse 8 mil pessoas num jogo por exemplo contra o Nacional ou contra o Rio Ave, eu pulava de contente. Seria sinal que o clube poderia assim caminhar para uma maior auto sustentabilidade. Como tem actualmente o Vitória de Guimarães.

    Na situação que referiste, por acaso não tive conhecimento nem fui uma das pessoas. Costumo ver os jogos perto da claque, mas não sou membro da claque. Sou amigo de algumas pessoas na claque e por acaso não tive conhecimento de problemas na saída. Se os houve como relatas e se foram putos do Beira-Mar a provocar, só posso sentir repúdio. Não é do nosso tom provocar quem quer que seja. Pelo contrário, quase todas as claques nos tem elogiado: poucos mas sempre pacíficos.

    No fundo, são actos tristes que obviamente censuro. O futebol é paixão, é festa, é euforia, mas não nos dá de comer. Pelo menos a mim nunca me deu. Por isso, qualquer tipo de violência é escusado.

    E Viva Paredes de Coura. Isso sim, são dias de felicidade!

  11. Insane diz:

    Não foi nada de mais depois do jogo mas como conheço os “meus” por muito menos já houve problemas. A policia foi rapida e nada de mal aconteceu. Tenho lido o teu blog e tenho de te dar os parabens, muito critico no bom sentido e demonstra grande trabalho e dedicação. É bom haver pessoas como tu que gostam da cidade e do seu clube e que muito fazem para que outros gostem.
    Encontrei o teu blog por causa de PdC e ainda bem. Além do meu clube/terra/adeptos (lol) adoro musica e festivais e já por 9 vezes estive em Paredes e nunca encontrei ambiente igual em lado nenhum. Espero mais um bom PdC mas com melhor cartaz pois é disso que vivem os festivais. Bom gosto musical já agora.
    De ataque frontal a dar-te os parabéns isso sim é um abre olhos para mim lolol.

  12. João Branco diz:

    É pá,

    Tantos elogios de uma vez só é algo a que não estou habituado!

    Obrigado. Muito obrigado mesmo. Tento fazer com que este espaço sempre se paute por uma postura crítica e séria. Sei que por vezes não o consigo ser, mas, todos nós temos os nossos erros e as nossas redenções.

    À malta de Guimarães também tenho de tirar o chapéu. Pela malta que conseguem mobilizar, pela garra, pela qualidade com que apoiam a equipa em qualquer estádio deste país onde o Vitória joga. O vosso amor pelo Vitória é um amor fervoroso, único, sem qualquer paixoneta por um grande no meio. O mesmo não se passa aqui em Aveiro. Bem gostaria que tivessemos uma massa adepta do Beira como vocês tem do vosso Vitória.

    Paredes é fenomenal. Fiz uma promessa que tenciono cumprir. Irei a Paredes todos os anos que a saúde me permita – haja ou não dinheiro. Adoro aquela vila, adoro aquele festival. Concordo contigo: não há nada melhor que aquele ambiente.

    Penso que já deverás saber desta notícia: a data do festival foi mudada para meio de Agosto (dias 17, 18, 19 e 20) o que me parece que finalmente a organização achou melhores datas para satisfazer o pessoal que não ia por causa dos últimos exames de faculdade. Vamos lá ver o que sai do cartaz deste ano, sabendo de antemão que a organização do festival terá a forte concorrência do Super Bock Super Rock (que já confirmou os Strokes como hoje postei) e do Optimus Alive que é um festival em contínuo crescimento.

    Já me contentava que os Courteeners e os Gallows voltassem novamente.

    Para finalizar, agradeço novamente os elogios, esperando que continues a frequentar assiduamente este espaço e que continues a comentar visto que neste post a nossa pequena discussão foi uma agradável surpresa.

    Abraço
    João Branco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: